1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

"O Tempo e o Vento" (Érico Veríssimo)

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Varda do Um Triângulo, 25 Jan 2003.

  1. Para quem ainda não leu vai aí um resumo da história: o livro enfoca a saga de uma família do interior do Rio Grande do Sul, fazendo paralelos com a história daquela região e do Brasil. Abrange um período desde os Sete Povos das Missões até o final da Era Vargas. Na verdade é uma trilogia com três livros: "O Continente", "O Retrato" e "O Arquipélago". Destes, "O Continente" eu gosto mais do "Continente" seguido pelo Arquipélado e depois o Retrato. Se vocês gostaram ou não do livro postem aqui. E para entendê-lo melhor é necessário conhecer um pouquino de História do Brasil, principalmente para o primeiro e segundo livros da série.
     
  2. Garfield

    Garfield Usuário

    Eu li a um bom tempo o primeiro livro. No começo é um pouco confuso, mas quando comece a entender não consegui mais largar. A última história, do Cap. Rodrigo Cambará, é a melhor de todas.

    "Buenas e me espalho, nos pequenos dou de prancha e nos grandes dou de talho."
    Cap. Rodrigo 8-)
     
  3. Ptah

    Ptah Usuário

    Oba, dois tópicos sobre autores nacionais q amo num dia só! Bom, Éric Veríssimo foi uma paixão de adolescencia. Devorei O tempo e o Vento e fui fazendo o mesmo com vários outros Olhai os Lírios do Campo ; Clarissa, Solo de Clarineta ... mas claro, sobre a grande obra, os personagens da primeira parte até q estão marcados na memória nacional pela mini-série q a Globo veiculou e q foi de uma fidelidade espantosa para a TV. As duas outras partes tratam do personagem Rodrigo, descendente do Capitão Rodrigo do primeiro e tem de pano de fundo a parte histórica muito bem reconstituida mesmo! Amo este livro e recmendo... só não pode ter preguiça de ler q é graaande mesmo.
     
  4. _AsRrOuT__

    _AsRrOuT__ Usuário

    do tempo e o vento eu só li "Um certo capitão Rodrigo", foi um dos melhores livros nacionais q eu li, li até 2 vezes...é muito legal...o final é muito massa, kero ler o resto da série, deve ser mto bom :mrgreen:
     
  5. Swanhild

    Swanhild Usuário

    Eu li O Continente e O Retrato na época do meu vestibular; desde aquela época estou me prometendo ler O Arquipélago. Os dois volumes (O C. e O R.) são muito bons. Eu me lembro do final dO Retrato, era totalmente melancólico... muito bonito.
     
  6. Fernanda

    Fernanda Andarilho de Eriador e

    Eu li a muuuuuito tempo atras. Otimo. Na minha opnião a grnde obra do Erico Verrisimo.
    Meu favorito é de longe O Continente, especialmente a primeira historia, seguido bem de perto pelo Capitão Rodrigo.
     
  7. Myamoto Musashi

    Myamoto Musashi Usuário

    Eu li o continente e o arquipelago, e a primeira parte do retrato, mas sempre tive a vontade de ler todos, não faz muito tempo eu acabei o Continente de novo, mas acho que aqules livros tem que ler todos em sequencia, para ficar melhor.
     
  8. Maldito`Tuelho

    Maldito`Tuelho Usuário

    Esse é com certeza o melhor livro ja escrito por um brasileiro. É absurda a forma com que ele retrata o carater psicologico das personagens atraves de fatos muitas vezes sem importancia ou de fatos em que a personagem não faz parte. Fora que o jeito que ele retrata o Rio Grande é muto bonito, ele se prende nos detalhes até das cores do por-do-sol.
    Todas as historias são muito lindas, apesar de que no Arquipelago a trama se aprofunda muito na parte politica, o que torna o livro um pouco maçante em alguns trechos, mas nada que desabone sua beleza.
    Pra mim a parte mais triste de todos os livros é a morte do velho Fandango, que foi a personagem que mais me marcou.
     
  9. Ptah

    Ptah Usuário

    Para quem se interessou e quer comprar livros novos, acabou de sair uma edição do O Continente dividido em dois livros numa caixa, estilo o q temos visto do Lords por ai. Lindo.
     
  10. *Roberta*

    *Roberta* Usuário

    Eu li o Continente I hj... mas e depois do Continente vem o Retrato ou o Arquipélago??? Eu adorei e to louca pra ler os outros???
    Ah, e são quantos volumes de cada? tipo, tem 2 continentes, e os outros???
     
  11. Anigel

    Anigel Eu atropelo duendes!

    8-) Adoro essa série, embora os meus preferidos sejam os dois primeiro (O Continente I e O Continente II), acho que caiu um pouco o nível da história e a narrativa nas continuações.

    É uma das séries de livros que eu pretendo re-ler quando tiver um tempinho porque li faz muito tempo (mais de 10 anos) e por isso muita coisa se apagou da minha memória.



    - O Continente - 2 volumes

    - O Retrato - 2 volumes

    - O Arquipélago - 3 volumes
     
  12. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Comecei a ler sexta passada e estou completamente apaixonada. Ainda estou em 'O Continente' - que pelo visto é de opinão geral que é o melhor e blablabla. Pensa só com que ânimo vou ler os outros :gotinha:
     
  13. Amanditas

    Amanditas Apaixonável

    eu li "Ana Terra" e "Um Certo Cap. Rodrigo" ( q fazem parte do Continente, certo?) há muito, na epoca eu não dei muita importancia, mas eu deu uma relida e simplesmente amei a história, sei lá, principalmente "Ana Terra" chamou muito minha atenção.
     
  14. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Sim, Amanditas, fazem parte de O Continente. Se você gostou dessas duas, seria interessante que você procurasse novamente os livros de O Continente para ler o geral, é bem bacana, mesmo porque tem o capítulo "A Fonte" que mostra a história do Pedro antes de chegar na estância onde conheceu a Ana Terra

    (eu me mato de rir quando lembro do "Mui lindo" que ele disse para a Ana quando ela disse que estava grávida hehe)
     
  15. Metz

    Metz ...

    Este livro para mim representa a inacessíbiliadade de livros no mercado brasileiro.

    desejo muito ler o livros mas cada um me sai no mínimo 35 pilas o livro e não encontrei em sebos.
     
  16. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Biblioteca, fio :dente:

    Mas sim, esse é o tipo de livro que eu gostaria de ter, mas multiplicando 35 por 7... éééé... fora de cogitação.
     
  17. Fosco

    Fosco Usuário

    Esta trilogia é incrível, fascinante. Mas eu sou meio suspeito para falar, já que é realmente difícil um gaúcho não gostar de "O Tempo e O Vento", já que o Érico Veríssimo criou um microcosmo de todo o Rio Grande e a sua história na cidade de Santa Fé. Separatismos à parte, é impossível não sentir orgulho dessa trajetória épica de formação, representada na figura da família Terra-Cambará.


    Diferente da maioria, acho muito melhor "O Arquipélago" do que "O Continente", mas por diferentes razões, etc.
     
  18. Hobbit Bonzinho

    Hobbit Bonzinho Usuário

    eu li O continente e fiquei meio de saco cheio.
     
  19. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Por quais razões, Fosco? :eh:

    Sabe que das pessoas que dizem que preferem o Continente ao Arquipélogo e o Retrato, na maior parte das vezes ressaltam duas coisas: primeiro, que as técnicas que o Érico usa no primeiro (que são 'inovadoras', por assim dizer), são apenas repetidas nos outros dois. Aí tem o enfraquecimento do papel d'O Sobrado - eu ainda não li e não posso dizer hehe.
     
  20. Fosco

    Fosco Usuário

    Acho que é uma questão meio subjetiva Ana, não exatamente referente à técnica que o autor usou, etc. A mim, a profundidade psicológica do "O Arquipélago" agrada muito, e ela é muito mais densa neste do que em "O Continente", os personagens são mais interessantes. Vale lembrar que este cobre 150 anos de história da família, enquanto "O Retrato" e "O Arquipélago" cobrem apenas 50 anos, e justamente o tempo que o Erico Veríssimo viveu.


    Ou, vai ver foi porque eu tive que ler "O Continente I" para o colégio, enquanto os outros eu li por vontade própria. Por sinal, "O Retrato" não é de se desprezar também hein :D .
     

Compartilhar