1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O expresso Terra do Nunca-País das Maravilhas-Pepperland

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Luciano R. M., 23 Ago 2009.

  1. Luciano R. M.

    Luciano R. M. vira-latas

    'Uma espécie de Sherlock Holmes infantil com "a inteligência de um rapaz de 18 anos, ou um homem de 40 ou um sábio de 300, não necessariamente nessa ordem!!!'"
    É assim que Peter Hook, seu criador, define Jim Young- um menino de 6 anos de idade que descobre, nó sótão de sua casa em Londres, a cronocicleta: uma máquina do tempo em forma de bicicleta construída por Maximiliam Max. Com ela, Young persegue Cagliostro Nostradamus Smith, o gênio do mal e ex-sócio de Maximiliam Max que, querendo a bicicleta especial de seu ex-sócio e enlouquecido por seu sobrenome infinitamente comum, sequestrou Raven e Lucy, respectivamente mãe e irmã do herói.
    Em um dos primeiros livros da série, Jim Young and the Wonderland-Neverland-Pepperland Express, descobrimos que Cagliostro é doentiamente apaixonado por Alice Liddell, a inspiradora da Alice de Carroll. Ela, é claro, apaixona-se por Jim. E morre: acuada pelo vilão atira-se em um poço que acredita ser uma passagem para outra dimensão, porém é apenas um poço bastante fundo.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Puxa... e eu acreditei mesmo, nos primeiros parágrafos, que Peter Hook existia e um filme ia ser lançado. E pensava: "nunca ouvi falar dessa história, como tô por fora!" :timido:
    Muito bem escrito esse artigo Luciano!
    E de acordo com ele, Rodrigo Fresán é um autor a se conhecer mesmo.
    Obrigada.
     
  3. kika_FIL

    kika_FIL Usuário

    Cagliostro Nostradamus Smith... belo nome para um vilão...principalmente quando se viaja no tempo..hehehe
     
  4. imported_Wilson

    imported_Wilson Please understand...

    Muito louco esse livro! Recomendo a leitura para todo mundo. Costumam dizer sobre o poder psicodélico das palavras. Esse livro é um ótimo exemplo disso.
     
  5. Mi Müller

    Mi Müller Usuário

    Báh fiquei enlouquecida quando li o artigo lá no blog, está sensacional. Mais um livro pra interminável lista de livros a ler... se bem que acho que este vai furar a fila descaradamente!

    estrelinhas coloridas...
     

Compartilhar