1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Pais usam técnicas para "escolher" filhos com defeito genético

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Shantideva, 11 Dez 2006.

  1. Shantideva

    Shantideva Adoro elfos ruivos!

    Famílias portadoras de nanismo ou surdez usam análise de DNA para ter bebês com os mesmos problemas, desencadeando debate ético

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    8-O ..ainda digerindo a notícia...
     
  2. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    E pensar que com o avanço da genética os pais correriam pra ter filhos perfeitos. Bah, a ficcção só dá bola fora. Mas esses aí extrapolaram o bom senso! Querer filhos surdos ou com nanismo? Só posso crer em algum tipo de modismo ou culto pervertido.
     
  3. Feanari

    Feanari I say... fuck 'em all!

    *não leu ainda*
    Meu.. que macabro... Eu acabei de receber essa notícia por e-mail do meu porfessor de Bio o_O
     
  4. Isildur

    Isildur Oh, no... More Porcelaine!

    Deixa só eu ver se entendi uma coisa: Vocês defendem que uma pessoa faça aconselhamento genético para que um filho não tenha, por exemplo, nanismo. Mas acham o contrário errado. É isso?
     
  5. Deriel

    Deriel Administrador

    Nanismo não é como cor dos olhos, do cabelo ou do sexo. Você está impingindo ao seu filho, deliberadamente, uma deficiência física. Como você se sentiria ao saber, por exemplo, que seus pais optaram, deliberadamente, que você nascesse cego?
     
  6. Pois é.

    Em relação ao que o Isildur disse: infelizmente, o mundo é feito para a "maioria", ainda que hajam adaptações por aí no mundo "politicamente correto" de hoje.

    Ser diferente em qualquer aspecto é complicado tanto pela dificuldade de viver neste mundo, como eu disse, feito para a maioria, quanto pelo fato de quem é diferente chama a atenção, de uma forma negativa.

    Nascer assim por "acidente" é uma coisa, mas porque alguém escolheu antes de você nascer (ou seja, sem saber o que você acharia a respeito) me parece bem estranho. Tem uma questão ética complicada aí, isso sem falar na religiosa.
     
  7. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Eu sei lá.

    Acho q o raciocinio tá meio errado, né não?
    Não é q eles vão pegar um feto e inflingir uma deficiencia nele (pelo q eu entendi). Eles apenas escolhem os fetos q já são defeituosos.

    Ou seja.
    O correto seria perguntar pra esse garoto se ele preferia ter nascido com defeito ou nem sequer ter nascido e dado lugar para outro embrião.



    É complicado.
    Não dá pra ter uma opinião tão concreta sobre esse tipo de coisa.
    Seria q nem dizer q casais homossexuais não poderem adotar crianças pq estas serão zuadas por, pelo menos, uns 10 anos de suas vidas por terem pais homossexuais.
     
  8. Sarcasmo

    Sarcasmo Funfamento

    Nego não tem amor ao proximo e menos ainda com os proprios futuros filhos.

    O pessoal passa por uma série de preconceitos e dificuldades e ainda quer que isso aconteça com seus filhos?
     
  9. Isildur

    Isildur Oh, no... More Porcelaine!

    Eu acho que existe em ambas as situações uma questão ética complicada. É lógico, podendo optar, quem não gostaria de ter filhos saudaveis? A questão é, cabe a nós decidir isso? E se cabe, a quem cabe decidir querer ter um filho "não-saudavel"?
     
  10. .* Lady Arien *.

    .* Lady Arien *. Usuário

    Que absurdo!

    Realmente existe gente de toda espécie. É o cúmulo do egoísmo,pais decidirem o futuro de seus filhos,fazendo com que a criança venha nascer surda e passando depois por uma série de dificuldades,que eles mesmos devem ter passado.
    O que uma pessoa dessa pensaria,no futuro,quando descobrisse que os seus próprios pais foram os responsáveis pelo nanismo ou qualquer anomalia que venham ter?
     
  11. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Mas eles não estão inflingindo nada a ninguem.

    Eles tem um numero X de embriões e escolhem o q tem a deficiencia.
    Não estão pegando um feto e furando os olhos ou manipulando o DNA.


    O fato de ele ter o defeito já vem independentemente dos pais. A diferença é q eles não o estão descartando, mas sim o escolhendo em detrimento dos outros embriões q são saudáveis.



