1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

"os EUA são o único exemplo de um povo que passou da...

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Derfel, 15 Jun 2003.

  1. Derfel

    Derfel Usuário

    "os EUA são o único exemplo de um povo que passou da barbárie à decadência sem o estágio internediário da civilização"
    Oscar Wilde

    Gostaria de saber o que vcs acham desta frase.Se concordam ou não com ela.
     
  2. Secaum

    Secaum Usuário

    acho q ainda saum barbaros pois exploram outros paizes matão inimigos e aliados destroem paizes interos para seus proprios fims issu é barbaro
    nem chegam a ser decadentes amenos q sejão barbaros decadentes
     
  3. Eriol

    Eriol Usuário

    Bowling For Columbine - Michael Moore
    Stupid White Men - Michael Moore
    TV Nation - Michael Moore
     
  4. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    São bárbaros decadentes... E há tanto tempo...
     
  5. bechara

    bechara Usuário

    Tirando Bowling, o Moore tem um defeito incrivel de ser o mais tendencioso possivel.
    and that, my boy, makes me angry!
     
  6. Tik

    Tik Usuário

    Eu concordo plenamente com a frase. Os EUA revelam toda a podridão do ser humano, não digo o povo estadosunidense (esse é o real adjetivo pátrio para quem nasce nos EUA, americano é da América, somos todos americanos), mas sim seus ideais. Me dão nojo :puke: sem brincadeira, tenho muito amigo gente boa de lá, mas mesmo eles têm impregnado em sua mente idéias asquerosas que tento combater, exemplo: racismo.
     
  7. Os E.U.A ja foram melhor, no mandato de Clinton, por exemplo eles não eram tão imperialistas, era um governo mais aberto e de conciliacão, não esse governo TERRORISTA do Bush, que alias é um idiota, não tem Q.I nem pra brincar de Sim City...
     
  8. Hal

    Hal Usuário

    Não tenho nada contra o povo.
    Eu não gosto da política expansionista e de mandar nos outros dos EUA. Mas essa política não é só deles e sim de quase todos os países que são poderosos economicamente.
    Eu adimiro a democracia que se desenvolveu lá e a liberdade.
     
  9. Rafael Prado

    Rafael Prado Usuário

    Democracia essa em que negros e brancos andam em calçadas separadas. 8O
     
  10. Eönwë

    Eönwë Usuário

    Esse é mais um dos milhares de tópicos anti-americanos todos iguais que vivem aparecendo o tempo todo? OK... Deixa eu dar minha opinião mesmo assim...

    O mais importante é distinguir o país dos governantes. Os atuais governantes dos EUA (Bush Jr. e companhia) são realmente odiáveis, estúpidos, burros, imperialistas, expansionistas, egoístas, conservadores e etc. Mas o país Estados Unidos é muito superior a qualquer governante (assim como qualquer país do mundo é superior e mais importante que seus governantes). Os países tem suas crenças, costumes, cultura, convicções que são muito mais importantes que as dos governantes.

    Feita essa distinção, eu digo que não gosto dos governantes atuais (e de vários governantes anteriores) dos EUA, mas adimiro o país e o povo, por suas crenças e ideais de democracia e liberdade, resumidos no que eles mesmos chamam de "american dream".

    É uma pena que vários governantes dos EUA, incluindo os atuais, tenham usado os ideais do país como pretexto para injustiças, guerras e atrocidades. Isso levou ao atual clima que domina no mundo de ódio aos EUA como país, já que as pessoas em geral não conseguem distinguir o país dos governantes.

    Toda democracia tem suas falhas. Nenhuma é perfeita. E no Brasil o racismo é ainda pior que nos EUA, nem por isso deixamos de ser um país democrático.

    americano adj. s. m. 1 Relativo à América ou a qualquer país desse continente, ou que é seu natural e habitante. 2 Relativo aos EUA ou que é seu natural ou habitante; estadunidense, norte-americano, ianque.
    (Dicionário Houaiss)

    Americano é, sim, o adjetivo relativo aos nascidos nos EUA. Assim como estadunidense. Mas "estadosunidense" definitivamnete não é relativo a nada. (E americano é, também, quem nasce no continente América.)
     
  11. Tik

    Tik Usuário

    Desculpem o meu erro de português :oops: , mas de qualquer forma eu prefiro dizer estadunidense a americano. Esse termo Americano como relativo aos EUA começou na doutrina de Monroe "América para os americanos", só por esse motivo prefiro dizer estadunidense.
    --------------------------------------------------------

