1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Os 100 maiores livros de não-ficção (segundo o The Guardian)

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Clara, 18 Abr 2016.

  1. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    O jornal britânico The Gardian fez (em 2011)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    dos melhores livros de não-ficção, dividindo-os em categorias: Arte, Biografia, Cultura, Meio Ambiente, História, Jornalismo, Literatura, Matemática, Memórias, Psicologia, Música, Filosofia, Política, Religião, Ciências, Sociologia e Viagens.
    É um tipo de leitura que geralmente fica restrito à escola ou faculdade, muitas vezes em leituras incompletas feitas através de xerox de alguns capítulos.

    Eu sempre gostei desse tipo de livro, muito antes da faculdade li "Declinio e queda do Império Romano" (Edward Gibbon) e "Enterrem meu coração na curva do rio" (Dee Brown") e das melhores coisas que me aconteceram no ensino superior foi ser apresentada a Hannah Arendt através de "Eichmann em Jerusalém" e a Amartya Sen (que não está na lista).
    É uma leitura fundamental para entendermos a sociedade e o planeta em que vivemos e também para fazer e compreender a literatura de ficção que não existiria sem a não-ficção.

    A vingança de Gaia - James Lovelock
    A História do Declínio e Queda do Império Romano - Edward Gibbon
    Eichmann em Jerusalem - Hannah Arendt
    Enterrem meu coração na curva do rio - Dee Brown
    Confissões - Jean-Jacques Rousseau
    A Liberdade - John Stuart Mill
    O Príncipe - Maquiavel
    O Leviatã - Thomas Hobbes
    O Manifesto Comunista - Karl Marx e Friedrich Engels
    A Origem das Espécies - Charles Darwin
    O Suicídio - Émile Durkheim
    Profissões para Mulheres e Outros Artigos Feministas - Virginia Woolf
    A Sangue Frio - Truman Capote
    O Arquipélago Gulag - Aleksandr Solzhenitsyn

     
    Última edição: 18 Abr 2016
    • Ótimo Ótimo x 2
    • Gostei! Gostei! x 2
  2. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Dos que eu li:
    Orientalismo, de Edward Said
    Eichmann em Jerusalém, de Hannah Arendt
    A Sangue Frio, de Truman Capote - questionável essa inclusão

    Que vergonha, meu deus. :lol:
     
    • LOL LOL x 1
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Só conheço e li o do Darwin (este sim é um legítimo naturalista)
     
  4. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Achei que eu não fosse encontrar nenhum lido por mim. Mas fui olhar mais detidamente e realmente li alguns como "Uma Breve História do Tempo" e "A Arte da Guerra", enquanto outros decidi ler intencionalmente só o que me interessava tipo o livro do Hobsbawn (que é como ler o livro do Alvin Toffler "A Terceira Onda") pegar o que ele traz de novo nas conclusões, projeções e teorias e abordar como um "paper" ficando a revisão histórica pra quem desejar recapitular.

    Tem autor aí que me causou menos impacto que livros de ficção como o conteúdo do Hawking em relação ao livro Jurassic Park.

    Há livro que chegou recentemente aqui em casa e está na fila de leitura como o "Enterrem Meu Coração". Esse mês pode ser uma boa já que terminei um livro essa semana.
     
  5. fcm

    fcm Visitante

    Fui bem mal nessa lista, achei que fosse zerar também, mas teve alguns que eu li:

    Biography
    The Autobiography of Alice B Toklas by Gertrude Stein (1933)
    Stein's groundbreaking biography, written in the guise of an autobiography, of her lover

    Literature
    The Diary of a Young Girl by Anne Frank (1947)
    Published by her father after the war, this account of the family's hidden life helped to shape the post-war narrative of the Holocaust

    Politics
    The Art of War by Sun Tzu (c500 BC)
    A study of warfare that stresses the importance of positioning and the ability to react to changing circumstances

    Sciente
    A Brief History of Time by Stephen Hawking (1988)
    A book owned by 10 million people, if understood by fewer, Hawking's account of the origins of the universe became a publishing sensation
     
  6. Calib

    Calib Visitante

    Engraçado. "O Príncipe" do Maquiavel aqui listado entre os "melhores de não-ficção", mas também entre os "Dez livros que estragaram o mundo", de Benjamin Wiker. :lol:
     
  7. fcm

    fcm Visitante

    o do Marx deve estar nessa lista Dez livros que estragaram o mundo, não?
     
  8. Mireille

    Mireille One ring to rule them all

    Também achei que ia ter lido zero itens dessa lista, mas tem 5 :P

    The Diary of a Young Girl
    by Anne Frank (1947)
    Thus Spake Zarathustra by Friedrich Nietzsche (1883)
    The Art of War by Sun Tzu (c500 BC)
    The Prince by Niccolò Machiavelli (1532)
    A Brief History of Time by Stephen Hawking (1988)
     
  9. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Os 15 livros que, segundo ele, estragaram o mundo ou não ajudaram em nada, são os seguintes:

    – O Príncipe, de Nicolau Maquiavel
    – Discurso sobre o método, de René Descartes
    – Leviatã, de Thomas Hobbes
    – Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens, de Jean-Jacques Rousseau
    – Manifesto do Partido Comunista, de Karl Marx e Friedrich Engels
    – Utilitarismo, de John Stuart Mill
    – A descendência do homem, de Charles Darwin
    – Além do bem e do mal, de Friedrich Nietzsche
    – O Estado e a Revolução, de Vladimir Lênin
    – O eixo da civilização, de Margaret Sanger
    – Minha luta, de Adolf Hitler
    – O futuro de uma ilusão, de Sigmund Freud
    – Adolescência, sexo e cultura em Samoa, de Margaret Mead
    – O relatório Kinsey, de Alfred Kinsey
    – A mística feminina, de Betty Friedan

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  10. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    Lista idiota porque deve existir um número gigante de livro que não "ajudou em nada". :/

    E por que você acha discutível que "A Sangue Frio" esteja na lista, @Bruce Torres ?
    Ele é evidentemente um livro de não-ficção.
     
  11. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Essa abordagem de não-ficção do Capote vem sendo muito criticada ultimamente, @Clara . Apesar do autor declarar ter feito uma pesquisa meticulosa sobre os eventos e os envolvidos, há declarações de detetives e outros envolvidos de que Capote aumentou ou embelezou ou mesmo inventou partes da história pra caber dentro da narrativa.

    Aqui uma das reportagens que eu li sobre o assunto:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    No final do texto há links que expandem essa crítica à obra de Capote.

    Na minha opinião, A Sangue Frio é um dos melhores livros que eu já li, e você sente porque ele é tão marcante a ponto de influenciar uma turma posterior, como José Louzeiro, Frederick Forsyth, entre outros. Entretanto, se é para falar de romance de não-ficção que realmente seja não-ficção, proponho substituir a obra de Capote por Operação Massacre, de Rodolfo Walsh.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  12. Calib

    Calib Visitante

    Os outros cinco entram como brinde no subtítulo: "10 Livros que Estragaram o Mundo – E outros cinco que não ajudaram em nada". É claro que é só um eufemismo para dizer que eles também estragaram, em menor escala, o mundo, na visão do autor. Não é pra dizer que não federam nem cheiraram. Os livros do Draccon, por exemplo, não ajudaram em nada; mas não criaram minhocas na cabeça de ninguém.

    À guisa de sinopse, as palavras do autor: “O bom senso e um pouco de lógica nos advertem que, se ideias têm consequências, então más ideias têm más consequências. E, ainda mais óbvio: más ideias, escritas em livros, tornam-se muito duráveis, infectam gerações e mais gerações e ampliam a miséria do mundo. Eu afirmo, portanto, que o mundo seria hoje um lugar demonstravelmente melhor se os livros que estamos prestes a discutir jamais tivessem sido escritos.


    Mas enfim. Retomemos a listinha do tópico.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  13. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    The Histories by Herodotus (c400 BC)
    Eichmann in Jerusalem by Hannah Arendt (1963)
    Bury My Heart at Wounded Knee by Dee Brown (1970)
    The Age of Extremes: A History of the World, 1914-1991 by Eric Hobsbawm (1994)
    We Wish to Inform You That Tomorrow We Will Be Killed with Our Familes by Philip Gourevitch (1999)
    De Profundis by Oscar Wilde (1905)
    Meditations by Marcus Aurelius (c180)
    Thus Spake Zarathustra by Friedrich Nietzsche (1883)
    The Art of War by Sun Tzu (c500 BC)
    The Prince by Niccolò Machiavelli (1532)
    The Communist Manifesto by Karl Marx and Friedrich Engels (1848)
    The Golden Bough by James George Frazer (1890)
    On the Origin of Species by Charles Darwin (1859)
    The Selfish Gene by Richard Dawkins (1976)
    A Brief History of Time by Stephen Hawking (1988)
    Praise of Folly by Erasmus (1511)

    Só li esses 16.

    Nossa! Sério que esses são livros que estragaram o mundo? Sob que ótica?
     
  14. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Corrigindo, são pelo menos dois. Esqueci de mencionar uma "Breve História do Tempo" do Hawking.
     
  15. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar