1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Osamu Tezuka – O pai do manga moderno?

Tópico em 'Autores Estrangeiros' iniciado por Breno C., 19 Abr 2009.

  1. Breno C.

    Breno C. Usuário

    Provavelmente o nome Tezuka, pode não ter um grande significado para o pessoal que não curte mangás. E é até fácil de entender, porque a maior parte das obras, desse que é considerado a maior nome dos quadrinhos japoneses, não é contemporâneas a mesma época em que os esse tipo de arte tomou o mundo de assalto levando a cultura pop japonesa para todos os países. Mas falar de Osamu Tezuka é uma honra para mim, pois posso contaminar mais e mais pessoas com o trabalho de um gênio em escrita e desenho, que muitas vezes arrancou lágrimas minhas durante uma leitura que deveria ser sem grande importância. Não vou prometer uma matéria desprovida de sentimentalismo da minha parte, mas tentarei contar nas próximas linhas um brevê relato sobre a vida e as obras do criador de um estilo.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

  3. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    aqui em casa eu tenho a série buda, dele, q é mto engraçada. ele sabe mesclar vários elementos - história, detalhes, crítica, humor - em um mesmo quadro q vc só consegue perceber sendo um bom observador. ou relendo as histórias mtas vezes.
     
  4. -Jorge-

    -Jorge- mississippi queen

    Eu o conheci através de A Princesa e o Cavaleiro (o mangá, não o anime) e desde então me tornei grande fã. Além de A Princesa e o Cavaleiro já li também o Buda, lançado pela Conrad, o Astroboy, na versão adaptada do anime, e o recentemente lançado Metrópolis. Me falta o Adolf.

    Dos animes já assisti ao Kimba (muito bom!), Hi no Tori (Fênix), Black Jack, Astro Boy, versão 2003, e Metrópolis.

    O que mais gosto nas obras dele é a humanidade dos personagens. Todos têm personalidade muito bem desenvolvida. Mesmo os coadjuvantes têm motivações, o que é bem difícil de se ver hoje em dia (e não digo só em quadrinhos, mas em livros, filmes, novelas...).

    Gosto também do humor despreocupado, mesmo quando trata de temas importantes. E os temas, é claro, são universais: humanidade, bondade e maldade, a relação meio-ambiente/tecnologia, vida e morte.

    A NewPOP, editora de Metrópolis,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , que, se não me engano, tinha até o filme lançado no Brasil. E um
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e uma parceria com os Estúdios Maurício de Sousa estavam para sair.

    O tópico não deveria estar no fórum de quadrinhos? Quase que eu não acho ele aqui. =S
     

Compartilhar