1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O L é usado para som de U?

Tópico em 'Tengwar & Outros Alfabetos Tolkienianos' iniciado por Eriadan, 5 Mai 2005.

  1. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    para escrever por exemplo "pincel", coloco um L (desculpem eu n gravar o nome das letras...) comum no final, com o E sobre o C naturalmente, ou o ditongo de U decrescente , com o E sobre o ele?
     
  2. Thorondil

    Thorondil Usuário

    Você deve, primeiramente, usar a tengwa correspondente ao S para transcrever o C nessa palavra, pois nesta a consoante aparece com esse som, senão você escreveria "pinquel".
    No final das palavras o L realmente tem som de U aqui no Brasil (não em todas as regiões), mas devemos manter a letra como consoante, pois, além de ser uma questão de estética e conservação da letra como tal, há algumas áreas brasileiras que pronunciam o L claramente como uma consoante alveolar no final das palavras, assim como em Portugal.

    Então, de acordo com o MTP, pincel seria escrito assim:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  3. Tilion

    Tilion Administrador

    Sim, mas as pessoas que pronunciam "l" final como /l/ são a minoria. A grande maioria pronuncia o "l" final como /w/ (símbolo para a semivogal) mesmo. Sugeri essa mudança do MTP há muito tempo, e creio que o Deriel a fará em seu livro.
     
  4. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    não entendi, gabriel, essa história do I x W... :o?:
     
  5. Tilion

    Tilion Administrador

    Não é "I", é "L": eu apenas escrevi em letra minúscula. Quanto ao "w", ele é o símbolo usado pelo IPA (International Phonetic Alphabet) para a semivogal que soa como "u"; nesse caso em específico, é o som que o "l" final assume na fala da maioria dos falantes de português no Brasil. O som do "l" puro, como ocorre em outras partes de uma palavra (ex: "lado"), escuta-se apenas entre uma minoria dos falantes brasileiros, geralmente devido a alguma variação dialetal.
     
  6. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    me liguei. mas o L n está descartado do português em qualquer hipotese?
     
  7. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    foi mal. quis dizer: o W n está descartado do português em qualquer hipotese?
     
  8. Tilion

    Tilion Administrador

    Tu ainda estás fazendo confusão: Não é da letra "w" que eu estava falando, e sim da representação fonética do som do "u" quando é uma semivogal. Esse som é representado por um /w/ no
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    E procure editar teus post ao invés de postar um novo com a correção do anterior.
     
  9. Galahan

    Galahan Lazy elven artist

    Gabriel, você não acha um tanto perigoso seguir essas "variantes dialetais". Se for assim, logo aboliremos o "e" e o "o" nos finais de palavras, como em dente, boto, etc, e talvez todos escreveremos como a molecada faz nos blogs e chats da vida, tendo como repertório palavras como "bunitu", "tantu" , "maix". Seguir a fonética com todas essas variantes de lugar para lugar, pode levar a um leitor não acostumado com os diferentes sotaques, a ter problemas em entender o que está escrito.
     
  10. Tilion

    Tilion Administrador

    E quem disse que eu (ou o MTP) estava seguindo alguma variante dialetal? Eu quis dizer justamente que o MTP representa o português falado pela maioria dos brasileiros, sem considerar variação dialetal alguma - do contrário, seria necessário ter diversos modos de Tengwar, um para cada variante.

    O "u" final pronunciado como /w/ não é variação dialetal: ele é a regra pois, na prática, é falado pela maioria da população, e aí independe da representação fonêmica (que nesse caso seria a da letra "u", e não o fone /w/), já que o MTP reflete a fala, e não a escrita do português. Logo, em MTP temos sim que escrever "denti", "botu", etc. pois é assim que a maioria da população fala.
     
  11. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    finalmente, devo usar W ou L?
     
    Última edição: 18 Nov 2005
  12. Tilion

    Tilion Administrador

    Como é MTP, tem de usar o "u", pois não tem "w". O /w/ é símbolo do IPA, como já mostrei antes.
     
  13. Aiwendil

    Aiwendil Usuário

    Na verdade, acho que podemos perceber que não há consenso a esse respeito.
    Minha opinião é que devemos seguir as regras do português padrão (ou standard), que é o sotaque que devemos ensinar aos estrangeiros e deve constar nos livros didáticos por aí afora. Enfim, segundo o PP, "pincel" é pronunciado "pĩcéw" (não sei escrever com IPA no computador).
     
  14. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Desculpem estar retomando este tópico depois de tanto tempo, mas a questão é que realmente não houve consenso, e ainda não me conformo: quem é que pronuncia, p.ex., "papel": "pa-pe-l"; "altura": "a-l-tu-ra"? Contraria a regra fonética do Tengwar. Para manter a fidelidade, acho que a melhor maneira seria, no primeiro caso, um ditongo crescente em é e, no segundo, um ditongo crescente em a. Não? :confused:
     
  15. Cildraemoth

    Cildraemoth Usuário

    Lendo o próprio tópico, eu achei a resposta, que diz que tem que fazer justamente isso: um ditongo com u.
     
  16. Deriel

    Deriel Administrador

    Não é questão de consenso :roll: Leia com atenção e absorva o conteúdo desta mensagem. Ela é a chave e a explicação disso tudo:

     
  17. Desculpa a insitência nisso, mas eu vejo o tengwar como um modo que faça as pessoas entenderem o que queremos dizer, eu, particularmente, acho que a proposta, de ser um alfabeto fonético, possa entrar em contradição com isso, mas não seria um erro, seguir todas as formas fonéticas que as pessoas fazem do português?Afinal, o português, como vocês disseram, é originado pela "maioria" da populaçõa, porém, uma palavra só entra no dicionário, qdo alcança também as camadas mais altas da sociedade (felizmente ou infelizmente). :mrgreen:
     
  18. Tilion

    Tilion Administrador

    Seria problemático (devido à dificuldade e complexidade) evidenciar no MTP todas as variantes do português falado, mas não errado. Como tu mesmo salientou, o que é tomado por base é o português falado pela maioria da população, e não há erro nenhum aí: é um procedimento puramente lógico.
     
  19. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Continuo ainda vendo muita gente usar sempre o lambë em lugar da tehta u quando o [l] assume som de /w/. Enquanto a nova versão do MTP (que segundo o Gabriel deverá contar com essa correção) não sai, continuamos a usar o lambë ou já podemos usar o u? É incrível, mas continuo a ter essa dúvida - e pelo que tenho visto, muita gente também.
     
  20. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Continuo ainda vendo muita gente usar sempre o lambë em lugar da tehta u quando o [l] assume som de /w/. Enquanto a nova versão do MTP (que segundo o Gabriel deverá contar com essa correção) não sai, continuamos a usar o lambë ou já podemos usar o u? É incrível, mas continuo a ter essa dúvida - e pelo que tenho visto, muita gente também.
     

Compartilhar