1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O juramento - Flávio Prado

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Fúria da cidade, 21 Set 2016.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    O Juramento - Flávio Prado
    Editora: Matarazzo

    Sinopse do autor: Uma velha tradição indígena, que dá poderes especiais a quem morre no mesmo dia e hora em que nasceu, leva o atacante Ghiggia, carrasco do Brasil na Copa de 1950, a chegar ao Céu e encontrar velhos atletas injustiçados quando viviam na Terra.

    Ghiggia pode mudar as injustiças do futebol do passado, voltando no tempo e corrigindo o que não aconteceu como se esperava. É aí que encontra Telê Santana, Sócrates, Barbosa, Rinus Mitchels e tantos outros que deveriam ter sido campeões mundiais, mas não foram, por circunstâncias do esporte.

    Agora tudo pode ser consertado. O problema é que Ghiggia é uruguaio e fez o gol em Barbosa, na primeira Copa do Mundo organizada pelo Brasil.

    Para corrigir a injustiça da qual Barbosa foi vítima por sofrer um gol, que entenderam ter sido uma falha dele, Ghiggia terá que tirar o título dos uruguaios. Há ainda o problema de mexer com a história. Quando você muda uma coisa, várias outras também são alteradas. Será que isso interessa a todos?

    O Juramento mostra muito da história real do futebol, mas o predomínio é a ficção, cuja finalidade é homenagear alguns dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos e que já não estão mais entre nós. Sócrates, Cruyff, os maravilhosos jogadores do time do Torino, que morreram num acidente aéreo, ganham vida nesse livro, que vai provocar emoções e boas recordações.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    -----------------------------------------------------------------------------------------------------------
    Me lembro que da ultima vez que alguém tinha se aventurado a escrever ficcção futebolística no campo das possibilidades foi o Washington Olivetto e achei uma merda. O negócio dele é só publicidade.

    Quanto ao livro do Flávio Prado tive a oportunidade de ler uma versão online disponibilizada por poucos dias apenas pros ouvintes de longa data do Programa Mundo da Bola da Jovem Pan. Achei bem bacana explorar as grandes injustiças da história das copas. No fundo é uma transcrição do que ele já tinha feito algumas vezes ao vivo em seu programa semanal de Sábado. Ficou bacana.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. fcm

    fcm Visitante

    Interessante.
    Mas no futebol não tem justiça. Que diga eu.
     
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Não tenho dúvida que se fizerem um pra clubes, era pro Galo ser no mínimo tetra brasileiro.
     
    • LOL LOL x 1

Compartilhar