1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O Jogo das Perguntas

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Anica, 8 Dez 2007.

  1. Anica

    Anica Usuário

    Ok, isso é muito mais divertido ao vivo mas vamos tentar colocar aqui e ver no que dá. A idéia veio de Rosencrantz e Guildenstern estão mortos, de Tom Stoppard (filme altamente recomendável). A idéia é responder uma pergunta com outra pergunta, só isso.

    Porééééém, não vale:

    * frases que não sejam uma pergunta (ahn, isso é meio óbvio, mas é bom colocar aqui)
    * "non-sequitors": a pergunta tem que ser uma pergunta relacionada a pergunta anterior;
    * repetição: você não pode responder uma pergunta usando a mesma pergunta;
    * sinônimos: não adianta refrasear a pergunta anterior, vale como uma repetição.

    ***

    Como exemplo, segue a seqüência do jogo no filme:

    ROSENCRANTZ: We could play at questions.
    GUILDENSTERN: What good would that do?
    ROS: Practice!
    GUIL: Statement! One-love!
    ROS: Cheating!
    GUIL: How?
    ROS: I hadn't started yet!
    GUIL: Statement. Two-love.
    ROS: Are you counting that?
    GUIL: What?
    ROS: Are you counting that?
    GUIL: Foul! No repetitions. Three-love. First game to--
    ROS: I'm not going to play if you're going to be like that.
    GUIL: Whose serve?
    ROS: Hah?
    GUIL: Foul! No grunts. Love-one.
    ROS: Who's go?
    GUIL: Why?
    ROS: Why not?
    GUIL: What for?
    ROS: Foul! No synonyms. One-all.
    GUIL: What in God's name is going on?
    ROS: Foul! No rhetoric! Two-one.
    GUIL: What does it all add up to?
    ROS: Can't you guess?
    GUIL: Were you addressing me?
    ROS: Is there anyone else?
    GUIL: Who?
    ROS: How would I know?
    GUIL: Why do you ask?
    ROS: Are you serious?
    GUIL: Was that rhetoric?
    ROS: No.
    GUIL: Statement! Two-all. Game point.
    ROS: What's the matter with you today?
    GUIL: When?
    ROS: What?
    GUIL: Are you deaf?
    ROS: Am I dead?
    GUIL: Yes or no?
    ROS: Is there a choice?
    GUIL: Is there a God?
    ROS: Foul! No non-sequiters, three-two, one game all.
    GUIL (seriously): What's your name?
    ROS: What's yours?
    GUIL: I asked you first.
    ROS: Statement. One-love.
    GUIL: What's your name when you're at home?
    ROS: What's yours?
    GUIL: When I'm at home?
    ROS: Is it different at home?
    GUIL: What home?
    ROS: Haven't you got one?
    GUIL: Why do you ask?
    ROS: What are you driving at?
    GUIL (with emphasis): What's your name?!
    ROS: Repetition. Two-love. Match point to me.
    GUIL (siezing him violently): WHO DO YOU THINK YOU ARE?
    ROS: Rhetoric! Game and match!

    ****

    Para começar: Por que o copo está meio cheio?
     
  2. Marco

    Marco may the force be with... wait

    Porque talvez alguém tenha bebido a metade?
     
  3. Anica

    Anica Usuário

    Mas quanto é a metade exatamente?
     
  4. Bagrong

    Bagrong RaG

    Não seria a metade um conceito variável?
     
  5. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Como um conceito váriável se é apenas a meia parte de um inteiro?
     
  6. Anica

    Anica Usuário

    E o tamanho do inteiro não depende do observador?
     
  7. Miguêz

    Miguêz You talkin' to me?

    Mas o conceito não seria o mesmo variando apenas de acordo com o inteiro?
     
  8. Bagrong

    Bagrong RaG

    E o conceito não é sempre influenciado pela vontade de quem o aplica?
     
  9. Miguêz

    Miguêz You talkin' to me?

    Mas não seria metade um conceito matemático e independente de "vontade"?
     
  10. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    Na teoria sim, mas na prática, como encontrar a metade perfeita em uma situação ocasional?
     
  11. Marco

    Marco may the force be with... wait

    Em vez de ficar discutindo a metade perfeita não era melhor descobrir quem foi que bebeu do copo?
     
  12. Bagrong

    Bagrong RaG

    Para puni-lo?
     
  13. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Ou parabenizar?
     
  14. Ptah

    Ptah Usuário

    Mas o sabor esta na metade que ele bebeu ou no inteiro?
     
  15. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Não estaria o sabor em qualquer parte do líquido?
     
  16. Miguêz

    Miguêz You talkin' to me?

    Sim. Mas qual a relevância isso tem? E se tem alguma, para que isso é relevante?
     
  17. Bagrong

    Bagrong RaG

    Quem pode definir a relevância de uma questão?
     
  18. Pips

    Pips Old School.

    Como pode ser tão relativo uma coisa tão relevante?
     
  19. Hamfast

    Hamfast Melodia e distorção

    Será que tamanha relevância existe?
     
  20. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    A relevância do assunto é realmente relevante?
     

Compartilhar