1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O Grito

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Irineu Magalhães, 1 Mai 2011.

  1. Deitar na relva sentir nos pés o chão,
    dedos roçando os cabelos esvoaçantes, mão com mão.

    Sentir o ventar nas folhas rolar
    Horizonte eterno, vértice horizontal.

    Vales dourados, azuis ensolarados
    Verdes sem fim, imensidão de prazer.

    Liberdade sem fim, liberdade, liberdade...
    ser livre como vento, as nuvens tocar.

    Na mente coisas do coração,
    no rosto sorriso radiante.

    Sempre posso. Seres livres,
    Sentir-se livre do amaldiçoado metal.

    Uma mão rega o rosto, o vento o coração,
    o cheiro do orvalho inebriante,
    a alma lavada com uma canção.

    Canções no peito, na garganta um grito,
    ouvir as partículas inaudíveis das notas
    respirar, ouvir a voz da liberdade ecoar.

    Tocar o abstrato, ouvir o silêncio
    brincar com o vento, paz!

    Brisa que embebeda a alma e a faz transbordar
    derramando os mais puros sentimentos

    Sentimento alado, solto, leve, vôo rasante,
    razão a quem não pertence, deixei-a para trás

    Viver feliz em pequenos instantes, felicidade
    sem fim, paz!
    Liberdade... liberdade... a gente é quem faz!

    Autor Irineu Magalhães
     

Compartilhar