1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O SIGNO DA MARGEM

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por jessebarbosa272727, 25 Jul 2009.

  1. Caminho sobre a margem
    Caminho sob a margem
    Caminho transversalmente á margem
    Caminho á margm da serra
    Caminho á margem da pedra
    Caminho á margem da floresta
    Caminho á margem da égide contra a fera
    Caminho ás margens da vala prenhe de merdas
    Caminho ás margens da selva de pedra
    Caminho á margem da magia do vento
    Caminho á margem das colinas do tempo
    Caminho á margem do Pégaso dos pensamentos
    Caminho ás margens de quem semeia o sofrimento
    Caminho á margem da maré
    Caminho ás margens da prole da prolífica Política-Ralé
    Caminho ás margens da Bélica Luxúria
    Caminho ás margens do Genocídio de Inocentes e Cândidas Criaturas
    Caminho ás margens do Magnânimo Irmão sem Moral e Candura
    Caminho á margem da água cristalina
    Caminho ás margens das Aves de Rapina
    Caminho á margem da ilha Ametista
    Caminho á margem da Chapada Diamantina
    Caminho á margem da Espiral Suicida
    Caminho á margem da vida sabor Tangerina
    Caminho á margem da Fidedigna Libra
    Caminho á margem do Dia que germine a Pátria Palestina
    Caminho á margem da Era em que reine a Flora qual açaima o ódio
    E a aura da boca apazigua]
    Caminho á margem e ás margens de independentes mulheres, meninas
    Caminho á margem de quando Nós não mais seremos gente cativa
    Caminho á margem do topo das montanhas
    Caminho á margem do arrebol da esperança
    Caminho á margem do arrebate da chama da vingança
    Caminho á margem das cercanias da memória
    Caminho á margem do coração d’alma
    Caminho ás margens e á margem do Poder da História
    Caminho ás margens do vírus do sofisma
    Caminho ás margens da epidemia da ira
    Caminho á margem da imunidade ás areias movediças
    Caminho á margem do refúgio que nos protege das sacerdotisas da morte
    Caminho ás margens da senda que conduz os agônicos até as necrópoles
    Caminho ás margens da aragem
    Caminho ás margens do túmulo da tarde
    Caminho ás margens do oceano das metástases
    Caminho á margem do templo da verdade
    Caminho á margem da miragem
    Caminho á margem da consciência do ego de minhas ferragens
    Caminho á margem do lúgubre carma que a verve invade
    Caminho á margem das estrelas
    Caminho á margem do límpido Poema
    Caminho á margem da margem, entenda


    JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA
     

Compartilhar