• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

O que você planeja ler em 2021? - tópico para as listinhas/metas literárias de ano novo.

Mercúcio

Usuário
Bem, já temos um tópico para o balanço das leituras de 2020 e, a esta altura, eu imagino que alguns de vocês já estejam planejando o que lerão no próximo ano. Metas literárias de ano novo! :g:

Bora fazer umas listinhas e/ou indicar as metas de leitura para o próximo ano?
[Se você não tem uma lista propriamente dita, mas definiu que 2021 vai ser o ano para desencalhar tal ou qual calhamaço da sua estante, está valendo também. Compartilha aí com a gente! :g: ]

Claro... estas listas/metas podem ser parciais e, ao longo de 2021, de repente podemos ir editando. Ao final, poderíamos fazer um balanço e ver o que cumprimos dos nossos respectivos planejamentos e o que deixamos de lado.

[Eu particularmente costumo sabotar todas as listas que faço, atravessando leituras na frente, atropelando outras
e tudo o mais. Mas continuo fazendo listas, porque curto fazê-las. Enfim... desde já está liberado sabotar as próprias listas. :dente: ]
 

Béla van Tesma

Blood-sucker
Uma de minhas metas é diminuir a entrada de novos livros em casa, porque até já falta espaço. Então: adquirir no máximo um livro novo para cada dois que eu venda ou doe. :dente:

Outra meta é tentar manter uma média de 1000 páginas de leitura por mês, o que já não é ideal, mas é melhor do que eu fiz este ano. :timido:

Depois eu vejo minha estante com mais calma e tento me comprometer com alguma lista de leitura mais específica, especialmente de clássicos, que ando devendo.
 

VictorSafe

Usuário
Como ano que vem será corrido e cheio devido ao começo da escrita da dissertação de mestrado, serei mais flexível com as metas de leitura por prazer.
Esse ano só terei duas metas: comprar menos livros e ler 1 livro de cada um dos 4 "grandes" autores contemporâneos americanos (acho esquisito essa denominação, mas é o que tornou-se padrão, até onde sei rsrs, nos meios literários). Obs: nunca li nenhum dos 4, sempre tive um pouco de preguiça rs.
1 - Vício inerente (Thomas Pynchon)
2 - Todos os belos cavalos (Cormac McCarthy)
3 - O teatro de Sabbath (Philip Roth)
4 - Provavelmente será o Ruído Branco (Don DeLillo)

Tirando isso, lerei tudo o que sair do Mishima esse ano, ou tentarei rsrs.
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Eu não gosto de fazer listinhas de resoluções porque nunca dou conta de colocá-las em prática. Mas, vou tentar falar do que eu desejo fazer, no que tange ao âmbito literário, para ver se a coisa funciona.

Como comentei, no Instagram, reler A Divina Comédia, de Dante Alighieri (edição integralmente traduzida, anotada e comentada por Cristiano Martins - MELHOR EDIÇÃO!), é algo que desejo fazer, no próximo ano.

Outra coisa em que tenho pensado, bastante, é em reler todos os romances de Machado de Assis, na ordem em que foram publicados. Sei que muitos estudiosos da obra machadiana já fizeram isso, mas eu, como leitora, quero ter as minhas impressões do quanto que já existia do Machado realista no Machado romântico. Quero testar aquela coisa de que "O menino é pai do homem", no que diz respeito ao autor. (Cês sabem que eu sempre tô caçando uma desculpa para reler Machado, né? :hihihi:).

