• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Discussão O que é Mangá?

Turgon

ワンピース


Antes de tudo, devo avisar aos leitores do Anime, Mangá e TV que o texto a seguir é voltado para pessoas que estão entrando agora no universo dos animes e mangás, mas que ainda ficam confusas com tantos termos. Portanto, tenha em mente que inicialmente a coluna irá abordar temas básicos. Afinal, ninguém nasce sabendo o que é um tankōbon.

Significado: mangás são apenas quadrinhos japoneses?

O termo mangá (漫画, em kanji) é empregado por nós, ocidentais, como uma forma de nomear os quadrinhos produzidos no Japão. Porém, na Terra do Sol Nascente a palavra é designada para qualquer história em quadrinhos, inclusive obras estrangeiras como comics americanos e a nossa Turma da Mônica Jovem, que recentemente virou notícia em jornais japoneses por conta do crossover entre os personagens de Osamu Tezuka e de Mauricio de Sousa.

História – Brasil e Japão

A criação da palavra mangá logo fará seu segundo centenário. Em 1814, o lendário artista Katsushika Hokusai lançou uma de suas obras mais conhecidas, Hokusai Manga. Apesar de ser nomeado como mangá, o trabalho estava longe de ser o que encontramos atualmente.

Finalmente, após o fim da Segunda Guerra Mundial, apareceu o mangá moderno. Por conta da ocupação americana, diversos mangakás (desenhistas) sofreram influência de cultura estrangeira, em especial das produções de Walt Disney. O grande destaque vai para Osamu Tezuka, autor de obras como Astro Boy (Tetsuwan Atom) e Kimba, o Leão Branco (Jungle Taitei).

No Brasil, a história do mangá começou bem tarde. Apenas em 1998 tivemos acesso a publicação em série de um quadrinho japonês.

É creditado a Lobo Solitário (Kozure Ōkami), de Kazuo Koike e Goseki Kojima, o posto de primeiro mangá publicado por uma editora brasileira. No entanto, a Cedibra não trouxe a obra original, mas sim uma versão americana com capas de Frank Miller. A publicação não passou da edição de número 9.

Ao longo dos anos seguintes poucos títulos chegaram ao Brasil, podendo ser citados Akira, Mai, a Garota Sensitiva e uma péssima edição de Ranma ½ pela extinta Animangá.

O verdadeiro início do mercado chegou na década passada, com o lançamento de Dragon Ball, Samurai X e Os Cavaleiros dos Zodíaco, mangás que já contavam com a popularidade de seus animes, que foram exibidos na TV. Outro marco em suas publicações foi por conta da utilização do formato original, lido da direita para a esquerda.

Gêneros

Existe um grande erro em acreditar que mangá é um gênero, pois se trata de algo muito maior: um meio. Assim como os filmes, os mangás podem abordar diversos tipos de histórias e focadas para diferentes faixas etárias. Conheça os principais gêneros dos animes e mangás:

Shōnen é um gênero direcionado a garotos, geralmente mostrando história com lutas. Suas principais revistas no Japão são a Shonen Jump (da editora Shueisha) e a Shonen Magazine (da Kodansha). Podemos citar como exemplos de shōnen os mangás Dragon Ball e Naruto.

Shōjo são os mangás feitos para garotas e que geralmente mostram romances. Ainda possui um conhecido subgênero, o mahō shōjo, que conta histórias de personagens com poderes mágicos. Os shōjo mais famosos no Brasil são Sakura Card Captors e Sailor Moon.

Seinen é o que podemos dizer ser uma evolução do shōnen, mas com histórias mais maduras e dedicadas a jovens adultos do gênero masculino. Gantz e Berserk são obras do tipo e que podem ser encontrados no Brasil, pois ambos foram publicados pela editora Panini.

Josei é o equivalente feminino do seinen e o amadurecimento do shōjo, sendo focado em jovens mulheres. Entre os lançados em nosso país, são destacados Honey & Clover (Panini) e Paradise Kiss (Conrad).

Kodomo são os animes e mangás voltados ao público infantil, geralmente com histórias fechadas e de fácil entendimento. Anpanman e Hamtaro são dois títulos do gênero.

Yaoi (ou BL) e Yuri contam histórias com temática homossexual, com o primeiro mostrando relacionamentos entre homens e o segundo, entre mulheres.


Publicação

No Japão, os mangás são publicados primeiro em revistas especializadas, chamadas de antologias, e somente depois são lançados em volumes encadernados por título, o tankōbon.

Aqui no Brasil, recebemos apenas os volumes fechados, que reúnem alguns capítulos da obra. Até pouco tempo, era comum as editoras nacionais publicarem os mangás em formato de meio-tankōbon, dividindo o volume original em duas partes.

Atualmente, as principais editoras que publicam mangá no Brasil são:

Panini (eleita a melhor editora de mangás em 2011 no ANMTV Awards)
JBC
Conrad
NewPop


Fonte: ANMTV
______________________________________

Achei o texto bem simples e de bom entendimento. Fica bem legal para quem está começando.
 

Anexos

  • astro-boy-manga-500x250.jpg
    astro-boy-manga-500x250.jpg
    40,9 KB · Visualizações: 80

Elring

Depending on what you said, I might kick your ass!
Usuário Premium
Realmente, está de parabéns, Turgon! Simples sem ser cansativo ou muito didático pois, uma abordagem mais ampla sobre os demais subgêneros acabaria assustando que está começando a se aventurar pelos mangas. Muito bom :clap:
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$100,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo