1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Onde se escondem os poetas?

Tópico em 'E os Bardos Cantam...' iniciado por 1197, 16 Dez 2001.

  1. 1197

    1197 Usuário

    Bem, esse tópico é para estimular a criatividade de voc6es pessoal! Escrevam alguma poesia, relacionada ou não com o universo tolkieniano. Talvez possamos fazer pressão para que o pessoal do site crie um espaço para nossa arte!hehehe. Aqui vão uns versos meus...como amostra gratis:

    Tudo o mais é beleza...
    Quando ouço a canção do mar;
    Falanado de tristezas secretas;
    Sobre o doce e o amargo de amar.

    Que tal? O que acharam?
     
  2. Eu gosto mais de poesia tipo de lição de moral, sabe? eu vo faze uma e semana que vem eu escrevo, vai ser sobre a Sociedade do Anel, eu acho!!

    Um Anel para a todos governar, Um Anel para encontrá-los
    Um Anel para a todos trazer e na escuridão aprisioná-los
     
    • LOL LOL x 1
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  3. 1197

    1197 Usuário

    Seja bem-vinda!

    Tudo bem! Lições de moral é do que o mundo está precisando! Estou curioso com seu poema da Sociedade do Anel, mal posso esperar pela sua resposta Luthien. Por minha vez, não tenho preferencia por temas, em meus poemas. Agora estou ocupado em escrever uma Balada da Queda de Fingolfin, uma canção que os Elfos não cantam...espero que fique da hora para publicar.
     
    • LOL LOL x 1
  4. 1130

    1130 Usuário

    Eu até posso pensar em escrever alguns, se vcs não se importarem de ler besteira...

    Ventre grande é sinal de espírito oco; quando a gordura é muita, o senso é pouco
     
  5. 1130

    1130 Usuário

    Na viagem pra valinor
    O navio balança toda hora
    Isso tudo me dá enjôo
    E eu boto o desjejum pra fora

    Origem: Legolas desculpando-se com Gimli por ter manchado a sua barba

    Ventre grande é sinal de espírito oco; quando a gordura é muita, o senso é pouco
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  6. 1130

    1130 Usuário

    Bom, esse próximo não tem nada a ver c/ Tolkien, mas é muito profundo e bonito...

    Hoje o sol nasceu quadrado
    Azul como um tomate
    Amor, se tu me amas
    Por que roubou minha bicicleta?


    Ventre grande é sinal de espírito oco; quando a gordura é muita, o senso é pouco
     
  7. quote: Hoje o sol nasceu quadrado
    Azul como um tomate
    Amor, se tu me amas
    Por que roubou minha bicicleta?

    Parabens Gandalf uma grande poesia, deveria ganhar algum preimo por ela!hahaha, devia investir no seu DOM...

    "Logo, eu digo: Eä! Que as coisas Existam! E mandarei para o meio do Vazio a Chama Imperecível; e ela estará no coração do Mundo, e o Mundo Existirá."
     
  8. 1130

    1130 Usuário

    Q bom q alguém gostou...
    Agora um sobre o sentimento preferido dos poetas...

    Amar é
    figurinha
    Amor
    é paçoquinha

    Ventre grande é sinal de espírito oco; quando a gordura é muita, o senso é pouco
     
  9. Pessoal, naum deu pra escreve o poema ainda, li o livro a semana interia e acabei esquecendo, prometo pra vcs que semana que vem estará pronto!!

    Um Anel para a todos governar, Um Anel para encontrá-los
    Um Anel para a todos trazer e na escuridão aprisioná-los
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  10. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Aproveitando a deixa.....eu estou escrevendo uma adaptação da Terra Média pra RPG e seria interessante botar um poema pra abrir o livro......me mandem por e-mail seus poemas relativos à Tolkien e o mais legal vai aparecer na abertura do livro!

    No! I ll never turn to the Dark Side!
    I m a Jedi, like my father before me!
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  11. Como todos esperam o meu, coloca o meu logo!!

    "Nunca pessa conselho aos elfos, pois eles te dirão ao mesmo tempo, sim e não"
     
  12. Robin Oiro

    Robin Oiro Usuário

    Ei, essa adaptação, é baseada em qual sistema? Se tiver alguma coisa que eu puder ajudar é so falar. Eu mestro Ad&d há alguns anos e se tiver algo ao meu alcance estou disposto a ajudar!
    Até!



    Skywalker Aproveitando a deixa.....eu estou escrevendo uma adaptação da Terra Média pra RPG e seria interessante botar um poema pra abrir o livro......me mandem por e-mail seus poemas relativos à Tolkien e o mais legal vai aparecer na abertura do livro!
     
  13. Largo Cavafundo

    Largo Cavafundo Usuário

    Aqui tem um bobinho meu... nao se importem, fiz meio correndo...

    Um barco no porto, sozinho,
    Olha para o horizonte.
    E o marinheiro tem em sua fronte
    A expressão de quem respira o ar marinho.

    Para o longe sua mente voando vai,
    Para o destino que não é certo.
    E o barco sai para o aberto
    Mas a mente não se distrai.

    O barco some de vista, desaparece.
    Com ele, o homem levou,
    Para o longe, destino indefinido.

    Mas a volta não acontece.
    Depois que um ano se passou.
    Se chegou em algum lugar, é desconhecido.


    "Faithless is he that says farewell when the road darkens."

    *Gimli, filho de Glóin
     
  14. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    O CORAÇÃO DE UM REI
    O que seria a esperança
    Se não fosse a dor?

    O que seria a luz
    Se não fosse a sombra?

    O que seria a vida
    Se não fosse o amor?

    Quando a escuridão cresce,
    Há sempre de clara Aurora surgir
    E das cinzas do desespero
    Nova Era de nascer

    Lá pelas Terras dos Sonhos,
    Em dias já quase esquecidos,
    Forma-se nova e escura Tormenta,
    Retumbando ao longe seus trovões
    Para desabar de súbito sua Ira
    E trazer tempos de Agonia.

    Mas são do tom claro que a
    Luz assume ao se ver
    Por entre folhas,
    E como alvo véu que em
    Vislumbre afaga,
    Os Jardins Sagrados de Lothlórien,
    Bosques de Flores e Sonhos.

    Neles caminha Estel,
    A Esperança feita homem,
    A Pedra Élfica do futuro nebuloso,
    Trajado em branco qual eldar d’Oeste.
    Pois ele tem o poder de um rei de Homens
    E é sábio como Senhor d’Elfos.

    Mas lá também estava,
    Pela vontade de Ilúvatar,o Uno,
    Undómiel, a Donzela da Tarde,
    Estrela Vespertina dos Dias Incertos,

    Sobre o belo Cerin Amroth
    Mais uma vez se encontravam
    E como se brilho maior
    Encontrassem em seus olhos
    Que em tesouros de reis,
    Muito se contemplaram.

    Juntos viram o Crepúsculo
    E a Sombra do Leste,
    Antes de qualquer palavra:

    -Senhora, que outrora chamei Tinúviel...

    Pois ele sabia que não era ela
    Lúthien, a Bela, dos Dias Antigos,
    Mas sabia que Arwen, sua amada,
    Era dádiva de Elbereth àqueles tempos,
    Uma estrela luzente
    Que trazia ao semblante
    O mesmo encanto pelo qual
    Morreu Beren, Eras atrás.

    ...por caminhos escuros andei
    e longas estradas ‘inda hei de trilhar,
    todavia, hoje eu a vi
    e a mim não pode haver
    recompensa de maior valor.

    E Arwen disse:
    -Senhor, escuros são os dias
    de nosso encontro,
    e aqueles que o futuro traz,
    mas tu és Estel,
    e assim sorri meu coração.
    Pois não há treva que escureça
    os desígnios da Canção,
    e vejo em teus olhos
    a coragem para cumprí-los.

    -Não está a meu alcance
    medir vossas palavras,
    o porvir eu não enxergo-
    -ele falou-
    Mesmo sendo o tempo nosso
    inimigo, não rejeito sua visão.

    Hei de esperar, se por mim o fizer.

    Entristece-me o rumo do meu coração,
    em meio a Tempestade que se forma.
    Pois sob a Tormenta iminente,
    Meu maior pesar é sobre ti.
    Meus dias serão curtos,
    Minha vida será breve.

    Pois, quem sou eu?

    Aragorn, Filho de Arathorn,
    Herdeiro de Isildur,
    Estel,
    Senhor dos Dúnedain,
    Esperança dos Homens,
    Elessar.

    Sou nobre e de muitos títulos,
    Trago em meu nome
    O futuro do meu povo.
    Mas ainda assim não sou nada,
    Posto que tudo o que sou,
    E toda minha Majestade,
    Não são dignos de seu encanto.

    O que é meu coração de rei
    Sem seu amor?

    -Senhor- ela disse- ouve-me bem,
    Se teu pesar é tua Paixão,
    O meu também o é.
    Do Destino sou também escrava;
    Minha escolha será de lágrimas,
    Seja qual ela for...

    E se calaram.

    Havia Acalantos
    Na brisa que vinha...
    E com eles perfumes,
    Silvestres odores
    De delicadas flores,
    Dançantes ao vento,
    Suave a sibilar
    Sussurros de silfos
    Que bailam e cantam
    À vinda do luar...

    E Arwen lá permaneceu,
    Imóvel qual forma
    Esculpida em sonhos.
    Mergulhada em devaneios
    E em pensamentos ocultos,
    Selou seu destino:

    -Hoje renuncio ao Crepúsculo.
    Sei da dor de meu pai,
    E da minha própria,
    Mas minha escolha está feita.
    Vou ficar ao teu lado, Dúnadan.

    Daquela hora,
    A Sombra estava fadada a se deitar
    E a Nova Luz do Oeste a reluzir.

    Eriol, o que caminha em sonhos





    "Let s sing The Bard s Song..."



    Edited by - Eriol on 24 December 2001 14:04:25

    Edited by - Eriol on 24 December 2001 14:08:41
     
  15. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    quote:
    O CORAÇÃO DE UM REI
    O que seria a esperança
    Se não fosse a dor?

    O que seria a luz
    Se não fosse a sombra?

    O que seria a vida
    Se não fosse o amor?

    Quando a escuridão cresce,
    Há sempre de clara Aurora surgir
    E das cinzas do desespero
    Nova Era de nascer

    Lá pelas Terras dos Sonhos,
    Em dias já quase esquecidos,
    Forma-se nova e escura Tormenta,
    Retumbando ao longe seus trovões
    Para desabar de súbito sua Ira
    E trazer tempos de Agonia.

    Mas são do tom claro que a
    Luz assume ao se ver
    Por entre folhas,
    E como alvo véu que em
    Vislumbre afaga,
    Os Jardins Sagrados de Lothlórien,
    Bosques de Flores e Sonhos.

    Neles caminha Estel,
    A Esperança feita homem,
    A Pedra Élfica do futuro nebuloso,
    Trajado em branco qual eldar d’Oeste.
    Pois ele tem o poder de um rei de Homens
    E é sábio como Senhor d’Elfos.

    Mas lá também estava,
    Pela vontade de Ilúvatar,o Uno,
    Undómiel, a Donzela da Tarde,
    Estrela Vespertina dos Dias Incertos,

    Sobre o belo Cerin Amroth
    Mais uma vez se encontravam
    E como se brilho maior
    Encontrassem em seus olhos
    Que em tesouros de reis,
    Muito se contemplaram.

    Juntos viram o Crepúsculo
    E a Sombra do Leste,
    Antes de qualquer palavra:

    -Senhora, que outrora chamei Tinúviel...

    Pois ele sabia que não era ela
    Lúthien, a Bela, dos Dias Antigos,
    Mas sabia que Arwen, sua amada,
    Era dádiva de Elbereth àqueles tempos,
    Uma estrela luzente
    Que trazia ao semblante
    O mesmo encanto pelo qual
    Morreu Beren, Eras atrás.

    ...por caminhos escuros andei
    e longas estradas ‘inda hei de trilhar,
    todavia, hoje eu a vi
    e a mim não pode haver
    recompensa de maior valor.

    E Arwen disse:
    -Senhor, escuros são os dias
    de nosso encontro,
    e aqueles que o futuro traz,
    mas tu és Estel,
    e assim sorri meu coração.
    Pois não há treva que escureça
    os desígnios da Canção,
    e vejo em teus olhos
    a coragem para cumprí-los.

    -Não está a meu alcance
    medir vossas palavras,
    o porvir eu não enxergo-
    -ele falou-
    Mesmo sendo o tempo nosso
    inimigo, não rejeito sua visão.

    Hei de esperar, se por mim o fizer.

    Entristece-me o rumo do meu coração,
    em meio a Tempestade que se forma.
    Pois sob a Tormenta iminente,
    Meu maior pesar é sobre ti.
    Meus dias serão curtos,
    Minha vida será breve.

    Pois, quem sou eu?

    Aragorn, Filho de Arathorn,
    Herdeiro de Isildur,
    Estel,
    Senhor dos Dúnedain,
    Esperança dos Homens,
    Elessar.

    Sou nobre e de muitos títulos,
    Trago em meu nome
    O futuro do meu povo.
    Mas ainda assim não sou nada,
    Posto que tudo o que sou,
    E toda minha Majestade,
    Não são dignos de seu encanto.

    O que é meu coração de rei
    Sem seu amor?

    -Senhor- ela disse- ouve-me bem,
    Se teu pesar é tua Paixão,
    O meu também o é.
    Do Destino sou também escrava;
    Minha escolha será de lágrimas,
    Seja qual ela for...

    E se calaram.

    Havia Acalantos
    Na brisa que vinha...
    E com eles perfumes,
    Silvestres odores
    De delicadas flores,
    Dançantes ao vento,
    Suave a sibilar
    Sussurros de silfos
    Que bailam e cantam
    À vinda do luar...

    E Arwen lá permaneceu,
    Imóvel qual forma
    Esculpida em sonhos.
    Mergulhada em devaneios
    E em pensamentos ocultos,
    Selou seu destino:

    -Hoje renuncio ao Crepúsculo.
    Sei da dor de meu pai,
    E da minha própria,
    Mas minha escolha está feita.
    Vou ficar ao teu lado, Dúnadan.

    Daquela hora,
    A Sombra estava fadada a se deitar
    E a Nova Luz do Oeste a reluzir.

    Eriol, o que caminha em sonhos





    "Let s sing The Bard s Song..."



    Edited by - Eriol on 24 December 2001 14:04:25

    Edited by - Eriol on 24 December 2001 14:08:41


    Muito dez! Só tem um problema......é muiiito longo....teria que ser um pouco mais curto, tipo 4 ou 5 estrofes......

    No! I ll never turn to the Dark Side!
    I m a Jedi, like my father before me!
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  16. Largo Cavafundo

    Largo Cavafundo Usuário

    Mto longa... mas ta legal!

    "Faithless is he that says farewell when the road darkens."

    *Gimli, filho de Glóin
     
  17. Nossa, muito legal, nem vo mais faze o meu, quebro minha perna...

    "Nunca pessa conselho aos elfos, pois eles te dirão ao mesmo tempo, sim e não"
     
  18. 1130

    1130 Usuário

    Sacanagem... Todo mundo me humilhando... Só q os meus tem muito mais sentimento...
    Ei, Largo... Estou enganado ou essa estrutura do seu poema é do Trovadorismo? ABBA ABBA ABC ABC

    Ventre grande é sinal de espírito oco; quando a gordura é muita, o senso é pouco
     
  19. Papacu Rasteiro

    Papacu Rasteiro Usuário

    quote:
    Sacanagem... Todo mundo me humilhando... Só q os meus tem muito mais sentimento...
    Ei, Largo... Estou enganado ou essa estrutura do seu poema é do Trovadorismo? ABBA ABBA ABC ABC

    Ventre grande é sinal de espírito oco; quando a gordura é muita, o senso é pouco



    Trovadorismo foi foda
    ahuhuauhauha



    Vamos tentar um pouco de Romantismo

    Batatinha qdo nasce... esparrama pelo chao...

    ahuahua
    Ou qm sabe Iluminismo...
    pera ae..
    iluminismo era estilo literário?



    O irmão do Gollum
    A diferença q eu so gatão e papo todas..

    Eae Preciosa, quer tc?

    "Quando uma coisa tem tudo para dar errado,dá errado"
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  20. 1130

    1130 Usuário

    Eu não lembro direito... Acho q o iluminismo favorecia a razão, mas não sei se era um estilo literário...

    Ventre grande é sinal de espírito oco; quando a gordura é muita, o senso é pouco
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1

Compartilhar