1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Origem mitológica dos Ents

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Lobelia SB, 13 Mai 2014.

  1. Lobelia SB

    Lobelia SB His name was Robert Paulson

    Oi pessoal!!!!!!!!!!!!!!!

    Alguém sabe a história da criação dos ents por Tolkien???
     
  2. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Bem, achei algumas coisas.

    Pelo que encontrei na net, a discussão sobre as origens mitológicas dos ents existe, mas não encontrei nada conclusivo sobre o "making off" definitivo de Tolkien no assunto, talvez haja algo mais em algum livro ou paper.

    Digno de nota é o fato de que um dos sites comentava que apesar de Tolkien ser um autor com tendência cristã, por vezes, não escrevia como cristão devido ao fato de desejar antes de tudo ter uma história boa para contar.

    Razão pela qual nos livros aparecerem seres com características que os tornem muito próximos de inspirações derivadas dos casos e manifestações de encarnações dos espíritos da natureza como árvores sagradas druidas ou green man. Se tomarmos algumas religiões e tradições existiria uma espécie de classe intermediária não apenas entre esse mundo e o outro mas também entre plantas e animais com árvores com formas e características um tanto quanto mais vivas que as outras plantas.

    Os próprios elfos se assemelham muito a seres intermediários protetores da natureza como os Nunnehi dos índios Cherokee:



    Já com relação aos ents há algumas informações sobre etimologia...


    ...e também de uma hipótese da semelhança dos Ents com os gigantes da tradição Teutônica:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  3. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    • Ótimo Ótimo x 2
    • Gostei! Gostei! x 2
  4. -Failivrin-

    -Failivrin- Amaterasu

    Faltou a fonte Morfs...Como acreditar? xD

    Mas creio que seja algo além desse verso. (ou não, olha o caso do Gandalf...)
     
  5. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Pode acreditar, sou eu quem vos digo. :gotinha:
     
  6. -Failivrin-

    -Failivrin- Amaterasu

    merecia um fail depois desta, sr. Lábios do Amanhecer. :gotinha:
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  7. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    :(

    Não inventei isso. Juro que li em algum lugar, mas faz muito, muito tempo que vi/li isso, Nem lembro onde.
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  8. Lobelia SB

    Lobelia SB His name was Robert Paulson

    @Morfindel Werwulf Rúnarmo está certo, minha gente!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    No documentário da VE ADT, JRR TOLKIEN: ORIGINS OF MIDDLE-EARTH, a Philippa Boyens diz o seguinte:
    There's other little threads that you can pick up on as to understanding how and why trees came to walk and talk and this conception Ents came to be. There's a quite a (abraços pra grammar) well-known story about how disgusted he was as a yong schoolboooy to see a production of Macbeth and to get terribly excited with the concept that Birnam Wood had come to Dunsinane.

    Aí entra o Tom Shippey ( autor de JRR TOLKIEN: Author of the Century) e diz: There's the bit in Macbeth where the sentry comes and say to Macbeth " As I stood my watch upon the hill, anon me thought, the wood began to move!"
    And then it turns out to be some guys with leaves in their hats. What a mistake, what a bungle. So Tolkien tought:
    " Well, I gotta do that scene right. This time the wood is going to move."

    Aí eu procurei outra fonte né..pra bater o martelo e achei isso:

    carta de Tolkien para W.D. Auden

    carta #163
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    :cheers:
     
    • Gostei! Gostei! x 3
    • Ótimo Ótimo x 2
  9. -Failivrin-

    -Failivrin- Amaterasu

    Aqui está a fonte que o Morfs não soube citar, valeu @Lobelia SB!

    Eu sei que vc leu em algum lugar Morfs, só precisava comprovar ué:abraco:
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 2
  10. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Ah, sabia que estava certo. Foi aí que vi então.
     
    Última edição: 19 Mai 2014
  11. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Então a conclusão é que não existe nenhum outro paralelo mitológico? Apesar da inspiração shakespeariana (mais pela frustração do que Tolkien não viu), os Ents de OSdA são criaturas mitológias totalmente originais? @Ilmarinen e @Ragnaros. tem algo a acrescentar?
     
  12. Lobelia SB

    Lobelia SB His name was Robert Paulson

    • LOL LOL x 2
  13. Elriowiel Aranel

    Elriowiel Aranel Usuário

    O Morfs deve ter visto em um post antigo meu, galerë.

    Tá aqui ó: A Relação Tolkien x Shakspeare
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


     
    Última edição: 21 Mai 2014
    • Gostei! Gostei! x 3
  14. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Se eu nãoe engano o fato de o rei bruxo de Angmar ter sido destruído por uma mulher também está ligado a Macbeth.
     
  15. Elriowiel Aranel

    Elriowiel Aranel Usuário

    Sim, está... debatemos isso no tópico do link que eu postei.

