1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

"O Prisioneiro da Sombra" (LUIZ ROBERTO MEE)

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Exiledark, 4 Dez 2003.

  1. Exiledark

    Exiledark Usuário

    OK, estava na livraria tentando ler o livro dos Casseta & Planeta 5 sem pagar, quando vi este livro, atrás vinha dizendo que o livro era uma literatura de fantasia... "no brasil existe isso, pensei eu", no marcador da contra-capa tava escrito algo como... No estilo J. R. R. TOLKIEN, este livro tem a leitura...etc...

    O Prisioneiro da Sombra (LUIZ ROBERTO MEE)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Sinopse:
    O pequeno Ruldra, filho do ferreiro e metalmestre do vilarejo perdido de Kainnenn e aprendiz do mago Manin Salvazar, pode ser a resposta para os problemas do arquimago de Saroléa. Mas o garoto nem imagina que irá despertar as forças do bem e do mal , num confronto definitivo entre a luz e a treva que ameaça o destino de poderosos reinos de uma era perdida na poeira da história.O Prisioneiro da Sombra é uma aventura inesquecível de um dos grandes nomes da literatura de fantasia do Brasil, autor de Viagem a Trevaterra e Crônica da Grande Guerra.

    Alguem aí já leu este livro?

    para quem interessar:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Cults

    Cults Usuário

    É interessantíssimo ver que as editoras estão prestando atenção aos escritores de fantasia brasileiros.
    Vou comprar esse daí, assim que possível. :wink:
     
  3. renanka

    renanka Usuário

    é bom mesmo? pelo que li acho que deve ser legal...vale a pena comprar?
     
  4. Cults

    Cults Usuário

    Ih, se vale a pena ou não, já comprei.
    Porém só devo começar a ler no fim de janeiro, ainda tenho que terminar A Ordem da Fênix e começar Musashi vol 2. Mas, quando ler, posto aqui minhas impressões. Eu estou com a impressão de que vai ser bom, pelo menos....
     
  5. renanka

    renanka Usuário

    eu vo comprar o meu amanhã ...depois que eu ler digo o que achei...
     
  6. Lembas

    Lembas Usuário

    Eu li os dois primeiros.. Viagem a Trevaterra e o Crônica da Grande Guerra. São dois livros fantásticos. Muito menos complexos do que um Senhor dos Anéis da vida, um pouco mais infantis eu diria, mas muito legais. Provavelmente esse livro deve ser o terceiro na cronologia, então talvez valha mais a pena pra vocês lerem os outros dois antes.
    No mais, eu agora vou atrás desse Prisioneiro da Sombra... hehehe :mrgreen:
     
  7. Cults

    Cults Usuário

    Ah, droga, eu pensei que os livros dele não seguissem numa ordem, que não tivessem nada a ver um com o outro. Mas, acho que, se você fizer a gentileza de passar a sinopse dos outros dois pra gente, não teremos maiores problemas.
    Teremos?
    :eek:
     
  8. Lembas

    Lembas Usuário

    Uhn, EU NÃO SEI se esse Prisioneiro segue a ordem dos outros dois.. mas vamos lá.

    Viagem à Trevaterra
    A história começa na primeira era no reino de Sellardur, o país do meio dia. O rei Tessar convoca um conselho de notáveis para debater o decréscimo da população e propõe a formação de uma Irmandade pra ir até Trevaterra buscar sementes da noite pra criar noites em Sellardur. A irmandade é composta pelo Mais Forte, o Mais Corajoso, o Mais Esperto, o Mais Sábio e o Mais Bondoso (o filho do jardineiro)Ikrum, o mago, desconfia do rei e descobre que por trás dessa história existe uma profecia segundo a qual o filho do jardineiro se tornaria o último rei andreu, portanto a missão é na verdade para matá-lo com uma espada enfeitiçada. Enquanto os Magos da Luz Ikrum, Aarnul, Karbokan e Miranor ajudam a Irmandade em seu caminho até Trevaterra, Devor o mago, e o rei Tessar mandam Cavaleiros Negros e lobosfalantes para tentar matá-los. A Irmandade passa pelo reino dos ardilosos duendes, dos gananciosos anões e dos honrados menins, e acabam descobrindo a verdade pouco a pouco, e sobre o feitiço que Devor planeja fazer, escravizando todo mundo à sua vontade. Metauros, o Mais Corajoso, se sacrifica para salvar Mel Horr, o filho do jardineiro. Por fim, a Irmandade consegue a semente, mas os Cavaleiros Negros fazem o reino dos menins afundar em lava. A missão passa então a exigir justiça para o rei e para Devor, e a Irmandade volta com um exército de Menins refugiados e anões, e a esperança do povo de Sellardur renasce pelas palavras de Mel Horr. Há uma batalha entre os Cavaleiros Negros e a Irmandade, que vence. O rei morre e o mago Devor foge, amaldiçoando o rei Mel Horr e seu escudeiro Arlantreu com a imortalidade. Arlantreu já havia sido envenenado, portanto a maldição passa pra seu filho, que narra esse e o próximo livro.

    Crônica da Grande Guerra
    Na mesma hora nascem dois meninos: Russ e Butkos. Ambos se tornam grandes magos, mas Butkos secretamente serve ao Príncipe Negro. Voltando de seus estudos, Butkos torna-se conselheiro real e Russ tutor do príncipe herdeiro Tess, e faz amizade com Dunetreu, que é professor da escola real e tutor de Thirren, melhor amigo do rei. Thirren, Tess e a princesa Aneleh são partes também de uma profecia, a única esperança contra os planos de Butkos. Devor volta, e comanda uma invasão dos nômades a todos os reinos ocidentais, o reino de Sellardur cai e os dois meninos fogem com Dunetreu e Russ, mas Tess se perde no caminho e acaba indo parar no Reino do Norte, onde se torna filho adotivo do rei. Thirren e os dois magos vivem exilados na cordilheira e Aneleh como refém e prometida do rei bárbaro. Quando chegam à maioridade, Tess e Thirren se reencontram e lideram a resistência contra os bárbaros, conseguindo resgatar Aneleh Por fim Russ e Tess se sacrificam pela vitória do povo, Thirren casa com Aneleh e funa uma nova dinastia em Sellardur.
     
  9. Cults

    Cults Usuário

    Hmmm, valeuzão, Lembas. Parece interessante, mas não acho que esse terceiro siga a seqüência dos outros 2... :o?:
     
  10. Exiledark

    Exiledark Usuário

    Não, no livro diz simplesmente que "é do mesmo autor de Viagem a Terratreva", eu creio que O Prisioneiro da Sombra sejá uma história diferente.
     
  11. Luna Telperion

    Luna Telperion Usuário

    Eu já li Viagem à Trevaterra, e tinha esquecido o nome do autor, nao imaginava que era brasileiro, já que a literatura de fantasia está tão esquecida aqui ( ou são muito poucos os autores ou a divulgação que é pouca). Mas o livro é ótimo, tem muitas coisas que parecem inspiradas em Tolkien; um bom exemplo são as águias, amigas do mago; mas não eu nao gostei só porque tem semelhança com Tolkien ( eu nem o conhecia quando li esse livro), a história é boa sim, até estou pensando em ler de novo, pois esqueci muita coisa 8O.

    Os outros vou ter que procurar na biblioteca, se nao tiver, não sei como fazer ( comprar? ah, se eu tivesse dinheiro, já tinha montado uma biblioteca em casa, com os meus livros preferidos) :?
     
  12. Cults

    Cults Usuário

    É realmente lamentável que haja pouca divulgação de escritores brasileiros de fantasia. Pelo jeito está cada vez surgindo mais deles, como Orlando Paes Filho e esse Luiz Roberto Mee. Isso é ótimo, pois abre portas para novos escritores. O grande problema são as editoras mesmo, que visam apenas ao lucro e esquecem-se de dar chances à fantasia nacional.
     
  13. Lembas

    Lembas Usuário

    Tem um tópico meu aqui sobre fantasia nacional, deve tar lá no fundo da pilha, mas tem sugestões de outros autores nacionais.. além dos clássicos Monteiro Lobato, Graciliano Ramos...
     
  14. Faiz um tempinho que vi esse livro na livraria e me interessei bastante, deve ser muito massa, acho que naum é continuaçao naum.C alguem ler avisa ai pq to querendo sabe c vale a pena compra, VALEW, TÉ+ :D :obiggraz:
     

Compartilhar