A última coisa que vou listar aqui (depois eu penso em mais coisas) não é exatamente um desejo. Vi uma galera em êxtase com Bridgerton, a série da Netflix. Até pensei em começar a ver a série, mas, antes, quero ler, pelo menos, o primeiro livro, O Duque e eu. Se eu gostar do primeiro livro, vou acabar lendo os oito (nove, né?). Acho que, depois que virei crepusculete, cês pensam que eu não tenho mais critérios. :rofl:
 
Outra meta é tentar manter uma média de 1000 páginas de leitura por mês, o que já não é ideal, mas é melhor do que eu fiz este ano. :timido:
: 0
1000 páginas me parece bem ousado. Prefiro trabalhar com 50 por dia, pois parece mais viável e mantém a constância. Caso não consiga atingir a meta num determinado dia, é sempre possível compensar noutro. Vem dando certo.
Nunca faço planejamento de leituras. Paul Valery, Georges Bernanos, Georges Perec, Adilia Lopes, Robert Musil, David Foster Wallace, Tocqueville e Wallace Stevens são alguns dos autores que eu gostaria de ler proximamente, mas não é nada de regulamentado. Caso apareça um exemplar em conta num sebo virtual/físico será ótimo, porém isto depende mais da sorte. Da última vez que fui até ao centro da cidade (isto antes da pandemia) passei mais de uma hora vasculhando três sebos. Já estava empapado de suor quando encontrei, debaixo de uma pilha de refugo, o volume III das Obras Completas de Borges. Exultei com a descoberta e o vendedor ainda fez baratinho (20 míseros reais!!!): adoraria ler mais de Borges e, ainda assim, nada me garante deparar com algo inédito dele neste ano vindouro. Acho que é este o espírito.
 

Béla van Tesma

Blood-sucker
Mas 50 por dia dá 1500 no fim do mês. Era a minha ideia inicial mas diminuí pra ver se cumpro. >__> Eu também preferia uma meta que me motivasse mais a ser constante, isto é, readquirir o hábito; porém, como já me conheço, tem sempre aqueles períodos de inação, de tédio, de spleen que me levam a esquecer os livros em prol de qualquer outra atividade menos nobre, como maratonar séries ou zerar um videogame novo. :lol:
 

Turgon

ワンピース
De início eu pretendo ler os 4 livros de Cthulhu que comprei neste ano. Depois terminar de ler alguns mangás que eu dei pausa para esperar acumular mais capítulos.

Quem sabe apareça uma série interessante no próximo ano que eu me dê uma animada para ler.

Mas 50 por dia dá 1500 no fim do mês. Era a minha ideia inicial mas diminuí pra ver se cumpro. >__> Eu também preferia uma meta que me motivasse mais a ser constante, isto é, readquirir o hábito; porém, como já me conheço, tem sempre aqueles períodos de inação, de tédio, de spleen que me levam a esquecer os livros em prol de qualquer outra atividade menos nobre, como maratonar séries ou zerar um videogame novo. :lol:
Séries e games tomaram muito do meu tempo de livros. E eu acredito que isto não irá mudar tão cedo. Os serviços de streams estão cada vez mais trazendo séries e no próximo ano, mais para o final dele, pretendo adquirir o PS5.
 

Béla van Tesma

Blood-sucker
Ah, este ano eu já tive uma overdose de séries e cheguei à conclusão de que não vale a pena ver 90% delas. Ficarei restrito a algumas poucas. Darei preferência mais a filmes novamente. Quanto a jogos, é um problema mesmo: costumam tomar cerca de 100h pra zerar bem zeradinho. Depois disso eu até costumo vender o jogo e seguir para o próximo. Mas, mesmo com um PS4 em casa, às vezes prefiro matar a nostalgia e jogar as velharias de PC e emuladores de SNES kk. Se eu for comprar PS5, vai ser lá pra 2023. Só, talvez, depois de receber um substancial aumento no salário. :lol:

O que me tem tomado tempo precioso é a internet de modo geral: fórum e redes sociais. Vou reduzir isso pra ler mais. ;)
 

Mercúcio

Usuário
Como eu construo um Clube de Leitura com amigos, eu estabeleço uma dinâmica de prioridades. As leituras "A" são sempre as que são escolhidas por este Clube, porque tenho que obedecer a um cronograma de leitura e as reuniões de discussão são semanais.