    Voltando aos Ents, esse trecho d'O Silmarillion esclarece a sua origem dentro da obra:

    QUENTA SILMARILLION: A História das Silmarils - Capítulo II - De Aulë e Yavanna - Página 43-44

    - Rei de Arda, é verdade, como Aulë me disse, que os Filhos, quando vierem, dominarão todo o fruto de meu trabalho, com o direito de fazer dele o que quiserem?

    - É verdade – respondeu Manwë. - Mas por que perguntas, se não necessitas em nada dos ensinamentos de Aulë?

    Calou-se então Yavanna, para examinar seus próprios pensamentos. E respondeu: - Porque meu coração está apreensivo, pensando nos dias que virão. Todas as minhas obras me são caras. Não basta que Melkor já tenha destruído tantas? Será que nada do que inventei ficará livre do domínio alheio?

    - Pela tua vontade, o que preservarias? - perguntou Manwë.- De todo o teu reino, o que te é mais caro?

    - Tudo tem seu valor, e cada um contribui para o valor dos outros. Mas os kelvar podem fugir ou se defender, ao passo que os olvar que crescem, não. E entre estes, prezo mais as árvores.

    Embora de crescimento demorado, veloz é sua derrubada, e, a menos que paguem o imposto dos frutos nos galhos, pouca tristeza despertam quando morrem. É assim que vejo no meu pensamento. Quisera que as árvores falassem em defesa de todos os seres que têm raízes, e castigassem aqueles que lhes fizessem mal!

    - Estranho esse seu pensamento – disse Manwë.

    - E, no entanto ele estava na Música – disse Yavanna. - Pois, enquanto estavas nos céus e com Ulmo criavas as nuvens e derramavas as chuvas, eu erguia os galhos das grandes árvores para recebê-las, e algumas cantaram a Ilúvatar em meio ao vento e à chuva.

    Calou-se então Manwë, e o pensamento de Yavanna, que ela havia instilado em seu coração, cresceu e se desenvolveu; e foi visto por Ilúvatar. Pareceu, então, a Manwë que a Música se erguia de novo a seu redor, e ele agora percebia nela muitas coisas, às quais, embora já as tivesse ouvido, não prestara atenção. E afinal a Visão reapareceu, mas não estava mais afastada, pois ele próprio se encontrava dentro dela; e, contudo via que tudo era sustentado pela mão de Ilúvatar; e a mão penetrava na Visão e dela surgiam muitas maravilhas que até então estavam ocultas a seus olhos, nos corações dos Ainur.

    Despertou então Manwë, desceu até Yavanna na colina Ezellohar e sentou-se a seu lado, à sombra das Duas Árvores. E Manwë falou:

    - Ó, Kementári, Eru pronunciou-se e disse: “Será que algum Vala supõe que eu não tenha ouvido toda a Música? Mesmo o som mais ínfimo da voz mais fraca? Vejam! Quando os Filhos despertarem, o pensamento de Yavanna também despertará, e ele convocará espíritos de muito longe, que irão se misturar aos kelvar e aos olvar, e alguns ali residirão e serão reverenciados, e sua justa ira será temida. Por algum tempo: enquanto os Primogênitos estiverem no apogeu, e os Segundos forem jovens.” Não te lembras agora, Kementári, que teu pensamento cantava, nem sempre sozinho? Que teu pensamento e o meu tampouco se encontravam, de modo que nós dois alçávamos vôo juntos como grandes aves que sobem acima das nuvens? Isso também irá se passar pela intenção de Ilúvatar; e, antes que os Filhos despertem, as Águias dos Senhores do Oeste surgirão com asas como o vento”.

    Alegrou-se então Yavanna, e ela se levantou, com os braços esticados para os céus, e disse:

    - Crescerão muito as árvores de Kementári para que as Águias do Rei possam habitar suas copas!

    Manwë, entretanto, também ergueu-se; e ele parecia tão alto, que sua voz descia até Yavanna como se viesse dos caminhos dos ventos.

    - Não, Yavanna, apenas as árvores de Aulë terão altura suficiente. As Águias habitarão as montanhas e ouvirão as vozes daqueles que clamam por nós. Mas nas florestas caminharão os Pastores das Árvores.

    Manwë e Yavanna então se despediram, e Yavanna voltou a Aulë; e ele estava em sua oficina de ferreiro, derramando metal derretido numa forma. - Eru é generoso – disse ela – Mas teus filhos que se cuidem! Pois caminhará pelas florestas uma força, cuja ira eles despertarão por seu próprio risco.

    - Mesmo assim, eles precisarão de madeira – disse Aulë, e continuou seu trabalho de ferreiro.
     
    Última edição: 21 Mai 2014
    • Ótimo Ótimo x 1
  16. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Eu tinha mais dúvidas sobre as fontes de inspiração para a criação dos Ents do que da origem mitológica dentro do universo de Tolkien.
     

Compartilhar