1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O Palácio de Inverno - JOHN BOYNE

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por imported_Rodrigo Silva, 31 Ago 2010.

  1. [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    Na primeira vez em que alterou o curso da história, em 1915, o então jovem camponês russo Geórgui Jachmenev conseguiu impedir um atentado à vida do grão-duque Nicolau Nicolaievitch, irmão do czar. Esse involuntário ato de bravura acaba por assegurar a Geórgui um lugar de honra na corte de Nicolau II, que o nomeia guarda-costas pessoal de seu filho, o também adolescente Alexei Romanov. Em 1981, agora cidadão britânico e funcionário aposentado da biblioteca do Museu Britânico, o octogenário Jachmenev, enquanto vela pela saúde da esposa Zoia, que vive os últimos estágios de um câncer devastador, deixa a memória flutuar, recordando aleatoriamente os fatos de sua vida, grande parte deles ligados diretamente a eventos históricos que transformaram o século XX. Rasputin, Winston Churchill, um amigo de Charles Chaplin, o último czar russo e outros personagens históricos de vulto misturam-se às pessoas comuns do imaginário de Jachmenev, à medida que sua memória vai aproximando os dois momentos mais importantes de sua vida, aquele em que conquistou o amor de sua vida e aquele em que está prestes a perdê-lo de forma definitiva.
     
  2. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Estou doido para ler esse livro. Vale lembrar que a tradução é da Denise Bottmann.
     
  3. Anica

    Anica Usuário

    a izze falou tanto dele que estou morrendo de curiosidade também: pela resenha dela e pelo livro +_+
     
  4. Izze.

    Izze. What? o.O

    Amanhã sai a resenha, tenho que finalizar o texto hoje a noite.

    Sério, é um livro muito bom, entra na lista dos favoritos. Fiquei obcecada pela história! Depois de terminar fiquei umas duas horas lendo artigos da Wikipedia sobre Nicolau II, fotos e tudo o mais xD
     
  5. Jacques Austerlitz

    Jacques Austerlitz (Rodrigo)

    Também tenho vontade de ler.

    Adoro a história russa, mas tenho um certo pé atrás com o John Boyne.
     
  6. Izze.

    Izze. What? o.O

    Pé atras por que?
    Eu sei do sucesso de outros livros dele (a.k.a O Menino do Pijama Listrado), mas é a primeira vez que leio algo dele. Achei muito bom, fácil de ler, e a estrutura do livro foi fundamental pra história, o que foi bem elaborado. (porra, ninguém vai ler minha resenha hauhuahua)
     
  7. Jacques Austerlitz

    Jacques Austerlitz (Rodrigo)

    Eu comprei O Menino do Pijama Listrado, mas nem cheguei a ler. A minha mãe leu e achou ok. Mas já ouvi falarem muito mal da forma como ele escreve.

    Acho que vou comprar este e dar pra minha mãe ler. :pipoca:

    XD
     
  8. Izze.

    Izze. What? o.O

    Como assim a "forma como escreve"? Não vi nenhum erro na escrita dele. Achei bem estruturada mesmo, sem falta nem excesso de informação. A não ser que tenha muita diferença entre O Menino do Pijama Listrado e O Palácio de Inverno =B
     
  9. Jacques Austerlitz

    Jacques Austerlitz (Rodrigo)

    Lembro de ouvir falarem mal da narrativa dele, de uma passagem engana-leitor à J.K. Rowling pra resolver a trama e do tom da escrita.

    Mas, né... :seila:
     
  10. Izze.

    Izze. What? o.O

    Isso de "engana leitor" tem em O Palácio de Inverno. Tipo, a gente pensa que o livro, ao todo, fala de uma coisa, mas tu vai percebendo durante a leitura que fala de outra. E foi isso o que me fez gostar do livro hauahuhua
     
  11. .Penny Lane.

    .Penny Lane. Usuário

    Não sei, mas me pareceu que o "engana-leitor" do Rodrigo Lattuada foi em outro sentido... pelo seu exemplo o autor vai demostrando aos poucos que a trama não era na verdade o que o leitor pensava. Me parece, pelo tom negativo do comentário, que seria algo como uma mudança abrupta, uma "desculpa" pra explicar certos fatos da trama meio forçada...
    Pelo menos foi o que me pareceu, rs.
     
