1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Palavra por palavra

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Lizzie, 9 Mai 2014.

  1. Lizzie

    Lizzie Usuário

    Ultimamente, eu tenho tido problemas com minhas leituras, tanto as da faculdade como as que eu leio por prazer (de livros até artigos na internet). Eu mal consigo terminar sem enjoar, e quando termino, foi uma leitura que demorou um tempo absurdo. Só agora eu percebi que estou com a mania de ler palavra por palavra, como criança,porque quero absorver TUDO. Eu não era assim, sei que devia ler mais relaxadamente, mas agora o ritmo já virou hábito :( vocês já tiveram essa mania?
     
    • Gostei! Gostei! x 1
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  2. Liv

    Liv Visitante

    Eu estou assim com as minhas leituras mais técnicas. Tenho três alunos de inclusão nas minhas turmas e o Google Acadêmico virou minha página inicial! Esse estresse de ler palavra por palavra, anotando coisas e etc, me deixa estressada e aí não consigo ler por prazer. Um saco isso!
     
  3. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Costuma acontecer comigo, mas agora eu sempre tomo uma decisão antes de começar a leitura.

    No meu caso se não for livro técnico, se for apenas entretenimento simples e popular, eu decido que farei a primeira leitura apenas para aproveitar a jornada pelo valor da aventura e dos personagens, com minha própria experiência sem precisar ir em dicionários ou pesquisar as referências antes (um encontro apenas entre o leitor com o prazer do livro, numa espécie de duelo). Gosto de fazer isso porque na vida real temos que aprender também a dispor de pouco tempo para avaliar a personalidade das pessoas então serve para afiar na hora de travar contato inicial com os outros que é sempre mais superficial analisar coisas e pessoas no dia a dia no primeiro encontro.

    Esse método é rápido e favorece a intuição na hora de gostar ou desgostar dos elementos do texto e eu aprecio muito seguir minha intuição para apreciar a viagem (lembra a leitura dinâmica, mas sem o compromisso de ler devorando tudo)

    A partir do fim da primeira leitura eu retorno aos pontos que achei mais interessantes ou que poderiam gerar mais complicações, erros e controvérsias, então posso pegar uma segunda leitura detida se o livro ou texto valer a pena ou se for de uma área que eu curto muito (eu nunca faria uma leitura detida de uma área que não sinto tanto prazer em acompanhar como alguns esportes).

    Isso costuma acontecer com pessoas que já conseguem enxergar o texto com riqueza de detalhes em várias dimensões e camadas (3D) e é um sinal de que o leitor vem adquirindo maturidade na hora de ler. Mas como todo talento é uma ferramenta que também possui critérios.

    Eu sempre preciso me policiar para evitar o que costumam falar sobre um "mal" que aflige os anciões e amantes do conhecimento que é sobre levar muito tempo para ir ao ponto ou objetivo do porquê ler o texto (tempo versus produtividade). Na queda de braço por nossa atenção o ganhador muitas vezes precisa ser o prazo final para entrega do trabalho mesmo que não tenhamos digerido totalmente. Isso porque o leitor comumente não lê apenas para o bem de si mesmo mas para sanar vários problemas ao mesmo tempo.
     
    Última edição: 9 Mai 2014
  4. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Não é o caso do nosso idioma, mas com outros que eu não tenho a mínima simpatia sim. Não adianta, quando não gosto e tenho que ler algo por imposição/ditadura cultural é um verdadeiro saco, coisa que com espanhol, italiano, francês e alemão já funciona de maneira totalmente oposta é um prazer imenso.
     

Compartilhar