1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Para ler como um escritor, de Francine Prose

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por JLM, 19 Nov 2008.

  1. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Escrever bem é um exercício de psicologia. Embora isso não signifique que psicólogos serão sempre bons escritores é quase certo que bons escritores dariam ótimos psicólogos. A atenção aos detalhes, muitas vezes sutis, a percepção do que é expresso verbalmente, por meio de gestos e até mesmo no não-dito são essenciais para se escrever (e também para se ler) uma boa história. Não há regras para assimilar tais habilidades de observação e se tornar um bom escritor. Aliás, há uma, segundo Francine Prose:

    "Quanto mais lemos, mais rapidamente somos capazes de executar o truque mágico de ver como as letras foram combinadas em palavras dotadas de sentido. Quanto mais lemos, mais compreendemos, mais aptos nos tornamos a descobrir novas maneiras de ler, cada uma ajustada à razão que nos levou a ler um livro particular." (pg. 17)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    (2008, Jorge Zahar Editor) é um livro teórico, mas com a diferença de ser altamente estimulante. Ensina os conceitos básicos da escrita através da análise de trechos de obras mundialmente famosas. No começo, pode até soar estranho aprender não usando regras, somente por exemplos, porém conforme o livro prossegue, o leitor acostuma e aprende como aprender desta forma.

    A autora indica como técnica fundamental a leitura atenta (close reading), pausada, meticulosa do texto para descobrir a real e mais íntima intenção do escritor. Somente desta maneira os detalhes mais preciosos serão notados pelo leitor. Contudo, esse tipo de leitura (talvez mais um estudo que uma leitura) não seja para todos. Afinal, quem hoje pode dispensar duas horas para ler apenas duas páginas de um livro? Para Prose isso talvez seja corriqueiro, pois como professora de oficinas de escrita e de pós-graduação em MFA (Master of Fine Art's) ela ganha para ensinar utilizando-se destas análises detalhadas.

    O livro tem o tom de uma apostila ou manual de oficina literária com muitos trechos de literatura esmiuçados. A autora admite ter escrito o livro para ser usado para tal fim e procura analisar vários aspectos da criação literária, desde a menor estrutura do texto, "Palavras" (capítulo 3), passando por "Frases" (capítulo 4), "Parágrafos" (capítulo 5) até chegar nos estilos de escrita. "Narração", "Personagem", "Diálogo", "Detalhes" e "Gesto" (capítulos 6 ao 9) complementam seus ensinamentos sobre como construir uma história. Mostra como a maioria das regras ensinadas em oficinas literárias foram quebradas com sucesso pelos grandes escritores. Isso demonstra que escrever é uma experiência pessoal, assim como ler.

    O livro não conta nenhum segredo inédito. Tudo o que diz nós já sabemos e a maioria dos livros citados estão disponíveis para leitura em livrarias, sebos ou bibliotecas. Porém o modo simples e claro de analisar o texto revela detalhes que poderíamos ter deixado passar. E de brinde traz informações curiosas sobre a vida de escritores famosos como aperitivos aos seus fãs. De que outro modo descobriríamos que Kafka, mestre em iniciar histórias com frases enxutas e marcantes, aprendeu e incorporou esse dom lendo Heirich von Kleist? E que Kleist suicidou-se com a esposa aos 34 anos de idade enquanto faziam um pequenique?

    A tradução e a qualidade do livro para o português estão em um bom nível, pecando apenas num "quem teria podido pedir" (pg. 15) e num "cismou que ia me sivilizar" (pg. 110) e em um erro de referência (pg. 211) em que o trecho kafkaniano analisado pertence ao livro
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e não ao livro
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    conforme mencionado. A introdução e acréscimos de Italo Moriconi são pertinentes para "encaixar" o livro americano no rol brasileiro. No final do livro há uma lista de leituras imediatas indicadas pela autora, mas não aparece nenhuma obra em português. Moriconi corrige esta injustiça com uma outra lista somente de livros brasileiros. Assim como todo copo de cerveja puxa outro, a leitura de um livro sempre dá vontade de ler outros e Para ler como um escritor não foge à regra, deixa o leitor louco para conhecer mais sobre
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    (que tem o capítulo 10 todo dedicado a ele),
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    Francine Prose é romancista, crítica, ensaísta e professora de literatura e criação literária há mais de 20 anos em universidades como Harvard, Columbia e Iwoa. Escreveu vários livros, alguns já publicados no Brasil:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    (2004, Nova Fronteira) e
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    (2004, ARX).

    Ficha técnica:
    obra: Para ler como um escritor: um guia para quem gosta de livros e para quem quer escrevê-los (Reading like a writer: a guide for people who love books and for those who want to write them), de Francine Prose
    tradução: Maria Luiza X. de A. Borges
    edição: 1ª, Jorge Zahar Editor (2008), 319 pgs
    preço:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Leonardo Pastor

    Leonardo Pastor Usuário

    Não se pode dizer que é um livro fundamental para quem quer ser escritor, mas, de qualquer forma, é bastante interessante.
    Uma das passagens que eu gostei foi da importância de se tentar ler livros no idioma original. Claro que não é algo fácil, mas muda muita coisa. Admito que gosto muito mais de ler em português. Mas se, por exemplo, eu sei inglês e francês, melhor ler autores franceses e ingleses na língua original, não?
     
  3. imported_Catatau

    imported_Catatau Usuário

    Gostei bastante deste livro. Não li como alguém que quer se aperfeiçoar como escritor e sim como alguém que quer melhorar como leitor. O "close reading", leitura lenta, palavra a palavra, que procura captar como o autor conseguiu obter determinado efeito, foi um achado para mim. Sou adepto do "close reading" agora. Mas em uma versão light senão leio apenas 1 livro por ano !!

    As análises dos trechos das obras que ela faz são ótimas e didáticas. Francine gosta realmente de ler !
    Adicionei vários livros na minha lista de leituras por causa das análises e indicações dela.

    Outro ponto positivo foi o acréscimo à edição brasileira, em que são analisados alguns trechos de obras brasileiras. O efeito não é o mesmo (na minha opinião) mas a iniciativa foi louvável.
     
  4. imported_Nanda

    imported_Nanda Usuário

    Bom, esse pelo visto é um livro interessante pra mim, tanto pela facu qto pelo meu interesse em literatura e escrever livros e tals. Eu ainda preciso comprar um outro que foi indicado aqui, que ajuda a escrever. Agora esse entra junto na lista. Pode não ser pro, mas ajuda certo? Então é válido :)
     
  5. Zuleica

    Zuleica Usuário

    Vai pro topo da minha lista. Indicação ótima.
     
  6. alidifarfalla

    alidifarfalla Usuário

    Já li, reli e fiz anotações. Muito interessante esse livro. O método da Francine é bom, só é difícil eu ter paciência para ler tudo minuciosamente. Adorei as indicações dela, já procurei e comprei vários autores recomendados no livro, mas ainda não li. E fiquei toda feliz ao ver meu livro favorito, "Cem Anos de Solidão", na lista de "Livros para ler imediatamente". Aliás, da lista só li ele e "Lolita". E na lista de autores brasileiros, meu outro livro amado: "As Meninas". Estou no caminho certo! kkkkkkkkk Mas ainda falta muuuuuuuito, então, mãos à obra!
     
  7. Marcileia

    Marcileia Usuário

    Boa dica mesmo! Também quero ler para melhorar como leitora.
     
  8. clandestini

    clandestini Cylon ou

    Eu sempre me interesso por livros sobre leitura.

    Gostei da dica. Obrigada.
     

Compartilhar