1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O Zoológico de Varsóvia (Diane Ackerman)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Anica, 18 Fev 2009.

  1. Anica

    Anica Usuário

    Parece muito interessante, a autora usa diários e arquivos para reconstituir a história (mais para o final do livro tem até algumas fotos). Para o pessoal mais apaixonado pela Segunda Guerra Mundial, tá aí um foco bem inusitado.

    Para saberem mais sobre o livro, visitem o site dele -> http://www.ozoologicodevarsovia.com.br/ozoologicodevarsovia/

    Dados Técnicos:
    I.S.B.N.: 9788520921265
    Cód. Barras: 9788520921265
    Reduzido: 2609456
    Altura: 23 cm.
    Largura: 16 cm.
    Acabamento : Brochura
    Edição : 1 / 2008
    Idioma : Português
    País de Origem : Brasil
    Número de Paginas : 302


    ***

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .
     
  2. Devotchka

    Devotchka Usuário

    Me lembrou A Lista de Schindler. Já vi o filme e tenho o livro.

    Enfim, sou viciada em coisas da Segunda Guerra: livros, filmes, fotos, documentários. Se eu achar esse por aqui e tiver dinheiro, é bem possível que eu compre. Parece ser bem interessante.

    PS: Alguém já leu esse livro?
     
  3. Anica

    Anica Usuário

    not yet, começo a ler assim que terminar a releitura do breaking dawn :dente:
     
  4. Breno C.

    Breno C. Usuário

    Então e nos diz o que você achou Anica, porque cansa ler livros que onde temos os Judeus sendo massacrados e os clichês de sempre (não estou negando os acontecimentos) e que tornam a maioria dos livros parecidos.
     
  5. Anica

    Anica Usuário

    Por isso que eu achei o foco inusitado (e que portanto o livro promete). Os clichês de sempre se dão porque, como você já disse, aquilo de fato aconteceu. Mas é como você conta uma história que faz a diferença - vide o caso de A Menina que Roubava Livros, por exemplo.
     
  6. Breno C.

    Breno C. Usuário

    Ainda não li a Menina que roubava livro, mas em fim... é bem isso que você colocou, então posso concluir que falta talento para a maioria dos escritores que se deram a escrever livros sobre a segunda guerra.
     
  7. Anica

    Anica Usuário

    Não sei se é uma questão de talento, acho que é mais criatividade mesmo. Até porque algumas histórias são carregadas de clichês (aqui falando de modo geral, não só as de Segunda Guerra) e escritas de uma forma genial, por outro lado algumas são extramemente criativas, oferecendo perspectivas diferentes e tudo o mais, mas a escrita varia do medíocre ao ruim. Uma coisa infelizmente não anda junto com a outra sempre.

    De qualquer modo, lerei o livro e depois trarei opiniões. =]
     
  8. Anica

    Anica Usuário

    Então... o livro é interessante. Dá para ver o trabalho da autora não só pelo arquivo de fotos no final, mas também as notas complementares, bem bacanas. E em algun momentos ela descreve as coisas de tal modo que você parece estar dentro da história, acompanhando tudo.

    O problema é o estilo de escrita da autora. Ela não se decide se fica na biografia ou no romance, e aí quando o texto está começando a engrenar ela dá uma "parada" brusca, como quem se toca que está escrevendo uma biografia, e não contando uma história. Se ela tivesse decidido por um ou outro, teria ficado *muito* melhor.

    Mas para quem gosta do assunto, acho que vale a pena sim. Até porque esse negócio de estilo costuma me irritar mais do que irrita aos outros leitores (pelo que percebi) então é bem provável que muitos achem o livro imperdível e tudo o mais.
     

Compartilhar