1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O livro favorito de 40 famosos

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Clara, 20 Nov 2012.

  1. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    Segundo o site
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Clicando no link acima você vê a lista com a foto de cada um dos famosos.

     
    • Gostei! Gostei! x 4
    • Ótimo Ótimo x 2
  2. Cantona

    Cantona Tudo é História

    Faltou um aí, Clara. O Cantona legítimo:

    41. Éric Cantona: Sad end of Policarpo Quaresma, by Lima Barreto.


    Se eu soubesse dessa preferência do Will Smith, torceria pelos aliens em Independence Day.
     
    Última edição: 20 Nov 2012
    • LOL LOL x 11
    • Mandar Coração Mandar Coração x 3
  3. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    A questão: Will Smith trollou? :think:
     
    • LOL LOL x 1
  4. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    will não trollou, não. já deu várias entrevistas elogiando o livro.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  5. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Parte da lista eu li, outra parte vi (bons) filmes baseados neles. É uma boa lista. Pode não parecer mas Paulo Coelho tem muitos fãs (famosos inclusive) nos Eua e fizeram até filme de livro dele. Lembro que tinha uma foto do presidente americano lendo um livro do autor (e olha que para um americano reconhecer alguém de fora é uma luta).

    As vezes lhe falta forma, as vezes lhe falta conteúdo, mas o Alquimista já ganha valor de primeira por abordar um tema que desperta curiosidade (a jornada de um alquimista). Existe um público para histórias de alquimistas (O sucesso de Fullmetal Alchemist no Japão é um exemplo) Recomendo ler independente da personalidade do autor ou das críticas que golpeiam os livros por esporte.
     
    Última edição: 21 Nov 2012
  6. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    Olha, até podem haver essas críticas por esporte que tu diz, mas fato é que acertaram em cheio. Isso na minha humilde opinião. Não recomendo a leitura de livros desse autor. Porque eu já li.
    Mas, bom, eu também li Crepúsculo. E pior, me divertiu. Ok, não tenho envergadura moral pra dar opinião. :silenced:
     
    • LOL LOL x 7
    • Gostei! Gostei! x 1
  7. Pips

    Pips Old School.

    E não é só ele, Lawrence Fishburne (o Morpheus de Matrix) também ama o livro e, se não me engano (e me corrijam se alguém lembrar), até pouco tempo era ele quem detinha os direitos de adaptação.
     
  8. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Existe pressão (uma força na direção contrária) em sucessos de massa e no meio da moda. Parte dessa força vai originar a próxima moda. Nem sempre a força que vem contra a moda está correta. É o que estava comentando... O que existe de interessante num best seller precisa ser avaliado sem nuvens pelo prazer da leitura. (que é o que atrai pessoas comuns como o presidente americano).
     
  9. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    Não leve a mal, mas vou ter que discordar de ti outra vez, até pq penso que interessante num best seller são exatamente "as nuvens pelo prazer da leitura". Sem isso, se parar para pensar um pouco, a grande maioria, pelo que lembro dos vários que já li, não edifica muito.
     
  10. CarolAcunha

    CarolAcunha Usuário

    Lembrei dos caras do Rock Gol, aquele programa que dava na MTV quando ainda era possível assistir o canal, falando isso: VOCÊ NÃO TEM ENVERGADURA MOOOORAL PRA DIZER ISSO! hahahah

    Bom, ao tópico.
    Eu li O Alquimista e vários outros do Paulo Coelho e devo dizer (já disse em outro tópico, eu acho), que, de alguma maneira, foram importantes na minha formação como leitora - até pra poder chegar aqui hoje e dizer que não me chamam mais a atenção (e que acho Paulo Coelho um dos caras mais egocêntricos que andam por aí).

    Outra, adorei: Wayne Rooney: Harry Potter and the Philosophers Stone by J.K. Rowling :D
     
  11. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Jim Carrey e Martin Sheen representando otimamente os comediantes.
     
