1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O Gigante Enterrado (Kazuo Ishiguro)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Shakhbûrz, 16 Jun 2016.

  1. Shakhbûrz

    Shakhbûrz sculptor of reality

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Resenha ~ O Gigante Enterrado


    Livro: O Gigante Enterrado
    Título Original: The Buried Giant
    Autor: Kazuo Ishiguro
    Editora: Companhia das Letras
    ISBN: 853592597X
    Ano: 2015
    Páginas: 396
    Tradutora: Sonia Moreira

    Seria bom se pudéssemos simplesmente apagar todas as nossas memórias ruins, ou não? Será que elas são tão importantes assim? Será que o conhecimento do passado é necessário para construirmos um melhor futuro? “O Gigante Enterrado” não vai te fornecer essas respostas, mas com certeza fará essas perguntas.

    Ambientado em uma Inglaterra pós rei Arthur, o livro conta a história do casal de idosos Axl e Beatrice, que partem de sua pequena aldeia em busca da aldeia onde seu filho mora. O problema começa quando o casal nem ao menos se lembra de possuir realmente um filho e não sabe onde ele vive (se é que ele existe mesmo). Para piorar as coisas, parece que nenhuma outra pessoa que eles encontram possui lembranças antigas, apenas memórias recentes. No meio do caminho eles conhecem Edwin, um menino que foi mordido por um ogro (e que, por isso é hostilizado pelos aldeões de onde mora); e Wistan, um guerreiro saxão que adota Edwin como seu protegido. Axl, Beatrice, Edwin e Wistan seguem juntos, cada um com um objetivo em mente, até conhecerem Sir Gawain, o último cavaleiro de Artur que ainda vive. Sir Gawain, já idoso, continua tentando cumprir sua última missão dada por Artur: matar a dragoa Querig – que de alguma forma está relacionada com o esquecimento generalizado que as pessoas tem sofrido. Juntos, os cinco agora se empenham em matar a dragoa, o que resolveria todos os problemas de Axl e Beatrice.

    Ishiguro tem uma escrita simples que nenhuma pessoa (independente da intimidade de leitura que tenha) vai achar difícil. Existe, entretanto, um “porém” em seu estilo: ele costuma misturar em um mesmo capítulo (muitas vezes no mesmo parágrafo) memórias, pensamentos e falas das personagens. Muitas vezes isso é interessante e acrescenta profundida à cena, outras vezes isso é complicado de identificar e pode ser confuso para o leitor. Apesar disso, a leitura é prazerosa. O autor tem uma facilidade de passar de uma escrita juvenil para uma escrita extremamente adulta de uma frase para a outra. A impressão é que vemos o confronto entre a mente iludida das personagens e a realidade cruel do mundo.

    O livro tem um final aberto, o que pode desagradar alguns. Além disso, ele levanta questões filosóficas e não dá as respostas… deixando assunto pendentes entre os personagens. Apesar disso, é um livro interessante e que traz uma abordagem diferente para o gênero da fantasia.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Erendis

    Erendis I'm a motherfucking woman

    Eu vi muita gente falando desse livro em alguns grupos de literatura do qual participo, me pareceu interessante, mas fiquei com medo de me aventurar por não saber justamente sobre o que era e ter uma opinião concreta. Acho que vou dar uma olhada quando eu tiver tempo.
     
  3. tribe.br

    tribe.br Usuário

    parece interessante. alguem ja leu ?
     

Compartilhar