1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

"O que é isso, companheiro?" (Fernando Gabeira)

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Anica, 17 Jan 2009.

  1. Anica

    Anica Usuário

    ***

    Eu confesso que estou devendo uma releitura desse livro há anos. Acho que li nova demais, e não prendeu minha atenção na época. De qualquer forma estou abrindo o tópico não só para quem conhece o livro comentar sobre ele (vai ver não fui só eu que achei que não é tão tchananam) e também para avisar que acabou de sair uma edição na Companhia de Bolso, que não passa de 20 reais (ueba!)
     
  2. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    RE: O que é isso, companheiro? (Fernando Gabeira)

    Estou sabendo agora dessa edição de bolso, legal.
    Também faz um bom tempo que li esse livro e achei bacana, mas nada de "tchananam", principalmente porque o Gabeira descreve aquelas coisas todas de um jeito muito desencantado, eu achei.
    Sem idealizações ou arrogância, nada de oba-oba, nada que, nem de leve, soe como um "olha como a gente era f***!". Nada disso!
    Nem quando ele descreve o sequestro do embaixador norte-americano.
    Foi por essa postura do Gabeira que eu gostei do livro e gosto dele também por causa disso, ele parece sincero.
    Uma boa idéia abrir este tópico, Anica. Me fez pensar em também fazer uma releitura do livro.
     
  3. Pips

    Pips Old School.

    RE: O que é isso, companheiro? (Fernando Gabeira)

    O livro é divertido, apesar da época que retrata. A convivência dos "companheiros" beira um humor sádico e, muitas vezes, pastelão. Mesmo assim, na minha opinião, é leitura obrigatória.

    Sem contar que o filme foi um dos meus favoritos, por anos.
     

Compartilhar