E aí eu sempre mantenho alguma leitura "B", que é o espaço onde eu procuro encaixar os livros que eu realmente esteja com vontade de ler e não tenha perspectiva de lê-los com o Clube. Em 2020, por exemplo, dos 27 livros que li, 9 foram escolhas do Clube de Leitura e 18 foram nessa dinâmica de leituras "B".

Para 2021, acabei acumulando alguns livros, que eu quero ler ao longo do ano, mas que serão lidos nessa dinâmica de leituras "B". Segue a minha lista, que até o momento só tem literatura brasileira, mas que - como eu disse mais acima - eu devo sabotar em algum(ns) momento(s):

1609096515724.png

Desses eu já iniciei a leitura do Norte das Águas, livro de contos do Sarney - então existe uma possibilidade de que eu consiga finalizá-lo ainda este ano, mas acho improvável, considerando a minha dinâmica atual de leitura.

Uma leitura que eu quero muito fazer, mas que não vai caber em 2021, é O Tempo e o Vento. Estou pensando em me organizar para ir comprando os volumes aos poucos, ao longo do ano. Se rolar, quem sabe eu consiga finalmente fazer essa leitura em 2022? :dente:
 

Clara

Perplecta
Usuário Premium
Em 2020 quis participar do "Desafio Livrada!" do booktuber Yuri e fiz uma lista tão boa (e pela primeira vez tenho todos os livros dela) que acho um desaforo não cumprir, de modo que vou insistir e ver se consigo terminar o desafio pelo menos até maio ou junho de 2021.

E por enquanto esse vai ser meu único planejamento do ano.
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Já eu acho que o Érico Veríssimo é mais prioritário que a Hilda. Just sayin'... :hihihi:
Lcrh.gif
 
Para 2021, acabei acumulando alguns livros, que eu quero ler ao longo do ano, mas que serão lidos nessa dinâmica de leituras "B". Segue a minha lista, que até o momento só tem literatura brasileira, mas que - como eu disse mais acima - eu devo sabotar em algum(ns) momento(s):

Ver anexo 88871
Cinco livros da Telles!! Overdose de um mesmo autor? Tenta variar isto aí. É um conselho, não uma repreensão. Esgotar o, digamos, "ineditismo" de um autor, por melhor que ele seja, tão apressadamente, é uma das experiências mais melancólicas de um leitor.
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Como 2020 foi o ano em que eu voltei a postar, diariamente, por aqui, acho que, em 2021, devo retomar um hábito que abandonei, há algum tempo: reler O Silmarillion. Houve uma época em que eu costumava dizer que o ano só começava quando eu relia O Silma. E o fato de que meu livro preferido do Professor é O Silmarillion pode ser evidenciado pelo meu nick, né? Melian > TODOS OS OUTROS PERSONAGENS DE TOLKIEN. :hihihi:
 

Giuseppe

Eternamente humano
Melian é uma das melhores personagens do Silma. Só não entendo por que raio de motivo o marido dela é tão idiota. Thingol é casado com Melian, uma das criaturas mais sábias da Terra-média, e ainda assim ignora TODOS os conselhos dela.

Respondendo ao tópico: a não ser pela minha anual releitura de O Senhor dos Anéis, não tenho nenhuma leitura específica planejada pro próximo ano. Planejar coisas é um negócio tão 2019, não é?
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Melian é uma das melhores personagens do Silma. Só não entendo por que raio de motivo o marido dela é tão idiota. Thingol é casado com Melian, uma das criaturas mais sábias da Terra-média, e ainda assim ignora TODOS os conselhos dela.
Melian era mais sábia do que qualquer filha da Terra-média! Entendo, muito, a sua irritação. Acho que a agonia com o fato de ignorarem os meus sábios conselhos é consenso entre os fãs. Falei com o Thingol que a paz de Arda não duraria para sempre, mas quem disse que ele me escutou?

Gente, quem me vê, empolgada, assim, falando sobre um livro de Tolkien, pode acabar pensando que eu sou fã, né? Ah, não, só pensariam isso se eu tivesse uma tatuagem que faz referência a uma obra do Professor. Ufa!
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$150,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo