1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O filme não correspondeu às minhas espectativas

Tópico em 'Cinema' iniciado por Vilya, 15 Jan 2007.

  1. Vilya

    Vilya Pai curuja, marido apaixonado

    Estatísticas muitas vezes não dizem nada, mas essa (título do tópico) é uma frase lida ou subentendida em pelo menos 7 de cada 10 posts criticando algum filme.

    Adaptações de obras consagradas são as campeãs da decepção, seguindas de perto por muitos dos filmes de diretores "favoritos".

    É comum observar fãs incondicionais de obras originais, ao verem-nas adaptadas para o cinema, darem pulos de raiva na poltrona e praguejarem durante a projeção. Amaldiçoam o diretor e suas próximas três gerações pois não estão de acordo com o que lhes é apresentado. Taxam bons filmes de grande porcaria por falta de fidelidade.

    - Argh! A Luluzinha tem vestidinho vermelho!
    - Aff, velho, sacanagem não ter o Glick...
    - Cara, só para começar, a Magali é magérrima, não poderia ter sido interpretada por aquela atriz.
    - Caraaalho! Ele não podia deixar tão escancarada a traição da Capitu.
    - Meu, é sério, para fazer desse jeito era melhor ter dado outro nome pro filme. Tá uma aberração com relação ao original.
    - Foi o quinto pior filme dos dos 9 que ele já fez.

    A grande questão é: até que ponto podemos nos deixar levar pelas espectativas na hora de criticarmos (elogiarmos inclusive) um filme? Sejam espectativas criadas pelo conhecimento prévio da obra na qual o filme se baseia, do diretor, do roteirista, dos atores ou de quaisquer outros da equipe técnica, ou ainda outro tipo de preconceito que possamos ter.

    Minha política para assistir adaptações ou filmes de diretores (ou até atores) que já fizeram bons trabalhos anteriormente é entrar no cinema com espectativa zero e dar ao filme chance de se mostrar como qualquer outro. Entrar no clima e tentar me divertir, torcendo para no fim ter extraído alguma coisa. Seja sorriso, seja lágrima, seja inquietação que me ponha a pensar.
     
    Última edição: 15 Jan 2007
  2. andrixzera

    andrixzera Usuário

    Em relação as adaptações de livros, acho que é normal não corresponder as expectativas pois a pessoa imagina o livro, da melhor maneira possível, do jeito que mais o agrade. Quando vc ve um filme adaptado, é MUITO difícil que ele seja mostrado como vc imaginou, por isso a decepção... minha opnião.
     
  3. Alanië

    Alanië Usuário

    Sou também dessa opinião, porque se vc já vai assistir com uma idéia formada de que o filme tem que ser do jeito que vc imaginou, é uma besteira! Não há como prever como será a visão do diretor e do roteirista, mesmo porque cada pessoa na hora que está lendo um livro tem a sua própria visão dos personagens e dos cenários. Até mesmo quando o livro possui ilustrações, elas ajudam sim a aumentar a imaginação, mas no meu caso, por exemplo, eu prefiro sem ilustrações, porque eu quero ter a minha visão da estória. A mesma coisa acontece com as adaptações para o cinema.

    Exatamente o que eu disse. É muito difícil a aceitação do público de primeira quando uma adaptação é montada. Mas acho que com o tempo ele vai observando as semelhanças e vai compreendendo que aquela visão não é a única, mas sim a visão de quem fez a adaptaqção.
     
  4. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Não há como evitar criar expectativas. "Meu diretor favorito vai lançar um filme novo semana que vem. Yoo hoo!". É impossível evitar isso, a não ser que você esteja tremendamente "saturado" e já tenha perdido toda a excitação por cinema. É até saudável que expectativas sejam criadas de vez em quando.

    O importante não é evitar expectativas, mas sim fazer o maior esforço possível para enxergar o filme por si só enquanto ele está passando na sua frente. Se for decepcionante, tudo bem, desde que a decepção não faça você desgostar do filme mais do que deveria.
     
    Última edição: 15 Jan 2007
  5. Alanië

    Alanië Usuário

    E desgostar também do diretor. Não é pq um dos filmes dele não foi como o esperado que os próximos vão seguir o mesmo caminho. E os outros anteriores que foram muito bons, não contam?
     
  6. Uncle

    Uncle Sou cool

    Para se ter uma idéia, no site Stephen King Brasil houve uma enquete perguntando qual era o melhor versão do O Iluminado, se a versão do Kubrick ou a versão que virou mini-seriado. A versão mini-seriado ganhou. Para a visão dos árduos fãs do Stephen King, que votaram nela por ser a mais fiel ao livro.
    Então, sempre teremos isso em casos de roteiros adaptados. As pessoas tem que entender que literatura é uma coisa, cinema é outra.
     
  7. Pequena Tûk

    Pequena Tûk Queen of the Night

    É claro que os fãs de um livro adorariam ver a obra passada fielmente na tela. Mas não dá, infelizmente.

    Quando o livro vira filme é uma adaptação. E sendo assim, cenas não retiradas, personagens às vezes não aparecem e até modifica-se outras coisas para, quem sabe, atrair mais os espectadores do filme.
    Esses filmes não são feitos só para quem é fã, o cinema é pra todos. E se agradar a massa, conseguirá inclusive novos fãs para o(s) livro(s) - como aconteceu comigo e com muitas pessoas ao assistir 'O Senhor dos Anéis'.
    É inevitável dar aquela pontinha de desconforto quando algo que gostaríamos muito que fosse de uma maneira (ou achávamos que TINHA que ser de tal maneira), é passada de outra forma. Mas temos que conseguir analisar o filme mais isoladamente. Claro que também o diretor não pode chegar lá e mudar toda história, aí já teriam motivos de sobra para reclamar. Mas tentar ver o filme mais 'compreensível', é viável.
    Até porque... Nossa visão do que seria uma excelente adaptação pode ser (e muitas vezes é) diferente dos outros.
     
    Última edição: 15 Jan 2007
  8. Pips

    Pips Old School.

    Se bem que Uncle, não é preciso ser fã do livro para saber que ele é "mal adaptado". Kubrick tirou o que ele queria do livro e fez um filme com os personagens do King, ele mudou bastante coisa. Coisa demais mesmo, não apenas uma simples adaptação, foi como se ele tivesse feito outra história. Entretanto, não estou criticando, prefiro mil vezes a versão do Kubrick não-fiel à versão da minissérie.
     
  9. Vilya

    Vilya Pai curuja, marido apaixonado

    Meu diretor favorito fazendo um lançamento me leva a assistir a pré-estréia cheio de euforia. Isso é ansiedade. Espectativa com relação ao lançamento, não com relação ao filme em si.
     
  10. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Eu estava me referindo a expectativas em relação à qualidade da obra, não à obra em si.

    Na verdade, "expectativa em relação ao filme" só é possível quando o filme é uma adaptação de um livro que você já leu, e tem já tem uma bela idéia do que esperar.
     
  11. Vilya

    Vilya Pai curuja, marido apaixonado

    Bom ponto. Esperamos qualidade independente do que a obra venha a ser.
    Por que não fazemos o mesmo com relação à adaptações? Por que além da qualidade exigimos mais? Por que é tão irritante para a maioria ver modificações? Mesmo quando a adaptação e o original se tornam paradoxais, o que dizer de modificações menores.

    É comum filmes de boa qualidade serem execrados por falta de fidelidade (?!?!?) ao original.

    A simples frase "preferi o livro ao filme" (ou o contrário) me parece meio sem sentido para embasar uma crítica.
     
  12. _Nindë_

    _Nindë_ Once Upon A Time...

    eu nunca espero mto de um filme baseado em um livro...pq sempre falta MTA coisa ou então eles mudam e tal...=P
     
  13. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Se você gosta do livro, você tem uma conexão emocional com ele. Naturalmente, qualquer desvio do livro - seja modificação ou encurtamento da trama, ou eliminação de alguns personagens, etc - vai ser irritante e/ou decepcionante. O grau de decepção/irritação vai depender do quanto você gosta do livro.

    É só uma questão de manter a mente aberta e ver se as alterações foram válidas ou necessárias. Se o filme é bom, geralmente esse tipo de decepção vai embora com uma segunda assistida.
     
  14. Vilya

    Vilya Pai curuja, marido apaixonado

    Faltar coisas. Taí outro ponto: é impossível colocar todo o conteúdo dum livro num filme, todo mundo sabe disso, pelo menos eu nunca vi um livro integralmente transcrito para as telas. Adptar para o cinema é muito diferente de simplesmente fazer isso.

    A irritação normalmente ocorre quando a pessoa se sente agredida. Leva como se fosse um desaforo. Já reparou que muita gente encara adaptações de obras que já leu como sendo um grande spoiler?
     
  15. Pequena Tûk

    Pequena Tûk Queen of the Night


    Concordo plenamente. Pelo menos isso se encaixa comigo.
    Se eu gosto muito de um livro, ver algumas (mesmo que poucas) modificações na história causa alguma certa irritação, desconforto e tal. Só depois que eu já vi o filme e xinguei bastante aquela cerca que tava mais pra esquerda, que eu páro e abro a mente pra analisar qual modificação foi necessária, qual foi mal-feita e tudo mais...
     

Compartilhar