1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O filme "O Hobbit" é sobre o livro. E o segundo filme?

Tópico em 'O Hobbit - os Filmes' iniciado por ruims, 28 Fev 2009.

  1. ruims

    ruims "Mais uma cerveja!" diz o

    Todos sabemos que o livro "O Hobbit" será a génese do primeiro filme.

    Contudo, que acontecimentos relevantes houve depois desse livro que justifiquem um outro filme inteiro?
    Será que houve assim tantos?... 8-O

    Parecia-me mais lógico que "O Hobbit" fosse o segundo filme, e aí sim, haveria matéria de sobra para fazer um primeiro filme muito rico em acontecimentos.

    Confirmando-se que "O Hobbit" é o filme número 1, será que o segundo filme (espécie de prequência do Senhor dos Anéis) não será um mero desfilar de Legolas, Aragorn, Eowyn, Boromir, Frodo, Sam e demais, "inventando-lhes" infâncias, juventudes, sei lá mais o quê, só para garantir um sucesso comercial?

    Na verdade, que história de base poderá sustentar esse segundo filme?
    Confesso que isso ainda não entendi bem... :doido:
     
  2. Parthadan

    Parthadan Pirata Autista Bebado e não um

    ruims, se não me engano já existem topicos a respeito

    não foi confirmado ainda, mas parece que seria uma ponte entre o hobbit e o SdA.
     
  3. Belfalas

    Belfalas Ele é legal

    Um monte de coisa aconteceu cara, só pegar os livros e pesquisar.
    Pegue por exemplo, os apêndices d'O Retorno do Rei, nos contos dos anos, e veja que de 2942 até O Senhor dos Anéis, aconteceu coisa pra caramba. Sem contar as coisas que acontecem paralelo a'O Hobbit mesmo, como Sauron ser "expulso" da Floresta das trevas, entre outros. E isso é só um exemplo ainda.
     
  4. Grahan

    Grahan Sim, eu me divérto

    Faz sentido sua ideia de fazer um filme pré-Hobbit. Problema que daí ele teria que se basear no Silmarillion, por exemplo, obra que não tem os direitos de gravação disponíveis.
    Apesar de não ter material concreto, mas tem muita informação. Essa ponte de O Hobbit com SdA está confirmada sim. O que não se sabe é como eles farão isso.
    O fato é: tem assunto, sim! O problema é como irão fazer isso. Será que vai ficar bom ou vão encher de baboseiras para o filme ser mais comercial do que fiel? Essa é a questão.
    Assunto para um pré-Hobbit, volto a dizer, tem de sobra. Mas não é viável por questões legais e familiares. Porém, deve ter gente que sabe muito mais que eu disso tudo. To falando o que sei...
     
  5. Lassendil

    Lassendil Entinho

    Concordo com o Belfalas, ruims. O SdA tem muita história pra contar sobre esse espaço de tempo, é só ler o que Gandalf diz no capítulo "A Sombra do Passado" e no capitulo sobre o Conselho de Elrond, dava pra fazer quase 2 filmes, só com isso.:yep:
     
  6. Elendil

    Elendil Equipe Valinor

    Como o Parthadan disse, há vários tópicos discutindo um pouco sobre "O Hobbit" e o "filme ponte". Mas tudo bem, vamos usar esse tópico só para discutir o segundo filme. ;)

    Há uma gama de acontecimentos que ocorrem entre o final de "O Hobbit" e início de "A Sociedade/Irmandade do Anel". Esses acontecimentos é que servirão, muito provavelmente - já que o roteiro está muito longe de ser definido - de base para o segundo filme.

    O Deriel escreveu um texto bem legal sobre as possibilidades a serem abordadas nesse tal "filme ponte", ou apenas "segundo filme".

    Recomendo não só ao ruims, mas a todos os interessados:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    Última edição: 28 Fev 2009
  7. ruims

    ruims "Mais uma cerveja!" diz o

    Sim, o notável artigo de Deriel,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , é muito completo e já o tinha lido logo aquando da edição, há cerca de dois anos atrás.
    É evidente que há material para o filme.
    Mas creio que não me expliquei bem: o que me preocupa é a "tentação" que a New Line (e provavelmente até o próprio PJ) terão para "inventar" coisas que não tenham nada a ver com o que Tolkien escreveu, pois a pressão para incluir personagens do SDA parece que irá ser um dado adquirido.
    A questão é saber se serão aproveitados os textos de Tolkien ou se PJ e Del Toro se porão a "inventar" (como fizeram em muitas cenas da trilogia...) para "encaixar" essas personagens.

    É que se isso vier a acontecer, muita gente ficará com uma noção errada de tudo o que Tolkien pensava.
    O problema dos filmes é correr-se o risco de desvirtuar uma obra.
     
  8. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    Não concordo com você.
    Um filme sempre é a visão de alguém sobre algo e não a verdade em si.

    Claro que para recriar talvez, por exemplo, Gandalf indo para o segundo conselho branco.
    Sabemos que existiu somente porque o próprio Gandalf disse, mas não contou em detalhes.
    Oras, é só seguir por ai. Ele vai lá. Conversa com os Altos elfos. Conversa mais ou menos assim:
    - E ai, e o necromante de Dol Guldur?
    - Não é nada demais.
    - Ah eu acho que é Sauron.
    E vamos por ai.

    Apesar de, no próprio texto do Deriel ele mesmo tenha medo de que algo seja acrescentado da cabeça dos diretores ou afins, eu não compartilho do mesmo medo.
    Pelo simples fato de que, já discutimos isso várias vezes, as alterações feitas na trilogia filmada foram insignificantes e, para quem nunca leu nada sobre Tolkein, não mudaram o sentido da história.
     
  9. Grahan

    Grahan Sim, eu me divérto

    Concordo contigo, Mene. Por exemplo: os elfos em Helm. Por mais que isso não fosse o que Tolkien escreveu, eu - que vi o filme para depois ler o livro - não fiquei em momento nenhum confuso com nada. Desnecessária alteração, claro, mas não alterou na percepção a história.
    Além de outras alterações necessárias, porém, não infiéis. Acho que o trabalho na trilogia foi muito bem feito. O que mais nos afeta é o receio de não ver na tela o que queremos ou como imaginamos. Isso já é uma grande coisa, claro, muito incômoda, mas não grave.
    O grave é se mudar o sentido, se for totalmente outra coisa, se o espírito for diferente. Eles podem inventar o quanto quiserem, desde que, com bom senso. Nada de mostrar Frodo recepcionando Bilbo no Condado depois de tudo porque isso não é cabido. Mas do mais, invenções inteligentes, lógicas e usadas com parcimônia não são tão destrutivas assim.
    Claro, é o que eu penso hoje. Talvez se o resultado for um lixo, eu conclua tudo isso de forma diferente.
     

Compartilhar