1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)
  1. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    O que podemos apreender da obra de Tolkien que traz referências de fábulas e contos que já existem. Associações imediatas com a mitologia nórdica são naturais, mas é curioso como, quando nos atemos a pormenores da obra, nos permitimos fazer uma série de alusões muito mais amplas do que a mera analogia com contos de deuses nórdicos e heróis das mitologias pagãs e parábolas cristãs.

    Quais seriam as referências de Tolkien para forjar o amor entre Beren e Luthien, o arquétipo do casal impedido por um obstáculo instransponível e que supera esse obstáculo em nome desse amor que transcende a vontade mesmo dos deuses.

    E quanto a Fingolfin, que sacrifica a vida num ato de loucura impensada para desesperadamente salvar seu povo.

    E Frodo, o arquétipo do fraco que supera os próprios limites para salvar aqueles que teóricamente eram mais fortes que ele e se mostraram incapazes de fazer o que ele fez?

    Só pra ilustrar um exemplo: Não teriam os anões de Tolkien até na descrição física muito em comum com os 7 anões da Branca de Neve, filme que estreiou no cinema em 1936, um ano antes de O Hobbit ser escrito e publicado? Em ambos os casos vemos anões mineradores, com capuzes, andando em fila, com picaretas e machadinhas... Tudo bem, vocês vão dizer, Eru está louco! Os anões já eram apresentados assim na mitologia... Os anões de Tolkien não eram 7, mas 14, não eram o Dunga, o Mestre e o Soneca, mas o Bombur, o Thorin e o Balin. Mas abstraiam. Da primeira vez que leram O Hobbit, não fizeram uma associação imediata entre eles? Não teria sido o filme um ponto de inspiração para o professor?

    Enfim, esse foi um ponto de partida. E aí, o que vocês acham que pode ter influenciado Tolkien. Anduril e o Rei dos Dunedain / Excalibur e o Rei Arthur? O drama dos edain e a obseção de Dorian Gray pela imortalidade e juventude eternas?

    Ok, é a vez de vocês. :wink:
     
  2. Stein

    Stein Usuário

    Há uma notável inspiração por parte do Anel dos Nibelungos.

    A Espada-Que-Foi-Quebrada e reforjada e os anéis do poder são elementos bastante parecidos em ambas as narrativas. Também há Siegfried e Brunhilde que pode ter servido de arquétipo.

    Lendas Arturianas? Númenor e Ávalon, Merlin o ultra-estereotipado Gandalf e por aí vai.

    Hoje à noite posto mais detalhes.
     
  3. Riff

    Riff Usuário

    Conto de Túrin=Kalevala

    Kalevala é um conto finlandês q influenciou o conto de Turin :wink:
     
  4. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    de fato a história de arthur tem muitas ligações com a obra de tolkien....

    mas a idéia de tolkien naum era ser melhor q nenhuma dessas histórias e sim uni-las todas sob uma única mitologia....

    a idéias de tolkien é q seria a mesma história, mas com o passar dos anos elas foram mudando até ninguém poder dizer qual é a verdadeira...
     
  5. Riff

    Riff Usuário

    É, tolkien pretendia criar a "Mitologia das mitologias", ele não se baseou nessas mitologias, e sim fez uma "brincadeira" para colocar a sua como origem delas
     
  6. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Beren & Luthien = Tolkien & Edith.
     
  7. Fosco Cachopardo

    Fosco Cachopardo Ghost of Perdition

    Eu duvido até mesmo que Tolkien tenha assistido esse filme. Ele não tinha nem tv em casa, não parece ser o tipo de pessoa que vai ao cinema assistir um desenho infantil.
     
  8. Tilion

    Tilion Administrador

    Morte de Túrin e Níniel = Morte de Romeu e Julieta.

    Ambas as mulheres, ao verem seus amados (no caso de Níniel, não deixa de ser "amado", mas é muito mais trágico por causa do incesto) como mortos, suicidam-se. Os homens, ao despertarem e ao tomarem conhecimento do destino de suas companheiras, também se suicidam.
     
  9. Riff

    Riff Usuário

    Mas ele conhecia, e cita no apendice do SdA:

    Ele repudiava disney e qqr fabulas como essas :wink:[/quote]
     
  10. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    Pois é, Tolkien bebeu direto da fonte. Ele lia textos procurava ler os textos nos originais, quando possível; a visão que ele tinha da Disney não era das melhores. A imagem de "anõezinhos que cantam felizes" não era a que ele gostava, muito pelo contrário.

    Segundo o próprio professor, por mais estranho que pareça, a única semelhança entre o anel de Sauron e o dos Nibelungos é que "ambos são redondos". 8O

    Eu não acho que haja tantas influências assim em Tolkien das lendas arturianas. Tolkien leu bastante e gostava delas, mas dizia que eram bastante repetitivas.
    Eu me recordo de Avalloné, que é um porto em Eressëa - mas aí já é aquela história que falaram de "inspiração proposital", para criar a "Mitologia das mitologias".
     
  11. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    naum é pq o tolkien disso isso q é necessáriamente verdade. ás vazes ele se inspirou na obra sem nem mesmo perceber.

    tem muita gente q por gostar das obras do tolkien acaba menozprezando as outras. como eu já disse em outro tópico, as histórias dos dois são bem parecidas e o tolkien com certeza conhecia ela. naum dá pra negar a inspiração.

    ás vezes os autores tem gdes inspirações de onde eles nm percebem. qquer um atualmente, ainda mais uma pessoa culta como o tolkien, copta muita informação do mundo ao redor e essas informações moldam o seu carátar, influenciando, ainda q indiretamente, a obra desses autores.
     
  12. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    Eu concordo que é possível que mesmo sem querer ele tenha se baseado nessa lenda. Só não posso concordar que isso é tão certo quanto quanto o fato de ele conhecer a história. É possível, mas temos que leva rem consideração a palavra do próprio autor. Ele negava; se nós acreditamos nele, ou se houve alguma influência inconsciente, fica no campo da opiniçao pessoal.
     
  13. Swanhild

    Swanhild Usuário

    A única coisa que eu conheço desse assunto aí é informação indireta. Mas acho plausível que o Tolkien tivesse alguma antipatia pelo ciclo de óperas de Wagner, talvez por ser (ele Tolkien) muito purista. O que exatamente (de quais detalhes) ele não gostaria nas óperas, eu já não sei.
     
  14. Camila_theOld

    Camila_theOld Usuário

    Tolkien escreveu coisas muito parecidas com a própria vida, e com a situação que ele se encontrava.
    O amor de Berem e Luthien, deve ser como o amor que ele sentia por Edith, e que por algum tempo foi impedido de espressa-lo.
    E se analizarmos Fingol, podemos notar que o comportamento de se sacrificar para salvar seu povo lembra o de Cristo. E como Tolkien era católico, é uma ipótese...
    E Frodo seria quem sabe uma esperança....
     
  15. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    Fingol? :o?:
     
  16. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Wagner em específico é muito pouco ouvido por ser a música preferida do governo alemão durante a segunda Guerra Mundial (logo vem o pensamento "música nazista" injustamente). pode ser que o professor tenha desenvolvido repulsa por Wagner por isso (como muita gente até hoje), mas há ainda que Anel dos Nibelungos por ser mitologia não se restringe a uma ópera.
     
  17. Camila_theOld

    Camila_theOld Usuário

    Pô, "Eru, o Iluvatar" tive um erro de digitação feio, né? :o?:
     
  18. Riff

    Riff Usuário

    Po, mas onde q Thingol se sacrificou pelo seu povo? :lol:
     
  19. Stein

    Stein Usuário

    Eu acho que o Professor não foi sincero na afirmação. Não estou afirmando plágio nenhum, só estou dizendo que acho ingênuo afirmar que sua mitologia é totalmente original sem influência por parte céltica e germânica, ainda mais de um mito tão importante que foi reestruturado por Wagner no século XIX.

    Os Nibelungos ( anões da neblina ) forjaram o anel com o ouro do Reno ( que tinha propriedades mágicas ). Esse anel, assim como o Um, concedia poder extraordinário porém à custa de que o portador precisaria renunciar o amor.

    Analizando desse ponto, não há similaridade alguma com o Um forjado por Sauron. Só o poder. Assim, o paralelo existente é que Tolkien pegou esse conceito do anel e transformou em algo novo para a sua obra.

    Ainda é possível ressaltar as coisas mais gerais da mitologia nórdica... Wotan, o Supra-Deus.

    Também já citei A-Espada-Que-Foi-Quebrada com aquela que foi reforjada e Siegfried utilizou para matar Fafner ( se eu não estiver equivocado )
     
  20. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    É que fiquei sem saber onde foi o erro. Poderia ser Fingon ou Thingol. :mrgreen:
     

Compartilhar