  12. Bilbo Bolseiro

    Bilbo Bolseiro Bread and butter

    Acho que você confundiu o Martin Sheen (que não é comediante) com o filho, Charlie Sheen.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  13. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Confundi com o outro Martin. :rofl:
     
  14. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Aparentemente o livro mais chatinho é o do Donald Trump. Auto-ajuda :puke:
     
  15. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Embora não seja nada surpreendente.
     
  16. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Só não vale interpretar errado. A palavra "nuvens" é uma figura que indicar que a pessoa deve experimentar o livro independentemente e claramente. Uma coisa é o que precisa ser avaliado e outra é o que pessoalmente interessa. Mas posso ser mais direto.

    Para os livros sobreviverem o cultivo de leitura está acima do nicho ou do que se gosta (a preferência do nicho também pode sufocar uma indústria). Se um nicho ou grupo tem preconceito com as pessoas que lêem alguma coisa elas deixam de experimentar ou experimentam já com preconceito. Vale mais o "Read it and let it read". Não é porque o cara leu e colocou o livro no top dele que ele está trollando. É como chegar para um casal de afrodescendentes e dizer "puxa vocês fizeram isso, é algo que pessoas como vocês fariam". Nada legal com quem curte o crescimento da leitura seja em nicho, seja na massa leitora de best sellers. Leitores devem ser antes amigos da experiência de leitura, sem sombras ou nuvens. (estimular que se use a própria cabeça)

    Quer dizer, a pessoa pode até escolher ler como um ativismo engajado, para lutar contra as formas de experiência de leitura dos outros, mas o objetivo do leitor deve ser contra os recalques da leitura e não a favor. Senão acontece o caso "Read, you are doing it wrong", leitura como pretexto e não como objetivo.
     
    Última edição: 23 Nov 2012
  17. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    Eu estava falando sobre algo bem mais simples que toda essa tua digressão. Ocorre que nenhuma discussão filosófica acerca da utilidade ou não dos best sellers e dos preconceitos ou a falta deles com relação a eles vai me fazer mudar de ideia acerca da péssima qualidade dos escritos do Paulo Coelho. Esse era o meu ponto. E vou continuar não os recomendando com veemência a quem quiser me ouvir. E eu tenho essa opinião não é pq críticos especialistas mais estudados que eu disseram isso. Mas a parte que eu acho legal é que, por acaso, nesse aspecto, (o fato de os livros serem ruins) eles concordam comigo. Então acredito estar no melhor caminho.
    E, ainda, minha opinião acerca dos best sellers serem só divertimento e não deverem ser encarados como algo a mais que isso também vai continuar a mesma. Até pq, como eu não estudo literatura, acabo tendo essa visão até mesmo para aqueles livros consagrados pela crítica especializada. Leio para me divertir. Se me diverte, ótimo, recomendo. Se não, aí até paro um pouco para refletir no porque algo considerado de qualidade por aqueles que estudam e tem um conhecimento maior que o meu acerca do assunto não me agradou. Mas também não perco o sono por causa disso.

    E quando falei no Will Smith ter trollado, na verdade eu estava de brincadeira, pq na minha opinião, ele tem mau gosto por ter como preferido um livro do Paulo Coelho. Não tem nada a ver com preconceito ou julgamento contra os best sellers em geral. Até pq deixei bem claro que os leio e também aprecio.
    Enfim, bem simples e direto.
     
  18. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Que seja evitada a generalização fatalista que vampiriza o meio. Best seller significa mais vendido e não significa o mais medíocre. Tolkien, Asimov, etc... todos autores de best sellers que acrescentam e que mudaram massas de gerações para melhor (o poder também emana do povo). Deveriam eles serem encarados como um prazer temporário sem significado importante e esquecido? De forma nenhuma. Devem ser explorados com zelo para que se descubra o que tanto atraiu neles (tirar até a última gota de sumo do livro porque só assim a função é cumprida).

    Desde que a generalização não vampirize está tudo bem.
     
    Última edição: 24 Nov 2012

Compartilhar