1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

On >> a pedra de zym - d&d 3.5

Tópico em 'Play by Forum' iniciado por Mestre_Hunter, 24 Out 2011.

  1. Mestre_Hunter

    Mestre_Hunter Usuário

    OFF >> Fichas dos Jogadores desta Aventura:
    JOGADOR : LYVIO , Personagem:TULIM

    >>>>
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    JOGADOR : NICOLAY , Personagem:BERKIM
    >>>>
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    JOGADOR : FELARHIX , Personagem:MENÓCLIDES
    >>>>
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    JOGADOR :Shinro,Personagem :ZERATUL
    >>>>
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    NPC ENORA, A AMAZONAS
    >>>>
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    JOGADOR:Prator,Personagem: SLARK
    >>>>
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .


    *Algumas ainda precisam ser preenchidas alguns detalhes. Irei ver com calma e mais atenção suas fichas no decorrer da aventura e caso precise editá-las, farei.Mas os manterei informados sobre isso.

    ON >>
    Introdução:

    Galeth está apreensivo...o Gnomo anda em círculos pequenos na taverna dos trovadores, ainda vazia, graças ao horário matinal...Ele resmunga :

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    ----- Onde Enora foi buscar esses mercenários? No reino vizinho? que demora!

    Minutos depois, a bárbara Enora adentra a taverna, pelos fundos , na companhia de guerreiros recêm-contratados ...Diglet, o taverneiro permanece atrás do balcão, lavando copos ..É um anão, já de idade avançada,com um dos olhos cegos e marcas de queimadura no braço esquerdo....A´s vezes, ele vai até a cozinha, passar ordens aos seus empregados...Já é possível sentir o agradável cheiro de carne cozida em panela de ferro e molho de cogumelos silvestres emandando de lá....

    Galeth expressa euforia e bate palmas ao ver os valorosos guerreiros adentrando...

    ----Bravo, bravo! Meus futuros heróis chegaram!Sentem-se ,senhores. Infelizmente, o bar ainda está fechado e não poderei oferecer-lhe bebidas...Mas fico grato que meu amigo Diglet tenha nos cedido esse espaço . Só por terem vindo até aqui com a intenção de me ouvir, quero lhes presentear com 300 Pos para cada um! peguem!Óh, mil perdões, sou Galeth, o barão de Lichestn! Já devem conhecer minha amiga, Enora Olhos-de-Tigre...
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Enora é uma bela mulher (guerreira amazonas), de cabelos castanho-avermelhados, curvas atraentes e pele queimado do sol...No entanto, seu olhar é firme. Ela permanece calada, de braços cruzados...Galeth continua a falar, enquanto coloca pequenos sacos de moedas (um para cada PJ), com as 300 moedas:

    ----- Senhores, é um serviço rápido e creio que será fácil para vocês... Bem, vou explicar. Sou um colecionador de pedras valiosas e uma delas foi-me roubada...Olhem, essa é uma réplica sem valor(colocando-a na mesa)...Fiquem com ela, para que não se esqueçam de sua aparência...

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Ele continua:

    ----- Tenho a intuição que ela ainda está na cidade...Pois a feira dos mascates só vai começar semana que vem...E depois disso, será impossíve reavê-la, pois receberemos comerciantes de muitos reinos vizinhos e além-mar.... Bom, ofereço recompença de 3000 Pos para quem me trouxer a pedra novamente...Creio que é isso, senhores. Estão dispensados....Caso a encontrem, procurem meu amigo Diglet, nesta taverna...Ele irá mandar me chamar para que recebam o prêmio...