    Bem aonde está a liberdade num país com censura na sua mídia, aonde as notícias são passadas de acordo com a vontade do governo? Como eu disse o que eu não gosto dos EUA é justamente os ideais que eles impõe ao seu povo. Até outros povos são contaminados com essa manipulação. Consumismo, imperialismo, protecionismo (não no sentido da forma do governo agir sobre a economia, mas sim o pensamento de que o que é deles é melhor), entre outros. Isso lembra regimes ditatoriais como exemplo a China, os chineses acreditam que seu meio de transporte é o melhor do mundo, mas na verdade é bastante obsoleto. Por isso tenho raiva deles... e cada estadunidense carrega consigo alguma idéia que lhe foi imposta por meio de propagandas, vivências, mídia, e etc etc. Eles caminham a um "Admirável mundo novo" (para quem não leu, é um livro que, dentre as diversas críticas e idéias expostas, é mencionada a ocultação de informações e a hipnopedia, repetição durante o sono que gera no subconsciente valores base do comportamento, semelhante à lavagem cerebral feita nos EUA). É mais ou menos assim, no momento em que você vê apenas os iraquianos morrendo, se não tiver alguma outra informação você acreditará que os EUA são vilões e os iraquianos pobres coitados, se fosse ao contrário acharia que os EUA são os bonzinhos e os iraquianos os malvados. No exemplo dado, é algo mais gritante, agora imagine isso num nível tão acentuado que apenas impregna tua mente e você nem se questiona o por quê... é mais ou menos assim que eles fazem e por isso fico indignado.
     
  12. Rafael Prado

    Rafael Prado Usuário

    Os EUA são o único país do mundo que pode ter o luxo de ter governantes medíocres. Até hoje, apenas dois presidentes podem ser considerados excelentes: Abraham Lincoln e Franklin Roosevelt. Isso porque, na economia interna, o presidente não dá as cartas. Cada estado tem a suas leis, muitas vezes entrando em conflito com certas leis federais. A organização é que impressiona.

    É exatamente o contrário. Aqui no Brasil a miscigenação de raças é mais abundante e mais aceita. Os EUA estão muito, mas muito longe de ter uma democracia perfeita. O Brasil também, é verdade. Mas a sociedade americana, vista de fora, chega a ser nojenta. O que eu digo (tirando a última frase) são dados, pergunte a qualquer professor de geografia ou alguém que realmente entenda do assunto.

    Eu digo americano para que não pareça pedante, mas acredito que o mais apropriado seja mesmo estadunidense. Que prevaleça o bom senso na cabeça das pessoas.
     
  13. Eriol

    Eriol Usuário

    Ontem passou na BBC 2 um programa chamado: O que o mundo pensa dos USA

    que contou com inumeras votacoes em 10 paises (Incluindo Brasil!) teve participacao dos caras do Jornal Nacional e do Arnaldo Jabor e muitos outros intelectuais e pessoas "normais" do mundo todo.


    aqui estao os resultados das pesquisas (que no mundo todo foram negativas!!!!)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    pra quem tiver banda larga e falar ingles aqui tem um link para o video

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  14. Maria Pretinha

    Maria Pretinha Usuário

    B[arbaros decantes... Eles estão se afogando na própria arrogância ... Tomara que eles se afoguem rápido...
     
  15. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    Previsível o resultado dessa pesquisa. E muito do que o Clinton conseguiu recuperar do respeito de nações do mundo todo foi erodido em meses pela política externa do Bush e dos falcões da Casa Branca... Lamentável! :disgusti:
     
  16. Derfel

    Derfel Usuário

    Com certeza os EUA são um exemplo vivo de democracia.Uma democracia na qual o povo não escolhe seus representantes, na qual quem tem mais votos não leva.Que democracia é essa que não deixa os outros serem democráticos?Os EUA acabaram com qualquer indício de democracia nas américas e no mundo com suas intervensões militares ou apoiando ditadores e lavando esses territórios de sangue.
    Se voces puderem leiam "O que o tio sam realmente quer" de Noam Chomsky.
     
  17. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    É curiosa essa dualidade, não só praticam ingerência nos países dos outros de forma arbitrária, como tem o seu próprio território nacional constituído de maneira ilegítima. Metade do oeste americano foi usurpado do México, o Hawaii foi invadido e por aí vai. Só pensar em quantas cidades californianas tem nomes hispânicos que já dá pra ter uma idéia do que eu estou falando... :roll:

    Kwaiti nas mãos dos outros é refresco.
     
  18. Eönwë

    Eönwë Usuário

    Praticamente todos os países do mundo foram constituídos dessa maneira "ilegítima".
     
  19. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    E quantos o fizeram pretensamente se entitulando democracias?
     
  20. Ivan

    Ivan Vai passar do joelho

    Não concordo com a frase, é um exemplar da arrogância européia. Eu admiro alguns aspectos da cultura americana, como a música e o cinema, mas isso não me impede de criticar a sua sociedade. Diferente do que muitos fazem, eu não separo muito o governo da sociedade. O primeiro é resultado da segunda. Então dá pra avaliar um a partir do outro.

    Por muito tempo me perguntei como um país explorador como os EUA podiam se manter a salvo de oscilações sociais sendo tão aberto politicamente. Eu cheguei a conclusão de que por ter uma base política e econômica sólida os EUA podem ter plena liberdade de expressão porque "sem parede não há eco" (frase minha), sem repressão as idéias contrárias a ordem constituída não teriam repercussão. Mas isso não é verdadeiro, não plenamente, eu nada sabia na época das conturbações dos sindicatos nos anos trinta, ou da real dimensão dos confrontos dos anos sessenta. A verdade é que os americanos tem um método muito eficiente de controlar a democracia e por incrível que pareça, é discreto: assassinato. O assassinato é o golpe de estado americano, quando se precisa retirar um político ou líder se recorre, em última instância, ao assassinato. Assim foram mortos Martin Luther King, Malcom X, John e Robert Kennedy
     

Compartilhar