1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O que Tolkien realmente fez com o Sampo

Tópico em 'Comunicados, Tutoriais e Demais Valinorices' iniciado por Administração Valinor, 2 Nov 2007.

  1. Administração Valinor

    Administração Valinor Administrador Colaborador

    <div align="justify">
    A maioria dos estudiosos de Tolkien tem muito a dizer sobre seu d&eacute;bito
    com as literaturas anglo-sax&atilde;, n&oacute;rdica e celta mas, surpreendentemente,
    poucos estudaram seu uso d<em>O Kalevala</em> a fundo. Por Tolkien ter
    contado extensivamente com seu objeto m&iacute;tico central, o Sampo, para sua
    concep&ccedil;&atilde;o das Silmarils, uma an&aacute;lise mais detalhada [1] das mudan&ccedil;as em
    rela&ccedil;&atilde;o ao &eacute;pico de L&ouml;nnrot revela muito sobre o m&eacute;todo inventivo do
    mit&oacute;logo da Terra-m&eacute;dia. Sugiro que Tolkien remodela os conflitos entre
    as prov&iacute;ncias finlandesas pela soberania s&oacute;cio-econ&ocirc;mica proporcionada
    pelo Sampo na guerra mundial entre todas as ra&ccedil;as da Terra-m&eacute;dia pela
    estabilidade terrestre e moral oferecida pelas Silmarils. Seus m&eacute;todos
    de retrabalhar o &eacute;pico do Sampo em <em>O Silmarillion</em> foram: 1)
    apresentar conflitos de inflex&iacute;vel moralidade sem fazer alegorias; 2)
    usar elementos pag&atilde;os sem vulgariz&aacute;-los; 3) preencher as lacunas na
    fonte com outras tradi&ccedil;&otilde;es ou com sua pr&oacute;pria imagina&ccedil;&atilde;o; e 4) expandir
    o campo de atua&ccedil;&atilde;o do &eacute;pico a uma escala global. Seu prop&oacute;sito
    expl&iacute;cito foi o de propagar um mundo secund&aacute;rio atrav&eacute;s da hist&oacute;ria
    inventada.
    </div>
    <div align="justify">
    &nbsp;
    </div>
    <div align="justify">
    &nbsp;
    </div>
    </ br>
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     

Compartilhar