• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

O Poema do Anel

Primeiramente relembremos o Poema do Anel:


Três Anéis para os Reis-Elfos sob este céu;
Sete para os Senhores-Anões em seus rochosos corredores;
Nove para os Homens Mortais fadados a morrer;
Um para o Senhor do Escuro em seu Escuro Trono,
Na terra de Mordor, onde as Sombras se deitam.
Um Anel para a todos governar, Um Anel para encontrá-los,
Um Anel para a todos trazer e na Escuridão aprisioná-los,
Na terra de Mordor, onde as Sombras se deitam.


Devidamente lembrado, eis a questão: quem escreveu o Poema? Me refiro, obviamente, ao Poema inteiro, não somente aos versos inscritos no Um Anel. Quem?

Bem, quando me surgiu essa duvida eu comecei a pesquisar. Infelizmente não tive tempo de pesquisar senão em algumas poucas obras; não encontrei nada muito claro, mas o que encontrei analisei com cuidado. Cheguei, então, a seguinte conclusão: Sauron escreveu o Poema do Anel. Não sei se estou certo e certamente há quem discordará de mim. Mesmo assim vou compartilhar os comos e porquês de como cheguei a essa conclusão. Vamos lá.

1- Sauron queria dominar todos os seres livres da Terra-média e, para isso, necessitava da criação dos Anéis de Poder. Em Eregion conseguiu, através de mil e uma artimanhas, que eles fossem enfim confeccionados. Participou da criação de todos, e deixou seu poder e malícia passar para eles - exceto dos Três Intocados.

2- Em seguida foi para Mordor e, no Orodruin, forjou o Um Anel e inscreveu nele os famosos versos do Poema do Anel - versos estes que são absolutamente necessários, afinal, Sauron não os colocou lá para enfeitar nada.

Desta forma, está demonstrado que quando o Um Anel foi forjado em segredo em Mordor, o Poema do Anel já existia. Então, qual sua origem? Duas possíveis: 1- Provém dos Elfos; 2- Provém de Sauron. No primeiro caso temos dois inconvenientes: a) Os Elfos, de certa forma, cantaram com o Poema do Anel a glória e a vitória do Senhor do Escuro; b) O Poema do Anel reflete um ato que ainda iria acontecer (a forjadura do Um Anel), de modo que os Elfos sabiam dos desejos de Sauron e, mesmo assim, forjaram os Anéis de Poder. O Poema não pode ter origem após Celebrimbror e os Elfos descobrirem as reais intenções de Sauron, pois que isso só aconteceu depois da forjadura do Um Anel; então só pode ter sido antes, o que é absurdo caso tenha sido escrito pelos Elfos, pois que então não haveria traição real, visto que as intenções de Sauron já seriam conhecidas; então como eles forjaram os Anéis de Poder mesmo assim?

Tudo, então, aponta para o seguinte: Sauron não era nenhum amante de poesia, assim como não era de música. No entanto, da mesma forma como no Silmarillion ele é apresentado entoando Canções de Poder, assim também no SdA ele pode ter sido apresentado lançando mão de um Poema de Poder: o Poema do Anel, que canta não só seu desejo de dominação, mas a própria vitória desse seu desejo. E, então, desse Poema, ele pega o verso principal e talvez mais poderoso e inscreve-o no Anel Dominante, como parte essencial e imprescindível num contexto geral.

Lembrando que eu posso estar totalmente errado. Caso sim, me corrijam, pois este tópico não é uma afirmação, e sim uma compartilhação de uma idéia que me surgiu e que eu gostaria de saber se pode ser refutada ou apoiada por algum fato mais concreto.


[]'s!
 

Auditore

Usuário
Bem... eu acho que quem escreveu esse verso foram os elfos. Pois alguns podem ter o dom da previsão (eu acho) e até mesmo Gandalf sabia disso. Poisé, não sei bem... posso estar totalmente errado mas acho que foi assim. E quanto ao verso no um Anel acho que está lá não só pra enfeitar... as Palavras tem Poder (Percy Jackson xD)... elas devem ter um papel eu acho.
 

Hasgath

Usuário
BOm, não lembro de nenhuma passagem especificando o autor do poema, claro que não sou o maior conhecedor de Tolkien no fórum, mas nada me ocorre. Acho este ponto de vista bem interessante e algo bastante provável, visto que muitas das informações nas obras do professor estão implicitas em dialogos secundários e situações posteriores ao seu acontecimento. Não tenho conhecimento de nenhuma passagem ou fonte que confirme ou refute sua teoria. Mas aposto que vai dar uma boa discussão.
 
Os versos: "Um Anel para a todos governar, Um Anel para encontrá-los,
Um Anel para a todos trazer, e na escuridão aprisioná-los."

Foram as palavras ditas por Sauron a primeira vez que ele usou o Anel, e pode ter sido uma parte que ele criou do poema implementado a um que existia antes. Ele não canta a glória ou vitória, mas é um poema sombrio e obscuro de certa forma melancólico frente ao destino cruel que os aguardava, mas não que gostavam disso.

Não entendi, qual o problema do poema ter sido criado após a criação do Um? Isso explica eles saberem à quem os 7 e os 9 foram entregues, e já sabiam as palavras ditas por Sauron ao utilizá-lo, logo só pode ser posterior a criação do Um.
 
Obrigado pelos comentários, pessoal. :-)


Bem, após abrir o tópico eu fui pesquisar mais uma vez no SdA e reencontrei trechos de extrema valia: 1- SdA I, Livro I, Cap. 2.: Gandalf diz que o Poema do Anel está presente na tradição élfica; 2- SdA I, Livro II, Cap. 1.: Gandalf afirma que o Poema do Anel foi escrito durante os Anos Escuros.

Começando do último: não lembro exatamente quando ocorrem os Anos Escuros, mas sei que é na Segunda Era e abarca o período da forjadura dos Anéis de Poder e do Anel Governante. Isso é um ponto à favor à idéia de Sauron ser o autor do Poema. Vou pesquisar isso com mais calma e tentar trazer datas mais precisas.

O fato de estar presente na tradição élfica me incomodou um pouco: se o Poema do Anel foi escrito pelos Elfos, porque eles usaram a frase inscrita no Anel Governante e pronunciada por Sauron? No Conselho de Elrond os Elfos tapam os ouvidos e se enchem de horror quando a Língua Negra é pronunciada por Gandalf. Isso demonstra a extrema aversão que tinham a tudo que fosse relacionado ao Senhor do Escuro: até os nomes originais eles modificavam: Lugbúrz chamavam "Barad-Dûr", a Terra Negra era chamada "Mordor", e assim por diante. Então, caso tenha sido eles, porque usaram algo que, isto sim, deveriam é odiar profundamente, pois que é sinal de sua traição e quase escravização? Mas o problema não pára por aí: se foi Sauron quem escreveu o Poema do Anel, porque os Elfos inseriram algo tão odioso em sua tradição? Se o fizeram, não foi por acharem o Poema bonitinho, e sim talvez movidos por um ódio e pesar que ultrapassavam sua aversão às artes de Sauron.

O problema não é tão fácil de se resolver como imaginei num primeiro momento. Embora eu ainda ache que tenha sido Sauron autor, minhas dúvidas aumentaram um pouquinho.


Não entendi, qual o problema do poema ter sido criado após a criação do Um? Isso explica eles saberem à quem os 7 e os 9 foram entregues, e já sabiam as palavras ditas por Sauron ao utilizá-lo, logo só pode ser posterior a criação do Um.
Após a forjadura do Um Anel? Nenhum, excetuando o que eu levantei no terceiro parágrafo. O problema mesmo teria sido caso os Elfos tivessem escrito ele antes da forjadura, pois isso implicaria em saber tudo sobre os desígnios de Sauron e etc. Os Elfos até onde lembrar tinham capacidade de previsão e é dito que Celebrimbror desconfiava de Sauron. Uma possibilidade seria ele, após a forjadura do Um Anel, ter escrito o Poema do Anel - mas neste caso o verso famoso inscrito no Um Anel ainda assim teria sua origem em Sauron. Mas não há nenhum indício disso (que eu me lembre). É só um chute meu, mesmo.


[]'s!
 

Meneldur

We are infinite.
Usuário Premium
O fato de estar presente na tradição élfica me incomodou um pouco: se o Poema do Anel foi escrito pelos Elfos, porque eles usaram a frase inscrita no Anel Governante e pronunciada por Sauron? No Conselho de Elrond os Elfos tapam os ouvidos e se enchem de horror quando a Língua Negra é pronunciada por Gandalf. Isso demonstra a extrema aversão que tinham a tudo que fosse relacionado ao Senhor do Escuro: até os nomes originais eles modificavam: Lugbúrz chamavam "Barad-Dûr", a Terra Negra era chamada "Mordor", e assim por diante.
Mas isso demonstra uma aversão muito mais à Língua Negra em si do que um horror a mencionar as coisas que tem relação com Sauron. É claro, eles não saíam falando de Sauron no café da manhã, mas não tinham nenhuma aversão especial a mencionar coisas relacionadas à Ele, quando necessário. E claro, os elfos não usavam o Poema do Anel como cantiga de roda! Era uma maneiro de registro da história. Eles simplesmente escreveram o que aconteceu, em versos.
Então, caso tenha sido eles, porque usaram algo que, isto sim, deveriam é odiar profundamente, pois que é sinal de sua traição e quase escravização?
Talvex exatamente por isso: porque odeiam Sauron, e não querem esquecer a traição dele. Lembre-se, Sauron já os enganou uma vez. Eles mantinham a memória bem viva para que não acontecesse de novo.
 
Exato, o poema seria um alerta, uma lembrança do que Sauron fez à eles. As frases na Língua Negra foram as únicas contribuições de Sauron ao poema. Ele é posterior à traição do Maiar, e à redistribuição dos anéis, aquelas palavras foram ouvidas por todos aqueles que possuiam algum anel de poder (os 16 e talvez mais) e por isso marcaram todos os elfos.

O poema é um aviso do perigo que os anéis representam (nem os três estão completamente livres do Um). Por isso o mais provavel é os elfos terem feito o poema. Sauron não tinha necessidade nenhuma de fazer um poema inteiro para seus servos ignorantes ou vazios, e o encanto que ele usou basta aquelas suas duas frases, o resto seria inútil e provavelmente ele não citaria os três dos elfos.
 

Elfulano

Brandebuque
Como já disseram aí, os últimos versos foram palavras de Sauron no momento em que revelou suas reais e sombrias intenções.
Os primeiros versos, referentes aos outros anéis, creio que tenham sido feitos pelos elfos, não sei quem.
 

Felarhix

Usuário
Na minha simplória opnião diante de grandes conhecedores das obras de Tolkien é que se trata de um apanhado de todas as alternativas apresentadas.

Primeiro creio que o poema foi escrito pelos Elfos posteriormente a criação do Um, nele nota-se que, como já foi dito, utiliza-se da frase pronunciada por Sauron ao usar o anel, e a relação de todos os anéis de poder existentes e a quem eles foram dados. Isto passou a fazer parte da tradição dos elfos justamente para sua prevenção contra o perigo que representava o Um.

Segundo, o fato de fazerem uso da Lingua Negra para escrever o poema demonstraria, ao produnciá-lo, o quão perigoso seria a não observância dasqueles versos e a real ameaça que ele carregava.
 

Meneldur

We are infinite.
Usuário Premium
Segundo, o fato de fazerem uso da Lingua Negra para escrever o poema demonstraria, ao produnciá-lo, o quão perigoso seria a não observância dasqueles versos e a real ameaça que ele carregava.
Mas não é dito que todo o poema foi escrito na Língua Negra (estou certo?) Só a inscrição do Anel. Creio que os elfos nunca fariam uso da Língua NEgra para escrever algo e incorporá-lo à tradição. Veja a reação deles quando Gandalf a pronunciou em Valfenda!
 
De fato, o único trecho do Poema do Anel na Língua Negra são os versos inscritos no anel:

Ash Nazg durbatulûk, Ash Nazg gimbatul,
Ash Nazg thrakatulûk agh Burzum-ish krimpatul


Posteriormente, ao que parece, fãs, estudantes do parco material que existe disponível sobre a Língua Negra, trabalharam em cima do Poema inteiro e eis o resultado (belíssimo, por sinal!):

Gakh Nazgi Ilid Albai Golug-durub-uuri lata-nuut.
Udu takob-ishiz gund-ob Gazat-shakh-uuri.
Krith Shara-uuri matuurz matat duumpuga.
Ash tug Shakhbuurz-uur Uliima-tab-ishi za,
Uzg-Mordor-ishi amal fauthut burguuli.
Ash Nazg durbatulûk, Ash Nazg gimbatul,
Ash Nazg thrakatulûk agh Burzum-ishi krimpatul,
Uzg-Mordor-ishi amal fauthut burguuli.

No entanto: 1- É, até onde eu sei, posterior à Tolkien e proveniente de seus fãs; 2- Exceto os versos inscritos no Anel, pode-se dizer que o resto do texto é simplesmente uma aproximação - Neo-Língua Negra, se preferirem, rs.

Mas a questão é: os versos inscritos no Um Anel são os únicos que, seguramente, estavam escritos na Língua Negra. O resto, não se sabe, visto que nem estavam no Anel Dominante.


[]'s!
 

etienne

Usuário
Deve ter sido mesmo o Sauron, porque os elfos escreveriam esse verso tão maligno na Língua Negra se eles mal conseguem ouvi-la sem gritar de medo?
 
Sauron só escreveu ou pronunciou aqueles dois versos. Isso já falamos e repetimos aqui várias vezes. Os elfos não escreveram na Língua Negra, eles apenas o pegaram e traduziram, e duvido que eles fossem tão covardes assima ponto de gritar de medo só de ver um orc falando. O problema é Sauron pronunciando essas frases, que provavelmente aterrorizou aqueles que possuiam anéis de poder, e se desfizeram deles por medo.

Agora eles o colocariam dentro do poema deles para representar o mal que cercava os anéis, relembrar a traição de Sauron e deixar claro o mal que se enfrentava ao portar um dos anéis.
 
Legal saber, gostei =D
....
Estou sempre meio afastado mas tento acompanhar e cada vez mais aprendo um pouquinho a mais ehehhehehe
Obrigado.
 

Myreal

Usuário
Sauron só escreveu ou pronunciou aqueles dois versos. Isso já falamos e repetimos aqui várias vezes. Os elfos não escreveram na Língua Negra, eles apenas o pegaram e traduziram, e duvido que eles fossem tão covardes assima ponto de gritar de medo só de ver um orc falando. O problema é Sauron pronunciando essas frases, que provavelmente aterrorizou aqueles que possuiam anéis de poder, e se desfizeram deles por medo.

Agora eles o colocariam dentro do poema deles para representar o mal que cercava os anéis, relembrar a traição de Sauron e deixar claro o mal que se enfrentava ao portar um dos anéis.
Na minha humilde opinião, eu acredito na mesma coisa - os versos podem ter sido criados originalmente na época da forjadura dos Anéis (Anos Escuros) e não incluíam nenhuma menção ao Um, pois não Sauron não os havia traído. Quando isso ocorre e se ouvem os 'versos' (eu diria que são apenas uma forma de ameaça feita pelo Senhor do Escuro, sem ter nenhum tipo de invocação poética própria, ele até mesmo poderia saber da existência dos versos sobre os anéis e fez essa frase como mais uma forma de crueldade e galhofa para com seus inimigos), os elfos incluem esse trecho dentro do poema de forma a manter a história e veracidade, lembrar a traição e preservar o que acontecia.

