1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O estandarte dos Regentes

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Swanhild, 21 Mar 2004.

  1. Swanhild

    Swanhild Usuário

    Eu raramente posto tópicos, mas hoje acordei com uma dúvida.

    Heráldica nos livros foi uma coisa que o Tolkien sempre se deu o trabalho de desenolver com detalhes. Há descrições elaboradas das regras de heráldica élfica, edaínica e de outros povos definidas pelo Tolkien; a Valinor tem artigos muito bons sobre esse assunto. Cada povo tem um brasào que o caracteriza, com os símbolos mais característicos do que eles representam: o cavalo empinado para Rohan, o cisne para Tuor e o povo de Dol Amroth, a Árvore Branca para Gondor e assim por diante.

    Agora, com todo esse cuidado e esse apuro, o estandarte dos regentes, inteiramente branco e desprovido de quaisquer símbolos, surpreende. Por que razão esse brasão seria assim vazio? Por qual motivo Tolkien teria deixado os regentes sem um símbolo que os identificasse, e por que motivos eles não teriam desenvolvido um símbolo que os identificasse em sua longa história? Poderia significar que a casa dos regentes era menos nobre do que outras mencionadas nos livros? Seria um sinal de inferioridade de sua linhagem? Submissão à linhagem dos reis, na forma de uma ausência de símbolos que pudessem rivalizar com os estandartes reais, que os Regentes deviam servir? Ausência de feitos importantes por parte dos membros da casa a serem lembrados pela posteridade, indicando que seus membros mais antigos teriam sido medíocres guerreiros e governantes? Falta de uma identidade própria da casa, por não terem desenvolvido um único símbolo de sua linhagem que valesse a pena colocar no estandarte?

    Todas essas características me parecem contrárias à netureza dos regentes como eles aparecem nos livros, e isso faz dessa questão da ausência de símbolos no estandarte deles algo ainda mais estranho e difícil de explicar.

    O que vocês pensam disso?
     
  2. =Bregalad=

    =Bregalad= Usuário

    Bom Swanhild, eu penso que a ausência de insígnias na bandeira dos Regentes indique justamente a temporariedade desta posição e sua submissão ao Rei. Digo posição, e não linhagem, já que no início a Regência não era hereditária, e nem necessariamente era restrita à uma única família (o que ocorreu somente após o Rei Minardil). Talvez seja por isso a Regência não possuísse insígnias ou brasões próprias, já que os regentes podiam vir de várias casas.
    Bom, você poderia argumentar que após a Regência se tornar hereditária eles poderiam adotar as insígnias da família do Húrin de Emyr Arnen (de quem os regentes passaram a descender). Mas também nisso os Regentes foram sábios (e humildes) ao não adotar nenhuma insígnia, já que, mesmo sendo hereditária, a regência era um posto temporário, pois eles só assumiam o governo enquanto o rei estava ausente. "Segurar o bastão e governar em nome do rei, até o seu retorno", lembra? Se os Regentes assumissem um brasão e insígnias, tecnicamente eles estariam revindicando o poder do Rei.
    Mesmo após o fim da linhagem dos reis em Gondor, eles continuaram a não utilizar brasões para mostrar que eles continuavam submetidos ao poder do rei (e provavelmente também para não criar atritos com outras casas de nobres gondorianos).
    Por isso eu acho que essa ausência não indica fraqueza, mediocridade, falta de nobreza da casa, e sim sua sabedoria e humildade, já que eles estavam lá "até o rei retornar". Tanto que eles nunca se sentaram no trono dos reis, e a único símbolo de seu posto era o bastão branco.
     
  3. Minduim

    Minduim Suburban Kid w/ Biblical Name

    Há também o fato de que o regente não era o Rei. E somente o Rei pode colocar sua bandeira com seu brasão tremulando no posto mais alto. Mas como os regentes precisavam colocar sua bandeira para representar que ele estavam governando, e ao mesmo tempo não poderiam ofender o Rei, els adotram a bandeira branca sem qualquer brasão, pois assim isso mostraria que eles governavam, e não ofenderia o Rei quando esse retornasse, pois nenhum brasão reclamava coisa alguma naquela bandeira.
     

Compartilhar