    Galeth e Enora deixam o local... Diglet espera que os dois saiam e comenta:

    ----- Senhores, Galeth não lhes contou a verdade plena... O fato, é que ele anda esquecido...Ele não recorda, mas vendeu a pedra à Zamyr, o burguês...Mas , por favor, não magoem Galeth com isso...Tentem reaver a pedra e desfrutem a recompensa... Dizem que Zamyr gosta de apostas e charadas...Seria a melhor maneira de reaver a tal pedra de Zym...Vocês irão encontrar Zamyr em sua tenda, no bairro dos feirantes ou na Escola dos Trogloditas..O irmão dele é dono deste clube, que fica próximo à praça do mercado velho ...É um guerreiro aposentado e antipático, bem o oposto de Zamyr, que é baixinho e sorridente...Já tive desentendimentos com eles no passado...Senão, eu mesmo iria lá recuperar a pedra para Galeth...


     
    Última edição: 20 Fev 2012
  2. Mestre_Hunter

    Mestre_Hunter Usuário

    OFF >>> Postarei abaixo uma breve ambientação do cenário .

    ON >>

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Zarhur é uma cidadela, localizada próxima à Fronteira do Reino de Khubay e Império Magnus. Politicamente, é pertencente ao reino de Khubay, mas a cultura do Império Magnus é poderosa neste local. É uma cidade de clima quente, com saída para o mar, o que facilita ainda mais as relações comerciais entre os reinos. Há até um ditado local que diz : “Qualquer desentendimento resolveremos em Zarhur!” e outro ditado popular, já não é tão positivo, pois fala “O que acontece em Zarhur, fica em Zarhur!”.

    População : 190 mil; 50% humanos, 15% Anões, 10% Halflings, 6% Orcs, 5%Elfos,4% Meio-Elfos, 10% Outros.(A população chega a dobrar em épocas festivas, devido aos turistas e comerciantes vindos de outras cidades).

    Clima: Quente e Seco, pois fica próximo ao deserto “Terras Vermelhas”.

    Economia: Pesca 30%, Pecuária 10%(Caprinos), Comércio (Especiarias e Venda de Escravos) 60%.
     
  3. Mestre_Hunter

    Mestre_Hunter Usuário

  4. Mestre_Hunter

    Mestre_Hunter Usuário

    OFF >> Personagens não humanos serão considerados visitantes asíduos de Zarhur ou ex-escravos. Como puderam notar, Zarhur é praticamente uma metrópole.

    POstarei abaixo mais algumas informações sobre essa cidadela:

    ON >> A cidadela de Zarhur




    Zarhur nasceu devido às guerras. Inicialmente, foi construída como intenção de um Forte ou Fortaleza, afim de defender a nação de Khan de ataques bárbaros vindos dos povos da areia ou dos cruzados vindos do norte. O rei investiu pesadamente em Zarhur, pois sabia que, enquanto a cidadela resistisse, ele e os seus estariam seguros na capital. Entretanto, levar centenas de pelotões à essas terras pouco férteis exigiria muito planejamento e estrutura. Através de um decreto, muitos operários e comerciantes acompanharam os soldados, afim de lhes prestar todo serviço necessário para aumentar seu conforto e mantê-los focados em defender o reino e seu rei. Depois de inúmeras batalhas, Zarhur resistiu. Os povos do deserto e os cruzados perceberam que seria muito mais interessante se aliar a este povo, pois se eles resolvessem expandir-se mais, haveriam muitas mortes. Acordos comerciais importantes foram assinados em Zarhur e com o tempo, passava a se tornar um território quase neutro, onde povos do sul e norte se reuniam para negociar e criar acordos e laços.

    O fato é que Zarhur , à princípio, era composto essencialmente por humanos e poucos semi-humanos e outros povos inimigos, como o povo-serpente ou os monstros das montanhas, acabaram por aproximar ainda mais os povos do deserto e Zarhur, que acabaram mesclando suas culturas e religiões. Mas tarde, chegaram os cruzados do norte e Zarhur já estava fortalecida o suficiente para expulsa-los sem muito esforço. Entretanto, os cruzados sob o comando de seu rei branco eram sábio o suficiente para compreender que não seria através da força que conquistariam Zarhur. Os cruzados decidiram uma aproximação pacífica e lenta, pois estavam enfraquecidos depois de tantas emboscadas dos monstros das montanhas e vales, como ogres, goblins , orcs e outras bestas selvagens. O povo branco do norte (os cruzados de Magnus) traziam novidades, como armas e armaduras“exóticas”( na visão dos nativos de Zarhur),além de novos deuses e outras maravilhas, como técnicas mágicas de cura e proteção.
    Atualmente, Zarhur ainda é domínio do reino de Khubay. Seu regente atual é o príncipe Yoshefh Mohamed Khan, que responde diretamente ao seu pai e rei Yorran Khan. Entretando, a influência dos povos do deserto e do norte são visíveis, pois o príncipe (o mais novo entre os 9 irmãos) possui dois ministros-conselheiros: Salazar Mouhad Abud, nativo das Terras Vermelhas, nomeado a resolver problemas relacionados ao comércio legalizado de Zarhur, como elaboração de leis (que ainda precisam da aprovação do príncipe), coleta de impostos entre outros. O segundo ministro é descendente do reino vizinho “Império Magnus”, mas nasceu em Zarhur e viveu lá até os seis primeiros anos de sua vida, filho de um paladino renomado com uma comerciante das terras vermelhas.Seu nome é Joseph Yslangard, o paladino. Joseph serviu ao império de Magnus e possui dupla nacionalidade. Devido a isso, foi direcionado a ser o elo entre os reinos. Por ser extremamente honesto e justo, além de ser amigo de infância do príncipe, foi convidado a ser seu segundo conselheiro. Joseph é encarregado de zelar pela religiosidade e militarismo de Zarhur.


    Mas nem tudo são maravilhas em Zarhur. Como toda cidade grande, está repleta de problemas e conflitos. Vejamos alguns deles:
    Pragas do Deserto: Nos dias mais quentes, os ventos trazem algumas criaturas perigosas e selvagens.Algumas pequenas e sorrateiras, que se instalam em esconderijos e tocas improvisadas, causando muitos problemas quando se deparam com os habitantes de Zarhur. Escorpiões Monstruosos e cobras venenosas são os casos mais típicos(pág 288 e 289 do Livro dos Monstros 3.5). Mas já ouve relatos de um Wyvern errante que causou muita confusão e histeria. Depois deste caso, o príncipe encomendou balestras gigantes e catapultas para defender os muros da cidadela e o castelo.Felizmente, essas poderosas armas ainda não precisaram ser usadas. Porém, contra criaturas miúdas e perigosas, não há muito o que se fazer, além de manter a vigilância e limpeza dos recintos.Os comerciantes locais lucram vendendo antídotos e os plebeus caçam esses animais peçonhentos para vender aos comerciantes.Novamente, até na desgraça, o povo de Zarhur encontra uma oportunidade de ganhar dinheiro.
    Conflitos Religiosos: O povo de Zarhur é muito unido e patriota, entretanto, alguns bairros são conhecidos por dominâncias religiosas e alguns desentendimentos.Há 3 religiões oficiais e o príncipe demonstra tolerância às crenças. Entretanto, alguns mais fanáticos não concordam com isso e provocam ataques e sabotagens nos “templos inimigos”. Felizmente, os conflitos diminuem nas épocas dos jogos nas arenas, pois todos se distraem com o esporte.O bairro nobre, pertence quase 100% à religião trazida do reino vizinho do norte.É uma religião politeísta, com três deuses principais. Próximo ao porto, as crenças antigas e religião monoteísta domina, com devotos fervorosos e um pouco intolerantes.É também a religião do príncipe regente e talvez, por isso, as leis punitivas contra fanatismo sejam tão brandas se comparadas às leis relacionadas à roubo, estupros ou assassinatos não ligados à religiosidade. Por fim, nos bairros e favelas, a religiosidade é fraca, porém, muitas crenças herdadas de escravos e bárbaros vindos das terras distantes se mesclaram. Há muita superstição e alguns feiticeiros se aproveitam deste medo para vender seus amuletos e fazer suas “experiências arcanas”. A magia não divina é má vista entre as autoridades de Zarhur e algumas práticas são consideradas heresias e crimes, mas o poder da lei parece não conseguir dominar esses bairros mais carentes por muito tempo...
    Leis Rígidas: As prisões de Zarhur ficam lotadas em certas épocas, pois suas leis são rígidas, porém poucos crimes são punidos com execuções diretas. A maioria dos delitos é resolvida com chibatadas e multas. Mas as leis são mais rigorosas contra estrangeiros e escravos rebeldes.Nas vésperas dos jogos nas arenas, os prisioneiros são forçados a lutar por sua liberdade e muitos ficam revoltados com essa condição, pois são raramente vitoriosos no jogos, pois nunca recebem qualquer vantagem nesses eventos. Na verdade, seria uma espécie de “execução assistida”. Por causa disso, escravos e criminosos tentam escapar das prisões constantemente.E por tantas tentativas, alguns acabam conseguindo e se escondendo nos bairros pobres e ingressando em guildas de ladrões e assassinos.
     
  5. Mestre_Hunter

    Mestre_Hunter Usuário

    ON >>

    Ao ouvir as palavras do taverneiro, todos se sentem constrangidos e até um pouco irritados, pois um mal entendido tão simples não precisaria da intervenção de aventureiros tão hábeis e poderosos...No entanto, um dinheiro fácil desses não é fácil de recusar

    Agora, resta deixar o local e descobrir por onde este tal comerciante "Salim" se encontra...





    OFF >>

    O primeiro a postar aqui, por favor, role um teste de OBTER INFORMAÇÃO , com um Bônus de +3 extra, pois os outros jogadores estarão ajudando a descobrir onde Salim mora, frequenta e sua descrição física e etc.....

    No mapa do post anterior, considerem que estão quase na saída leste do BAIRRO NOBRE (ponto 03)....
     
    Última edição: 26 Out 2011
  6. Lyvio

    Lyvio Usuário

    O pixe ouve a conversa e acha um tanto estranha, mas de qualquer forma diferente dos Menbros da sua raça ele gosta de dinheiro e bens materiais, talvez por isso tenha sido meio que rejeitado pelos demais.

    Ele sai com o grupo e vai perguntando as pessoas sobre Salim juntando as informações obtidas:

    Obter informação:

    [roll0]
     
  7. Mestre_Hunter

    Mestre_Hunter Usuário

    ON >>

    Graças a diversidade de raças de Zarhur, os transeuntes não se assustam com o pequeno Tulim...Na verdade, seu tamanho diminuto, neste caso o ajuda a parecer mais meigo e conquistar a confiança dos estranhos...Ele descobre:


    * Salim tem uma Loja de Penhores na praça do comércio.

    * Salim tem um meio-irmão mais novo, chamado Zando, que , na verdade, é um grandalhão. Zando é dono do Clube dos Trogloditas e Salim passa por lá com frequência...

    * Quando não está na loja ou com o irmão, Salim gosta de ir à praça do leilão...



    OFF >> Bom, decidam:

    * Separar-se em duplas e procurar Salim simultaneamente, afim de resolver logo esse empasse e ganhar tempo....(não se preocupem, eu reduzirei a ND de possíveis encontros aleatórios)...Escolher uma das opçãos (destinos) citados no on....

    * Ir todos a um mesmo local.Escolher uma das opçãos (destinos) citados no on....


    * Ir a outro lugar, com intenção ou não de encontrar Salim. (qualquer ponto famoso do mapa)...
     
  8. lordgriffith

    lordgriffith Usuário

    Pessoal, se formos em um lugar de cada vez demoraremos muito.Eu vou no Clube dos Trogloditas ver se descubro algo
    O monge se despede do grupo e parte sozinho para o clube dos trogloditas.
     
  9. Felarhix

    Felarhix Usuário

    Então Menóclides diz antes do monge partir:

    Então eu vou para a loja de penhores do Salim, nos encontramos aqui em 2 horas ok? (acho que é suficiente para chegar lá, verificar as informações e retornar)

    -Caso algum de nós não retorne no tempo determinado significa, claro, que algo deu errado e seria melhor verificar. Estamos entendidos?

    Após a confirmação do grupo ele segue o caminho para a loja de penhores.
     
  10. Lyvio

    Lyvio Usuário

    O pixe estava voando no ar observando a conversa entre o monge e o sátiro, então decidiu ir para a loja de penhores e o sátiro decidiu o acompanhar:

    -Então vamos a loja de penhores!
     
  11. Nycolai

    Nycolai Usuário

    Berkin olha para o monge e fala logo depois dele:

    _ Você não irá sozinho, eu irei com você.

    Berkin toma o último gole da caneca de cerveja, limpa a sua barba e segue o monge.
     
  12. Mestre_Hunter

    Mestre_Hunter Usuário

    OFF > Ok...Então Tulim(Lyvio) e Menóclides (Felarhix) foram em direção à Praça do Comércio, enquanto Slark (Griffith) e Berkin (Nicolay) foram até o clube dos trogloditas...

    Lembrando que : No mapa do post anterior, considerem que estão quase na saída leste do BAIRRO NOBRE (ponto 03).... Agora, cada dupla toma uma direção...




    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)






    ON >>

    Para Lyvio e Felarhix >> A pixie e o sátiro caminham, em direção ao norte de Zarhur, em direção A praça do comércio...Saindo do bairro nobre, percebem que há menos soldados nas esquinas, mas ainda assim, hjá pelo menos 1 a cada 2 quadras...Alguns montados em cavalos, outros com cães treinados e outros carregando lanças e arcos...Certamente, Zarhur é uma cidade militar.... Tulim e Menóclides evitam os soldados, mesmo não tendo nada a temer, não querem perder tempo monstrando doumentos de alforria e sere submetidos a revistas...

    Antes de sequer cruzarem a ponte , para o bairro dos comerciantes, já percebem que há muitoas pessoas passando pela rua principal, com cestos, carroças e caixas...Muita gente mesmo...Menoclides procura um pouco de sombra, embaixo de um carvalho frondozo.. Tulim, pá um pouco para beber um gole dd´'agua, pois o sol está castigando suas peles...Eles conversam um pouco, tentando decidir se se separam para procurar a loja de Zarhur ou não...



    OFF >>
    Senhores, por favor, rolem um teste de Observar e Ouvir.


    ON >> Para Nicolay e Griffith >> Slark e Berkin caminham para o sudeste, cruzando a ponte do rio cristalino...Aproveitam para encher seus cantis com água fresca...Ao tentarem cruzar a ponte, descobrem que há um pedágio a ser pago (1 Po por cabeça), cobrado por 2 soldados mau-humorados....Entretanto, podem cruzar o rio de graça, caso não se importem em molhar-se com a refrescante água...O rio parace calmo mais alguns metros acima e não tão profundo...

    OFF >>
    Decidam se pagam o pedágio ou se querem nadar. Caso queiram nadar, rolem Natação (CD 10)+ penalidade da armadura ou diminuam 1 Po de suas fichas...Ou claro, se quiserem passar pelos guardas usando a força ou outro subterfúgio, problema de vocês, kkk!
     

    Arquivos Anexados:

    Última edição: 27 Out 2011
  13. Nycolai

    Nycolai Usuário

    Berkin olha para os dois soldados, com seus olhos pequenos e diz:

    _ Gosto cada vez menos deste lugar.

    Ele paga 2POs e fala para o monge:

    _ Você paga o proximo.
     
  14. lordgriffith

    lordgriffith Usuário

    Não acho que você deveria jogar seu dinheiro fora assim, mas obrigado por pagar o meu.
     
  15. Lyvio

    Lyvio Usuário

    O pixe se junta ao Sátiro na sombra enquanto bebe o gole pergunta:

    -Senhor Sátiro, de qual floresta você é?

    Enquanto espera a resposa ele decide movimentar um pouco suas asas e ergue-se um pouco do chão e voa em circulos ao redor do Sátiro, ao mesmo tempo analisa a situação:

    Obervar:

    [roll0]

    Ouvir

    [roll1]
     
  16. Felarhix

    Felarhix Usuário

    O sátiro olhando ao redor com toda desconfiança que é de sua natureza, abaixa-se pega um capim que crescia ao pé da árvore e coloca no canto da boca.
    Ele não gostava nada de aglomerados, e responde à pergunta:

    -Sou de todas e de nenhuma meu caro. Mas precisamos ficar atentos, depois podemos conversar sobre isso.

    [roll0]
    [roll1]
     
  17. Mestre_Hunter

    Mestre_Hunter Usuário

    ON >> Para Lyvio e Felarhix

    Tulim estava um pouco distraída, mas ouviu galhos e folhas mexerem naquele local onde havia brisa fraca...Menóclides viu o perigo, mas não teve tempo de abrir a boca ....


    Uma cobra ataca !
    (OFF >> Tulim Não foi pega de surpresa, mas a cobra atacará mesmo assim!)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)





    *** Favor rolarem as iniciativas para a rodada depois do bote da Cobra. Caso ela tenha conseguido morder TULIM, A cobra tentará agarrá-la com o Talento Agarrar Aprimorado, que lhe permite agarrar um alvo sem a provocar ADOs....
     
  18. Lyvio

    Lyvio Usuário

    Tulim distraia-se um pouco e assim que erguei vôo ouviu um farfalhar na árvore, quando virou-se uma cobra tentou abocanha-lo, mas o pixe é rápido e bateu suas assas rapidamente evitando ser mordido:

    -Ui! Essa foi por pouco cobrinha...

    Dizia ele com os olhos arregalados mas com um sorriso malicioso na boca.

    Iniciativa:

    [roll0]
     
  19. Lyvio

    Lyvio Usuário

    O pixe evita ser atacado, mas a serpente estava ao seu lado, ou melhor acima de sua cabeça, ele desloca-se o suficiente para ter espaço para atacar a serpente sem ser avejado e em seguida ataca a combra:

    -Que tal Ficar cega cobrinha?

    O pixe começa a pronunciar palavras obscuras de poder e aponta para a cobra um rai negro prateado e desferido de sua mão em direção a serpente.

    Ataque com rajada mistica adoecente(toque a distância, como está a menos de 9 metros da cobra ganha +1 no ataque e dano pelo talento tiro certeiro) ( Doeça escolhida: Enjôo Cego Livro do mestre Página 292) Teste de Fortitude CD 17( pois é com base no carima do pixe mais a semelhamça da conjuração, no caso da rajada mistica adoecente é como se fosse uma magia de nivel 2, logo 10+2+5(carisma)= 17. Caso falhe e leve +de 2 pontos de dano na habilidade a cobra fica cega. O efeito da Doença afeta instatâneamente e dura 1 minuto ( 10 rodadas). Pdf do bruxo Página 9.

    [roll0]

    Dano

    [roll1]

    Dano na Força da cobra (doença)

    [roll2]

    Mecânica:

    Tulim faz um passe de ajuste afastando-se da cobra ficando a 3m dela (não leva ado passe de ajuste), então dispara sua rajada Mistica adoecente na cobra.

    OFF: Nãoooooooooooooooo, só 1 porra que azar era pra ser dois e torcer pra ela alhar e ficar cega OFF
     
    Última edição: 28 Out 2011
  20. Felarhix

    Felarhix Usuário

    Para quem olhava o sátiro encostado na árvore poderia jurar que ele estava distraído mas engana-se. Ele viu uma cobra descendo pelo tronco e antes que ele pudesse avisar a Tulim ela deu um bote, que por sorte não o acertou.

    Oba! Hoje vamos ter carne de cobra para o jantar!

    [roll0]

    OFF: Quando pudermos atacar, avise mestre. POr favor.
    Mas cobra já é praticamente cega Lyvio.

    Menóclides então pega sua flauta e direcionando-a para a cobra ele toca uma bela canção.
    A cobra deve fazer um teste de vontade CD 15 pra resistir ao sono.
     
    Última edição: 31 Out 2011

Compartilhar