1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Oficial: Ediouro rescindiu contrato com a DC Comics

Tópico em 'Quadrinhos' iniciado por Ana Lovejoy, 29 Abr 2009.

  1. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Copiando aqui o que já postei
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    :

    Depois de meses de silêncio, a Ediouro confirmou com exclusividade ao Universo HQ a notícia que a maioria dos leitores preferia não ler: o contrato com a DC Comics foi rescindido.

    Numa entrevista por telefone, Luiz Fernando Pedroso, diretor-geral da Ediouro, disse que estão definitivamente canceladas as revistas Pixel Magazine e Fábulas Pixel, além de todas as séries que vinham sendo lançadas em formato de minisséries nas bancas; títulos como Authority, 100 Balas, Monstro do Pântano, Wild C.A.T.s e outros.

    "A Pixel não acabou. Ela virou um selo especializado em quadrinhos da Ediouro, mas não lançará mais títulos da DC", explica Pedroso. A editora deve continuar com Spawn, cujo contrato foi renovado recentemente.

    Vale lembrar que outra editora que virou um selo da Ediouro recentemente foi a Desiderata.

    O executivo ainda não sabe dizer exatamente que outros materiais continuarão saindo pela Pixel, se nacionais (como O corno que sabia demais e outras aventuras de Zózimo Barbosa e Os inimigos não mandam flores) ou estrangeiros (como Corto Maltese e os álbuns do italiano Guido Crepax).

    Indagado sobre a saúde financeira do negócio, Pedroso foi direto: "A operação dava um prejuízo razoável. E em virtude da crise econômica, que gerou uma desvalorização cambial significativa, e dos valores pagos serem altos, tentamos uma renegociação com a DC. Como a editora não demonstrou interesse, chegou-se a um acordo e o contrato foi cancelado".

    Assim, para saber como terminam obras excelentes, como Fábulas, Preacher, Promethea e 100 Balas, o leitor brasileiro terá que torcer, mais uma vez, para que outra editora as conclua.

    Nem mesmo Sandman, que havia sido reiniciado após a publicação completa pela Conrad e cujos dois primeiros livros, referentes à saga Prelúdios & Noturnos, figuraram nas listas de mais vendidos após o lançamento, será retomado.

    Esta não foi a primeira experiência frustrada da Ediouro com quadrinhos. Ainda nos anos 2000, a editora carioca lançou títulos como Star Wars e os europeus, como Aquablue (que não foi concluído) e Arthur - Uma epopeia celta, mas todos foram de curta duração.

    Mesmo assim, Pedroso diz que quadrinhos continuam sendo uma fatia interessante do mercado. "Mas depende muito do produto a ser lançado", finaliza.

    O cancelamento de títulos e a diminuição da presença no mercado de uma editora, seja ela qual for, é sempre uma notícia ruim. Nesses casos, é comum que quem esteja de saída cite as vendas baixas como a única razão para o insucesso, mas é preciso avaliar os próprios erros.

    A Pixel, por exemplo, nunca teve uma distribuição satisfatória - nem em bancas e nem em livrarias. E seus produtos jamais tiveram qualquer divulgação com o objetivo de ampliar o público leitor.

    No começo de 2007, o UHQ realizou uma entrevista com André Forastieri, Odair Braz Júnior e Cassius Medauar, então os responsáveis pela edição dos materiais. Uma das perguntas era a seguinte: "É fato que títulos dessas linhas (Vertigo, ABC e WildStorm) nunca foram campeões de vendas em bancas. Como sobreviver nesse segmento, então?".

    Na época, parecia haver um plano para garantir essa sobrevivência. No entanto, em pouco tempo o rumo do negócio mudou, com a saída de Forastieri da sociedade e a Pixel passando a pertencer somente à Ediouro. Hoje, Odair Braz Júnior e Cassius Medauar também não estão mais ligados à editora.

    Assim, o que começou como a chance de uma saudável concorrência à Panini, termina como frustração. Especialmente para os leitores, que, novamente, são os maiores prejudicados.

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. TT1

    TT1 Dilbert

    Tomara que a Panini assuma tudo de uma vez.

    E quanto ao Monstro do Pantano... pqp, cancelaram a Saga DE NOVO!
     
  3. *Ceinwyn*

    *Ceinwyn* Ogra rosa

    E quem não tem dinheiro pra importar e tb não tem saco pra ler no PC, faz o que? Que bodega!
     
  4. Lord Ashram

    Lord Ashram Denny Crane

    Se for p/ fazerem o que faziam antes da Pixel conseguir o contrato (ou seja, ter o material e não lançar nada), prefiro que uma coisa ou outra volte p/ Devir, que mesmo sendo caro p/ cacete e muitas vezes com qualidade duvidosa, ainda lançava.

    De qq forma eu desisti de Vertigo no Brasil.
    O que eu quero ler, vou ler por "telepatia" e quando sobrar uma grana compro os TPs importados que além de sairem mais baratos no fim das contas, ainda tem qualidade melhor e são garantidos de serem publicados até o fim.
     
  5. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    A Panini andou divulgando por aí que não tá interessada nisso, não. Assim que achar link da notícia eu posto aqui
     
  6. Lord Ashram

    Lord Ashram Denny Crane

    Quando ela tinha os direitos pq tava no pacote do contrato com a DC ela já não tinha interesse. Agora que viu que não da lucro éque não vai se interessar mesmo.
    Fora que não é concorrência direta p/ ela, então não vai se preocupar com quem pegar tb.
     
  7. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

  8. Arqueiro Verde

    Arqueiro Verde Oliver "Ollie" Queen

    Bom, eu quero pegah, pelo menos Hábitos Perigosos, do Hellblazer.


    O resto depois nós vemos...
     

Compartilhar