• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Oropher

Oropher é descrito como um Nobre Sindar que viveu sua infância em Doriath. Ele mostrou ser muito orgulhoso por não querer ser governado ou se sujeitar ao comando de qualquer Noldor. Mas, esse orgulho parece ir além dos problemas que os Sindar tiveram com os Noldor, talvez por ele acreditar que sua linhagem vem de um grande Elfo. Minha pergunta é: Não poderia Oropher ser um filho dos anónimos filhos de Olwë, o Grande Rei dos Falmari de Valinor? Pois, Thranduil ganhou o título de Príncipe Sindar de Doriath, algo que não seria dado para qualquer pessoa. O próprio Celeborn era considerado um príncipe e ele era parente de Thingol.
 
Última edição:

Neoghoster Akira

Brandebuque
Com relação ao orgulho, penso que uma parte da explicação disso também venha do fato de ele ter sido um cidadão do reino de Doriath, que se dizia que por ser governado por um elfo da luz (que viu a luz das árvores) casado com uma maia superavam em muito nos modos e trabalhos os demais elfos Teleri verdes e escuros de fora das fronteiras do reino. Thingol era muito ciumento na questão das fronteiras de um país rico e próspero e isso aparecia ainda mais em relação aos Noldor. Os elfos simples das florestas eram inferiores em majestade em comparação aos elfos cinzentos.

Sobre descendência real sabe-se que os Teleri eram muito numerosos. Tão numerosos que diferentemente dos Vanyar e Noldor eles tinham dois Lords (Olwe e Elwe). Para além da filha dele são apenas mencionados ("sons" não nomeados). O mesmo ocorre com os filhos de Aragorn no qual apenas o herdeiro principal tem o nome preservado nos registros oficiais enquanto irmãos ou irmãs deixam o sangue sem sabermos a destinação.

Uma possibilidade de se encaixar um elfo com talento para liderança estaria na existência de casas de famílias nobres (além da casa real) a exemplo do que ocorre com as 12 casas de Gondolin:

http://tolkiengateway.net/wiki/Twelve_Houses_of_the_Gondolindrim

O Tolkien parece ter trabalhado com a possibilidade de ter personagens e proles importantes no legendário que seriam filhos de elfos nobres mas que desapareceram nas versões mais atualizadas. A Lúthien antiga não seria única (filha de Thingol que era um dos Lords Teleri) mas numa das versões em certo momento teve um irmão (meio elfo e meio fada).

Deixar na poeira do tempo e sem resposta poderia ser inclusive uma opção tomada por Tolkien para deixar os leitores livres para pensar no que poderia ter acontecido (estimular a imaginação).
 
Com relação ao orgulho, penso que uma parte da explicação disso também venha do fato de ele ter sido um cidadão do reino de Doriath, que se dizia que por ser governado por um elfo da luz (que viu a luz das árvores) casado com uma maia superavam em muito nos modos e trabalhos os demais elfos Teleri verdes e escuros de fora das fronteiras do reino. Thingol era muito ciumento na questão das fronteiras de um país rico e próspero e isso aparecia ainda mais em relação aos Noldor. Os elfos simples das florestas eram inferiores em majestade em comparação aos elfos cinzentos.

Sobre descendência real sabe-se que os Teleri eram muito numerosos. Tão numerosos que diferentemente dos Vanyar e Noldor eles tinham dois Lords (Olwe e Elwe). Para além da filha dele são apenas mencionados ("sons" não nomeados). O mesmo ocorre com os filhos de Aragorn no qual apenas o herdeiro principal tem o nome preservado nos registros oficiais enquanto irmãos ou irmãs deixam o sangue sem sabermos a destinação.

Uma possibilidade de se encaixar um elfo com talento para liderança estaria na existência de casas de famílias nobres (além da casa real) a exemplo do que ocorre com as 12 casas de Gondolin:

http://tolkiengateway.net/wiki/Twelve_Houses_of_the_Gondolindrim

O Tolkien parece ter trabalhado com a possibilidade de ter personagens e proles importantes no legendário que seriam filhos de elfos nobres mas que desapareceram nas versões mais atualizadas. A Lúthien antiga não seria única (filha de Thingol que era um dos Lords Teleri) mas numa das versões em certo momento teve um irmão (meio elfo e meio fada).

Deixar na poeira do tempo e sem resposta poderia ser inclusive uma opção tomada por Tolkien para deixar os leitores livres para pensar no que poderia ter acontecido (estimular a imaginação).
Outra coisa que me chama atenção são as cores dos cabelos tanto de Oropher quanto de Thranduil que são prateados muito parecidos com os de Thingol e Olwë. Seria muita coincidência?
Muito obrigado pela resposta. E um abraço.
 

Finarfin

Usuário
Se Oropher for parente de Olwë ele também é parente de Galadriel (que era neta de Olwë).
Esse parentesco não é citado, até onde eu me lembre, mas também não é negado. Então poderia ser sim, mas acho pouco provável não haver nenhuma notinha dizendo algo a respeito caso fossem parentes próximos.
 

Haran

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Oropher é descrito como um Nobre Sindar que viveu sua infância em Doriath. Ele mostrou ser muito orgulhoso por não querer ser governado ou se sujeitar ao comando de qualquer Noldor. Mas, esse orgulho parece ir além dos problemas que os Sindar tiveram com os Noldor, talvez por ele acreditar que sua linhagem vem de um grande Elfo. Minha pergunta é: Não poderia Oropher ser um filho dos anónimos filhos de Olwë, o Grande Rei dos Falmari de Valinor? Pois, Thranduil ganhou o título de Príncipe Sindar de Doriath, algo que não seria dado para qualquer pessoa. O próprio Círdan era considerado um príncipe e ele era parente de Thingol.

Outra coisa que me chama atenção são as cores dos cabelos tanto de Oropher quanto de Thranduil que são prateados muito parecidos com os de Thingol e Olwë. Seria muita coincidência?
Muito obrigado pela resposta. E um abraço.

Se Oropher fosse parente de Thingol, eu arriscaria um parentesco mais distante, no mesmo sentido que Eöl e Círdan são ditos parentes de Thingol - via, decerto, um antepassado dos três irmãos (Elwë, Olwë, Elmo). Mas acho que não precisa ser parente, acho até interessante que haja reis fora das famílias "sagradas" (que vieram com Oromë à Valinor) de Elwë, Ingwë, Finwë. Com o mesmo espírito de que, na Terceira Era, o rei Vidugavia era antepassado dos rohirrim e não tinha ligação com a linhagem "sagrada" dos edain da Primeira Era e de Númenor.[1]

O cabelo de Thranduil era loiro (golden), e não prateado (silver). Acho mais plausível a conjectura de que ele tenha como antepassado uma noldo de cabelos loiros que veio à Doriath, como a Galadriel. Vide aqui.[2]
 
Se Oropher fosse parente de Thingol, eu arriscaria um parentesco mais distante, no mesmo sentido que Eöl e Círdan são ditos parentes de Thingol - via, decerto, um antepassado dos três irmãos (Elwë, Olwë, Elmo). Mas acho que não precisa ser parente, acho até interessante que haja reis fora das famílias "sagradas" (que vieram com Oromë à Valinor) de Elwë, Ingwë, Finwë. Com o mesmo espírito de que, na Terceira Era, o rei Vidugavia era antepassado dos rohirrim e não tinha ligação com a linhagem "sagrada" dos edain da Primeira Era e de Númenor.[1]

O cabelo de Thranduil era loiro (golden), e não prateado (silver). Acho mais plausível a conjectura de que ele tenha como antepassado uma noldo de cabelos loiros que veio à Doriath, como a Galadriel. Vide aqui.[2]
Obrigado pelo seu tempo. Mas não são os Vanyar que possuem cabelos dourados e os Noldor cabelos pretos, com exceção da esposa de Feanor que tinha cabelos ruivos?
 

Finarfin

Usuário
Essa parece ser uma regra com várias exceções. Em alguns textos Tolkien diz que, dos Noldor, apenas a casa de Finarfin tem cabelos loiros. Mas aí você vai lendo e esbarra com um elfo loiro aqui, outro acolá e percebe que não é uma regra tão estrita assim. A casa de Finarfin era o caso mais famoso, mas não era o único.
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$200,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo