• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

O que são os "nove e sete túmulos"???

Meglin Celebrandir

Hansi Ilúvatar
No capítulo "A passagem da Companhia Cinzenta" em O Retorno do Rei, Aragorn e seus companheiros passam pelas Sendas dos Mortos. Em determinado momento eles encontram um corpo agarrado a uma porta. Aragorn se aproxima e solta uma frase que me deixou cheio de dúvidas:

Aragorn não o tocou, mas depois de fitá-lo em silêncio por um tempo, levantou-se e suspirou. - Para cá até o mundo se acabar, nunca virão as flores de simbelmynë - murmurou ele. - Nove e sete túmulos existem agora, cobertos de grama verde, e durante todos os longos anos este homem jaz ao lado da porta que não conseguiu destrancar.
O que ele quis dizer com "nove e sete túmulos"? A construção da frase ficou muito estranha. Por que não dezesseis túmulos?
 

Mûrazor

Jogando CS com um
Talvez 97 túmulos ? (Chute):roll:

Pode ser algum erro mesmo,dependendo da edição...igual no meu,que tem 2 criações dos Portos Cinzentos nos fatos do final do livro.
 
Última edição:

Elendil

Equipe Valinor
Aragorn, nessa passagem, se refere aos túmulos dos reis de Rohan cobertos de relva verde e pelas flores brancas simbelmynë, que estão no caminho logo à frente de Edoras. São nove túmulos de um lado, e sete de outro lado do caminho. Por isso nove e sete. E os restos que Aragorn encontrou, certamente, eram de Baldor, o filho do rei Brego, que no banquete de inauguração do palácio de Meduseld, jurou trilhar as Sendas dos Mortos, e nunca mais retornou. Brego morreu de desgosto por ter perdido seu amado filho e herdeiro do trono de Rohan. Baldor morreu e nunca pôde ser sepultado junto aos reis de Rohan sob a relva verde e simbelmynë.
 
Ah, eu ia dizer isso, mas Elendil já respondeu: sete túmulos de um lado, nove do outro. Há Brador, não enterrado lá pois seus restos não foram achados (somente posteriormente, por Aragorn).
 

Elessar Hyarmen

Senhor de Bri
Fiquei na dúvida agora. A Senda dos Mortos pertencia a Rohan ou Gondor.

Se haviam sete e nove túmulos, como que os homens "mortos vivos" foram parar naquela região dos túmulos?
 

Thalion

Mas que puxa!
As Sendas dos Mortos ficavam nas terras de Rohan, mas acho que nenhum povo iria reclamar aquele "reino" para si por causa dos fantasmas e tal.

Os mortos das Sendas dos Mortos estavam lá porque foram amaldiçoados por Isildur (ou Elendil, não lembro) depois de não cumprirem seu juramento de ajudarem na Batalha da Última Aliança. Agora, porque eles foram parar exatamente ali eu não sei.

E os túmulos, como ja foi dito, não eram pra eles, mas para os Reis de Rohan.
 

Passo'Gigante

Aran adan
Eu penso que Aragorn estaria a fazer uma distinção qualquer, pois refere "Nove e sete túmulos" isso pode conduzir a uma distinção entre Homens, entre raças, depende...
Mas a primeira ideia que me veio à cabeça foi o facto dos anéis do poder... Se repararmos os Homens receberam Nove e os Anões sete, mas não vejo conexão...
 

TorUgo

a.k.a. Tortoruguito...
Passo'Gigante disse:
Eu penso que Aragorn estaria a fazer uma distinção qualquer, pois refere "Nove e sete túmulos" isso pode conduzir a uma distinção entre Homens, entre raças, depende...
Mas a primeira ideia que me veio à cabeça foi o facto dos anéis do poder... Se repararmos os Homens receberam Nove e os Anões sete, mas não vejo conexão...
Já explicaram que os túmulos correspondem aos Túmulos dos Reis de Rohan, em Edoras! A primeira dinastia ficou sepultada num lado da estrada, com nove túmulos, no tempo da passagem de Aragorn pelo Caminho dos Mortos, Théoden ainda era vivo e da segunda dinastia apenas haviam sete túmulos.

Não existe qualquer ligação aos anéis ou a qualquer outra coisa! É bem claro que ele se refere que desde que Baldor morrera (só havia um túmulo então, de Eorl), todos esses túmulos tinham sido construídos com os seus mortos.
 

Snaga

Usuário não-confiável!!!
Aragorn, nessa passagem, se refere aos túmulos dos reis de Rohan cobertos de relva verde e pelas flores brancas simbelmynë, que estão no caminho logo à frente de Edoras. São nove túmulos de um lado, e sete de outro lado do caminho. Por isso nove e sete. E os restos que Aragorn encontrou, certamente, eram de Baldor, o filho do rei Brego, que no banquete de inauguração do palácio de Meduseld, jurou trilhar as Sendas dos Mortos, e nunca mais retornou. Brego morreu de desgosto por ter perdido seu amado filho e herdeiro do trono de Rohan. Baldor morreu e nunca pôde ser sepultado junto aos reis de Rohan sob a relva verde e simbelmynë.
Só uma curiosidade relacionada ao filme e que vale ressaltar:
PJ "homenageou" (ou deu um jeito de citar) a história de Baldor e Brego no segundo filme da trilogia, dando ao cavalo de Aragorn, que o levou até a Senda, o nome de Brego.

No livro o cavalo tem outro nome que não me lembro agora.

Os mortos das Sendas dos Mortos estavam lá porque foram amaldiçoados por Isildur (ou Elendil, não lembro) depois de não cumprirem seu juramento de ajudarem na Batalha da Última Aliança. Agora, porque eles foram parar exatamente ali eu não sei.
Se não me engano, eles eram chamados de "homens das montanhas" ou algo assim (não estou com os livro pra confirmar). Muito provavelmente suas almas ficara presas ali por ter sido aquele lugar onde moraram em vida.
 
Eles viviam ali, e eram homens da montanha, tanto é que seu líder é tratado como Aragorn por "Rei da Montanha".

Por que ficaram presos ali? Ora, eles viviam lá em vida, portanto, ficaram aprisionados lá até o herdeiro de Isildur chamá-los para cumprirem o juramento.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.495,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo