1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O nome do Vazio

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Galad, 25 Set 2008.

  1. Galad

    Galad O último dos Noldor

    Muito bem, pessoal.

    Um dia desses, eu estava no chat do fórum e surgiu esse assunto: O nome do Vazio.
    Sei, por experiência própria, que é algo que gera expeculações e, assima de tudo, muitas idéias malucas :lol:. Portanto, irei compartilha-lo com vocês:

    Inicialmente, o Vazio era vazio (dãã) mas, após a saída de Ungoliant, descobrimos que coisas poderiam ser criadas a partir do vazio. Após isso, Melkor também foi enviado para o Vazio (mostrando que as coisas podem tanto sair quanto entrar no vazio).
    Agora, ai vai a dúvida: Seria mesmo o Vazio, vazio? Como o Melkor tá lá, ele não seria um Vazio Cheio? Ex-Vazio?

    Ps: desculpem qualquer coisa, esse é o meu primeiro tópico criado XD
     
    Última edição: 25 Set 2008
  2. Fringway

    Fringway Andarilho do Norte (187)

    Acho que não, já que o termo Vazio não deve ser interpretado literalmente.
    Talvez o vazio seja um lugar em que haja um "vazio" de bondade, ou até aquilo que não saiu de acordo com os planos de Eru e, portanto, perdeu se perdeu das intenções e planos de Ilúvatar.
    Eu creio mais que seja a segunda opção, já que isso explicaria porque Morgoth foi mandado para lá e como algo mau e repugnante como Ungoliant poderia ser criado lá.
     
  3. Daewen

    Daewen Elener

    Acho que o Vazio é o local onde a música dos Ainur não chegou, onde não houve criação de nada harmonioso segundo a música. Onde reina a desarmonia. Tanto que Ungoliant é criada no vazio, como uma distorção da mesma. Talvez Melkor tenha sido banido pra lá por lá ele não poder interferir em nada. Tudo já deve ser desarmônico por natureza e ele nem teria a quem invejar, para assim poder criar alguma coisa.
     
  4. _ Sauron _

    _ Sauron _ Senhor dos Lobisomens

    Bom, Ungoliant saiu de Avatar, o extremo sul de Aman, não do Vazio. Mas realmente é possível sair do vazio, porisso Eärendil vigia suas fronteiras, para Melkor não escapar. Mas realmente, se o Vazio é vazio, Melkor não está lá, então concordo contigo: o vazio é parcialmente cheio.
     
  5. Galad

    Galad O último dos Noldor

    Você tem certeza de que Ungoliant não saiu do vazio???
    Pelo que eu lembre, o silmarillion fala que ela saiu de lá sim, criada da inveja de Melkor.
    Você têm certeza dessa informação?
     
  6. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    Eu interpreto o Vazio como algo que Eru não tocou. É tão antigo quanto Eru e permaneceria sem perturbação.

    A saída de Ungoliant do Vazio é ontologicamente impossível, mas, como se trata de uma mitologia, não devemos levar os conceitos de forma tão rigorosa. Ela é a personificação do Vazio. (mesmo que o Vazio, a rigor, não exista - se existisse não seria Vazio) Podemos até interpretar como uma metáfora: Melkor, para fazer frente à obra de Eru (destruição das Duas Árvores), não se vale de nada consistente, de nada existente, e sim da ausência de existência, sendo que a Existência bruta (a Chama) só vem de Eru. Ausência de Eru.

    A rigor o Vazio não tem espaço, então ninguém poderia fisicamente andar por ele (com o espírito já é outra história, já que se trata de uma existência metafísica e que independe de qualquer coisa). Para mim Melkor fora morto e apenas seu espírito reside no Vazio. E Eärendil viajava no Céu, e não no Vazio. O Céu (esqueço agora nomes élficos, mais apropriados) estão em Eä, a Existência, esta o oposto do Vazio, a Inexistência.
     

Compartilhar