1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Palavras desconhecidas

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por LucasCF, 28 Fev 2009.

  1. LucasCF

    LucasCF Usuário

    Estou lendo "a viagem do elefante", e percebi que em algumas páginas há umas três palavras que não sei o que significa. uma vez ou outra, entendo pelo contexto (ou acho que entendo). Mas fico muito curioso para saber o significado e procuro algumas no dicionário. Mas muitas vezes dá preguiça e se eu for procurar as duas palavras de cada página, vou ter que ficar interrompendo toda hora né...

    Vocês costumam procurar as palavras que leem no dicionário?
     
  2. Clara

    Clara Que bosta... Usuário Premium

    Sim, claro!
    Até porque tem casos em que não dá pra entender "no contexto", simplesmente você não entende o que o autor quis dizer, e aí só apelando pro "pai dos burros" mesmo! :lol:
    Mas quais foram algumas das palavras que você não entendeu?
    Conseguiu achar o significado delas?
     
  3. Liv

    Liv Visitante

    E quando você pega Laranja Mecânica, como fas//
     
  4. Diego-

    Diego- Usuário

    É, Saramago é meio complicado mesmo, no cegueira se for ler com atenção já acaba se tirando várias palavras que não se conhece.
    Assim... costumo ler com o dicionário do lado mas quando acho que a palavra não faz uma diferença cabal na frase, eu só anoto ela em algum lugar e vou procurar depois.

    No caso de um livro como Laranja Mecânica (que eu ainda não li), acho que eu seguiria embora, não tenho paciência pra levar uma vida lendo o livro por falta de léxico ou coisa que o valha e toda hora ficar consultando o dicionário, a leitura acaba se tornando chata na minha opinião.
     
  5. Thorondir

    Thorondir Usuário

    Eu geralmente marco a lápis no marcador de livro ou em algum caderninho e depois que terminar o livro eu checo no dicionário. Aprendo bastante assim.
     
  6. Shaytan

    Shaytan Usuário

    Só anoto para procurar saber depois, porque não tenho saco de ler com um dicionário perto =X tira a concentração ficar interrompendo.
     
  7. Clara

    Clara Que bosta... Usuário Premium

    Como o Diego, seguiria em frente até o final e via no que dava.
    Se for um livro muito longo e eu perceber que não entendo lhufas, paro de ler sem dó pois tem muita outras coisas pra ler, não dá pra ficar perdendo tempo.
    Mas no caso de Laranja Mecânica, faz muito tempo que li esse livro, mas parece que o exemplar que li tinha um glossário das expressões, não tem?
     
  8. Ramalokion

    Ramalokion Mecha-de-Folha

    Quando eu era menor eu SÓ lia com o dicionário ao lado. Meu avô quem me ensinou isso, e quando mesmo lendo o dicionário eu não entendia ai sim ele me dizia... ou eu esperava meu pai chegar do rabalho, pq ele sempre foi menos propenso a ter ataques de mestres chineses de kung fu e filosofia e me contava logo de cara!

    Senão me engano as edições de Laranja Mecânica tem um "mini dicionário" não é?
     
  9. imported_?

    imported_? Usuário

    Também faço como o Shaytan, anoto porque se procurar na hora, acabo me desconcentrando do livro.
     
  10. Devotchka

    Devotchka Usuário

    Geralmente, se não conheço, entendo pelo contexto. Mas, claro, existem aquelas que não dá pra ser dessa forma e eu memorizo pra procurar depois.

    PS: Sim, Laranja Mecânica tem um glossário no final. Se bem que demora um tempo pra se acostumar com o nadsat, mas já me acostumei. Falando nisso, preciso ler. Sempre começo e nunca termino. Odeio ebooks.
     
  11. Zuleica

    Zuleica Usuário

    A muito pouco (desde a compra de minha cadeira boa pra leitura) meu dicionário está aposentado, uso o dicionário do PC. Escrevo nas margens de meus livros, a lápis, mas escrevo. Há páginas com muitas anotações, eu anoto na hora o significado da palavra que desconheço.
    Aprendi em um curso uma técnica chamada "leitura ativa", tipo ler refletindo sobre os significados, e comecei a ler com menos rapidez. Parei de ter fome de livros (não de leitura), quando termino um livro fico com a sensação de satisfação, que antes não tinha.
    Parece que aquele mundo ingerido através da leitura não some mais de mim. Até reler com essa técnica traz um acréscimo. Um livro do Nietzsche eu havia grifado trechos e fiquei impressionada ao reler, de ter deixado sem grifo partes, não prestei a atenção, ou, no momento não encheram meus olhos. Penso que seu eu tivesse lido como hoje leio, não teria devorado O Anticristo. Teria demorado mais um pouquinho, e não teria a sensação de não ter visto certas partes.
    Mesmo que precise reler algumas partes eu anoto o significado na hora.
     
  12. Anica

    Anica Usuário

    Eu sou como a N, pego pelo contexto. No caso de ser fundamental para a compreensão do que eu estou lendo, vou lá e pego o dicionário (se entender pelo contexto não der certo, hehe). Está sendo bem legal com os livros que leio em inglês, nem tanto por palavras mas por expressões novas que eu acabo conhecendo.
     
  13. imported_Wilson

    imported_Wilson Please understand...

    Não consigo ler com um dicionário do lado, já tentei (principalmente com livros em inglês) mas não dá certo ficar parando a leitura. Se não der pra pegar pelo contexto, grifo a palavra e volto depois pra procurar.
     
  14. Alisson P.

    Alisson P. Usuário

    Às vezes dá pra sacar pelo contexto. Mas quase sempre eu procuro no dicionário, não me importo de interromper a leitura. Quando estou lendo no ônibus, na escola etc, grifo a palavra para pesquisar o significado quando chegar em casa. É uma ótima forma de ampliar o vocabulário. :sim:
     
  15. Liv

    Liv Visitante

    Sim, tem. Mas são muitas palavras, né? Sei lá, acabei desistindo por não conseguir entender as palavras nem pelo contexto, já que eu precisava ir ao glossário a cada dois minutos. Também tentei com ebooks e foi horrível.
     
  16. Anica

    Anica Usuário

    sobre laranja mecânica, o burguess recomendava a leitura sem recorrer ao glossário. na verdade a primeira edição a ter um glossário no fim foi a americana (a mesma que mutila o texto do autor deixando a parte final de fora). mas eu não acho difícil entender as palavras pelo contexto no caso do laranja mecânica. não sei se é pq li a edição em português então o único "idioma" que eu não conhecia era o nadsat em si, mas dava para pegar a idéia no geral.
     
  17. Liv

    Liv Visitante

    Então eu devo ter algum problema de interpretação. :lol:

    ...vou tentar mais uma vez. :lendo:
     
  18. Marcio Scheibler

    Marcio Scheibler Usuário

    Normalmente faço isso...
     
  19. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    quando li Sherlock Holmes encontrei muitas palavras que hoje estão praticamente "fora de uso", anotava todas em um caderno e depois procurei o significado, teve umas que nem no dicionários encontrei.
     
  20. mandah

    mandah Usuário

    Eu normalmente tento entender pelo contexto. Só quando não tem jeito é que eu procuro no dicionário.
     

Compartilhar