1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O poço

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Pips, 27 Abr 2010.

  1. Pips

    Pips Old School.

    Meu mundo não desabou. Longe disso. Continua firme, forte, estável e sufocante. Inerte? Não creio. Está aquém das minhas expectativas, dos abalos sísmicos que subvertem a minha vida. Não olho mais ao redor, amo da mesma maneira de sempre. Igual, novo jamais. Vide como olho as marcas das mãos, o andar, tudo em harmonia, tudo na mais estúpida rotina.

    As palavras esqueci com o tempo. Conjugar tornou-se um fardo. Efêmero. Vidente já sou. Sei de cor o que direi, o que farei e a que horas. De longe tudo parece um filme reprisado diversas vezes naqueles cinemas de pulgas, onde ninguém ousa pisar em dias de entrada franca. Há uma dor no estomago (ou na alma?), na fumaça que expiro a cada cigarro. Tristeza? Jamais. Sorrindo. Alegre. Estupidamente feliz por estar aqui, onde estou, como cheguei, mas inflexivelmente infeliz. Didático. Dialética.

    Embriagado de tédio. Entrelaço as mãos, parece que rezo – não, penso. Talvez eu devesse estudar religiões, não por duvidar da fé, mas, contudo, descobrir qual me salvará mais fácil.

    Idiossincrasia à parte, o silêncio é uma vulgar manobra de explorar a intimidade alheia. Implodo de discursos internos, de anedotas, de feridas, de subversões. Os olhos cerram aos poucos, não vejo o amanhecer. Será que acordei?

    A quem escrevo? À gaveta cheia de reflexões nunca reveladas? Ao tédio? À noite? À questão? Seja quem for, seja quem leia, venha me resgatar de todos os lados. À beira do poço, em desequilíbrio, está lá a alma do meu filho – eu.
     
  2. ricardo campos

    ricardo campos Debochado!

    :sim: Prosa carregada de poesia,mandou muito bem nesse texto Pips.:sim:
     
  3. Tayana

    Tayana Usuário

    Muito bom Pips...^^
     

Compartilhar