1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O silêncio do túmulo (Arnaldur Indridason)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Meia Palavra, 8 Ago 2011.

  1. Meia Palavra

    Meia Palavra Usuário

    [align=justify]“Ele soube na hora que era um osso humano, quando o tirou das mãozinhas de um bebê que estava sentado no chão, mastigando-o.” Essa é a assustadora primeira frase de O silêncio do túmulo da Editora Companhia das Letras. Livros que contam a história de crimes são especialmente densos e intensos, esse não é diferente. Paralelo ao silêncio que vem do túmulo, o leitor se depara com uma história brutal de violência doméstica.

    Já na primeira página, a história começa a se delinear aos olhos do leitor. Em uma festinha de aniversário, descobre-se que um bebê estava coçando os dentes em um pedaço de osso, encontrado pelo irmão em uma construção. Começa então as escavações na gelada Islândia e entra em cena a equipe do inspetor Erlendur. O que parecia ser um caso de assassinato torna-se muito mais complicado do que parece.[/align]

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Marcio Scheibler

    Marcio Scheibler Usuário

    Um norueguês, que não me lembro o nome, e esse islandês Indridason são dois dos grandes nomes do gênero policial da atualidade. Os dois países são pacatos e por isso chama a atenção autores desses lugares adentrarem nesse tipo de obra, mas com o atentado da Noruega em julho colocou-se em xeque essa tranquilidade.

    Não li nada deles ainda, mas como esse gênero é o meu preferido, procurarei conhecer.
     

Compartilhar