  12. Jacques Austerlitz

    Jacques Austerlitz (Rodrigo)

    Pois é, Trillian, as críticas que eu ouvi eram em um tom não muito edificante. Mas, enfim, mesmo que sejam verdadeiras, isso não significa que os livros dele sejam ruins. A J.K. mesmo entupia os Harry Potters de subterfúgios, e eu adorava da mesma forma.
     
  13. Anica

    Anica Usuário

    É aquela coisa, pelo menos O Menino do Pijama Listrado é infanto-juvenil, a estrutura desse tipo de livro costuma ser mais simples mesmo, o que pode decepcionar quem achou que tinha um romance para adultos em mãos.

    Izze, libera logo essa resenha que eu estou mó curiosa ><'
     
  14. Izze.

    Izze. What? o.O

    Ta pronta.To colocando no blog e agendando a resenha pra amanhã de manhã =D
     
  15. Não é segredo para ninguém que O Menino do Pijama Listrado foi um sucesso mundial, e é assim que os leitores esperam que seja todos os livros escritos pelo John Boyne. Não sei se será do mesmo nível, mas tenho certeza que irei ler.
     
  16. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Particularmente gostei muito da "simplicidade" que o Boyne adotou para contar a história de O Menino do Pijama Listrado do ponto de vista de uma criança, mas não sei dizer se isso foi um recurso específico para o livro em questão ou se chega a se repetir em O Garoto no Convés.

    Alguém já leu para poder dizer?
     
  17. Izze.

    Izze. What? o.O

    O Palácio de Inverno (John Boyne)

    Quando fui saber quem era John Boyne vi seu nome ligado ao best-seller O Menino do Pijama Listrado. A obra é bastante recomendada, mas dela vi somente uma imagem de sua adaptação cinematográfica. Imagem essa que dizia ser uma história triste, que pega pela emoção. Quando peguei O Palácio de Inverno, terceiro livro do autor publicado no Brasil pela Companhia das Letras, esperava apenas mais uma boa história que mistura a ficção à realidade, e não algo tão emocionante. E levar o leitor a pensar isso, inicialmente, é o objetivo do livro.

    O Palácio de Inverno conta a vida de Geórgui Danielovicht Jachmenev, um senhor nos seus 80 anos de idade de origem russa que vive na Inglaterra. Sua mulher, Zoia, está hospitalizada, enfrentando os últimos estágios de um câncer. Perto da perda iminente, Geórgui relembra tempos passados ligados a grandes momentos do século XX e, principalmente, das pessoas que passaram por sua vida. A história de Geórgui está intimamente ligada com o último czar russo, Nicolau II, e sua família, a quem serviu durante a juventude. Fazendo saltos temporais a cada capítulo, Boyne narra as principais passagens da vida desse homem.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  18. Anica

    Anica Usuário

    eu fiquei ainda mais curiosa depois de ler a resenha, hehe. até porque eu tenho uma certa curiosidade sobre a história da família do nicolau II. não sei se dá para considerar spoiler para o livro ou não, pq vc não comentou na resenha, talvez tentando proteger o tal segredo, mas é fato histórico e talz, mas vou deixar na tag spoiler e aí vc confirma se tem algo a ver ou não hehehehe

    Especialmente por causa do massacre da família. Lembro que fiquei ainda mais curiosa sobre a história deles desde que eu vi um documentário falando que o que salvou algumas mulheres do massacre é que elas tinham escondido diamantes e outras jóias no espartilho em uma tentativa de fuga.
     
  19. Izze.

    Izze. What? o.O

    O mistério, de certa forma, tem a ver com esse massacre sim. Eu vi esse breguete dos diamantes tem na Wikipedia nos artigos falando sobre as filhas do Nicolau II, mas o caso nem é citado no livro. Acho que talvez por não ficar claro como elas morreram na realidade, atingidas por balas durante o próprio massacre ou então assassinadas quando tiravam os corpos da casa.

    Recomendo fortemente ler esses artigos de cada membro da família. Podem ser spoilers, mas deixam a história ainda mais interessante >.<
     
  20. Jacques Austerlitz

    Jacques Austerlitz (Rodrigo)

    Pareceu meio "Diário de uma paixão", mas me deu vontade de ler também. E a história russa é absurdamente interessante. :pipoca:
     

Compartilhar