    O q dá pra se discutir é a ética de se escolher o embrião q continua e os q serão descartados.
     
  12. .* Lady Arien *.

    .* Lady Arien *. Usuário

    Ainda assim continua sendo uma seleção,da no mesmo.
    A pessoa vai pensar que poderia ter vindo saudável,se os pais não tivessem optado justamente pelo embrião defeituoso.
     
  13. Omykron

    Omykron far above

    de nomes a nanismo em uma década...

    geez, eu vou dar ao menos um nome decente ao meu filho. nada mac donald alguma coisa...
     
  14. Sarcasmo

    Sarcasmo Funfamento

    Nem me fala, no colégio onde trabalho tem um Uellyngton e Sharyanna. Onde se viu isso?

    Pelo menos nao tem um anão pré-selecionado com esses nomes :disgusti:
     
  15. Eönwë

    Eönwë Usuário

    Não, ela não poderia ter vindo saudável; seria outra pessoa. Essa embrião era defeituoso, não tinha como ele nascer saudavel. Ele poderia não ter nascido, isso sim.
     
  16. Calimbadil Thálion

    Calimbadil Thálion We eat the wounded ones

    Isso parece eugenia, eles querem o que com isso? Que seus filhos não tenham vergonha deles ou que não tenham inveja de seus filhos.
    Isso é o mesmo que aleijar intencionalmente alguém, se for pra manipular, faz certo! Ou elimina a doença ou pelo menos deixa a natureza cuidar pô.
     
  17. Sim. Partindo do pressuposto de que cada embrião dá origem a uma pessoa diferente, então o fato deles escolherem o embrião "defeituoso" no final das contas estaria salvando a vida dessa pessoa...

    O Fusa, sempre espertalhão, reparou bem nesse ponto, eu confesso que não havia pensado nisso.

    Mas ainda existe uma questão ético-religiosa aí (só ética para quem não é religioso), só que ela é de fato mais abrangente. Se refere não só ao fato dos pais escolherem o embrião defeituoso, e sim ao fato dos pais estarem selecionando estes embriões e descartando os outros (que sempre acontece no processo de inseminação artificial - e causa aquela confusão com a Igreja, células tronco, etc), somente para poder manter o gene defeituoso no filho, que foi o que a reportagem deu a entender.

    Afinal, uma coisa é usar a inseminação artificial porque algum dos pais tem algum problema que afete a reprodução, outra é fazer unica e exclusivamente para selecionar um tipo de qualidade (ou defeito) no filho. Neste caso, o "correto" seria conceber a criança da forma "natural" e deixar a natureza se encarregar do processo, como disse o Calimbadil acima.

    Não deixa de ser bizarro nascer e saber que você podia ter sido um dos embriões descartados. E o pior, que se seus pais tivessem te concebido da forma "natural", exisitia alguma chance de você nascer sem a falha genética.

    A questão pra mim, está justamente aí.
     
  18. jean

    jean Shhhzup!

    Déja vu.
    Alguém já viu Gattaca?
     
  19. Isildur

    Isildur Oh, no... More Porcelaine!

    Sei lá, pra mim todas as opções são complicadas. Volto a frisar, claro que se eu pudesse escolher que meu filho nascesse sem nenhum defeito, eu escolheria isso. Mas seria certo? E se eu posso interferir desse jeito, o que impede outra pessoa de interferir negativamente?

    Afinal, no caso da cegueira por exemplo, eu acharia horrível ser cego, mas será que quem nunca enxergou acha? Eu nunca poderia me colocar no lugar dessa pessoa. Nem acho que sou capaz de julgar errada (ou certa) a pessoa que queira que seu filho seja cego.
     
  20. Deriel

    Deriel Administrador

    Poderia sim, basta furar seus olhos. Estamos falando de uma deficiência, não de uma característica, algo que vai tornar uma pessoa um pouco menos do que poderia ou, no mínimo, tornar a vida dela mais difícil do que seria se tivesse perfeição de saúde.

    Se já está fazendo uma seleção de embriões, que pelo menos não seja cruel a ponto de querer que seu filho nasça deficiente. Eu ficaria muito feliz se pudesse garantir que meu filho não nascesso cego, surgo, com problemas cardíacos, deficiência de visão ou quaisquer outros problemas0. Podia até ser feioso, desde que tivesse saúde.
     
    Última edição: 12 Dez 2006

Compartilhar