Parece mais provável, visto que não há maneira nenhuma de ter existido uma comunicação entre elfos e Sauron para criar o poema, óbvio.
 

Eruniauve

Usuário
Na minha humilde opinião, eu acredito na mesma coisa - os versos podem ter sido criados originalmente na época da forjadura dos Anéis (Anos Escuros) e não incluíam nenhuma menção ao Um, pois não Sauron não os havia traído. Quando isso ocorre e se ouvem os 'versos' (eu diria que são apenas uma forma de ameaça feita pelo Senhor do Escuro, sem ter nenhum tipo de invocação poética própria, ele até mesmo poderia saber da existência dos versos sobre os anéis e fez essa frase como mais uma forma de crueldade e galhofa para com seus inimigos), os elfos incluem esse trecho dentro do poema de forma a manter a história e veracidade, lembrar a traição e preservar o que acontecia.

Parece mais provável, visto que não há maneira nenhuma de ter existido uma comunicação entre elfos e Sauron para criar o poema, óbvio.
eh concordo, os elfos escreveram e Sauron complementou.
 

nemorendil

Usuário
Eu não vou ficar fazendo análise de métrica (principalmente sobre um poema em inglês), pois foge muito da minha competência (como um semi-analfabeto :P). Mas fica a sugestão, para saber se o trecho sobre o um anel teria sido acrescentado depois.

Porém, algumas coisas, para mim, ficariam estranhas se o poema tivesse sido composto por Sauron. Primeiro o uso do termo "Mordor". Segundo a sentença "where the Shadows lie" (que posso estar completamente equivocado, mas sempre me passou uma idéia de duplo sentido: deitar/existir/mentir). Me soa estranho, se viessem do próprio Sauron.

Tudo subjetivo, mas minha observações acerca lol
 
Considerações muito interessantes a de vocês. Sinceramente estou numa posição "em cima do muro". Vou buscar ler alguns outros livros, tipo os da série HoME que abordam o SdA, para ver se encontro algo que finalize a questão de vez.


[]'s!
 
Bom, fui procurar no Silmarillion e olha o que encontrei:

[...] os noldor sempre desejaram aumentar a perícia e a sutileza de suas obras. [...] Por isso deram ouvidos a Sauron e com ele muito aprenderam, pois seu conhecimento era imenso. Naquela época, os artífices de Ost-in-Edhil superaram tudo o que haviam criado antes. Refletiram, e fizeram os Anéis de Poder. Contudo, Sauron guiava seus esforços e estava a par de tudo o que faziam [...] Em segredo, porém, Sauron fez o Um Anel para governar todos os outros [...] Os elfos, entretanto, não se deixaram apanhar com tanta facilidade [...] Sauron investiu contra eles em gueraa declarada [...] Sauron, entretanto, acumulou nas mãos todos os Anéis de Poder que restavam. E os distribuiu a outros povos da Terra-Média [...]
Por estas passagens que transcrevi acredito que o poema dos Anéis tenha sido escrito pelos elfos e por Sauron (Um Anel para a todos governar, Um Anel para encontrá-los,
Um Anel para a todos trazer e na Escuridão aprisioná-los) posterior ao roubo dos 16 Anéis de Poder, já que os mesmos só foram distribuidos após o roubo, tornando possível a confecção do poema. Os elfos sabendo da distribuição escreveram o poema como uma forma de passar o conhecimento sobre os Anéis e a traição de Sauron para todos os outros.
 

Finwë

Alto Oficial de Erebor
Sempre vi o poema como versos de tradições; como algumas sagas islandesas, elas são tradicionais e conhecidas, mas seu autor se perdeu no tempo. Vejo a mesma coisa no poema do Anel, já que há incontáveis anos entre a criação dos Anéis do Poder e a narrativa.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.495,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo