1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O caso Malafaia

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Neithan, 7 Fev 2013.

  1. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Tá, eu sei que o assunto já deu, só falam disso essa semana, e etc...mas véi, tô afim de ver a opinião de todos que quiserem falar sobre isso aqui.

    Primeiro, explicando. O pastor Silas Malafaia foi ao programa "De Frente com Gabi", domingo. E foi, bem, polêmico. Assista ao vídeo você mesmo:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    O mundo da Internet o xingou, o povo cristão em parte o apoiou. Até geneticista se intrometeu:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Vídeo ótimo, aliás. E segue abaixo as tais 15 jóias da evolução:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    ________

    Aí, tô quieto, quando vejo um evangélico amigo meu defendendo a resposta do Malafaia para o Eli Vieira. E tive de me intrometer. Segue abaixo, em spoiler, ao debate.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Aonde eu quero chegar é: Alguém aqui realmente concorda com a opinião do Malafaia a respeito da homossexualidade? Se sim, tente se explicar de uma forma melhor do que ele, por gentileza.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
    Última edição por um moderador: 6 Out 2013
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Re: O caso Malafia

    Não concordo com a opinião do Malafaia, mas ele tem direito a ela. Contudo, toda e qualquer ideia precisa destrinchada ao máximo para encontrarmos os furos nela. Infelizmente o cara foge do escopo bíblico para querer se meter um assunto que ele não compreende - genética. Até onde eu vejo, da mesma forma como alguns pastores só citam os trechos bíblicos que lhes convêm, o mesmo ocorre com o Malafaia: só cita as pesquisas que provam o ponto dele. No entanto, fui dar uma olhada nas pesquisas e descobri que o principal sujeito por trás delas é de Singapura, país que proíbe o relacionamento homossexual - isso dá o que pensar, não? Resumindo meu ponto: ele pode falar o que quiser? Pode, mas não pode esperar que os outros fiquem calados enquanto ele fala bobagem. O que falta aos religiosos hoje é autocrítica, algo que o próprio Cristo procurava instigar nos seus contemporâneos, mas sem sucesso.
     
    • Gostei! Gostei! x 6
  3. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    Re: O caso Malafia

    O Malafaia errou em pontos bem básicos.

    - O fato de não terem ainda determinado um gene gay não implica que está provado que não há influência genética (ou que não haja boas evidências para isso).
    - O fato de talvez não ter influência genética não implica que está provado que não há influência biológica (ou que não haja boas evidências para isso). Uma boa teoria é que há uma influência muito grande na gestação, o que inclusive poderia explicar a questão dos gêmeos.
    - "Só teoria". Há teorias boas e teorias ruins, teorias pouco ou bastante comprovadas. Como a teoria da relatividade.
    - Freud já é bem ultrapassado cientificamente (aliás, bem questionável se psicanálise já foi algum dia realmente científica, ou se foi uma espécie de 'espiritismo'). Aliás, se não me engano o mesmo explicava Deus como uma espécie de problema psicológico, se Malafaia fosse coerente teria que aceitar isso também...



    Mas a militância gay muitas vezes se veste de toda uma linguagem e mentalidade esquerdista, aí enche o saco mesmo. Por exemplo, discordo do Malafaia sobre sua visão do homossexualismo, mas não o acho 'fascista' e nem uma ameaça a democracia nem nada do tipo. Isso fica claro por exemplo na confusão (
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ) entre gays e um pessoal da TFP (católicos conservadores) - apesar de defenderem uma visão completamente inadequada da questão, os tfpistas se mostram muito mais moderados no respeito do espaço público e da dignidade humana alheia. Outro exemplo é a questão do casamento gay aprovado pelo STF que vai contra a definição de casamento dada pela Constituição - quem defende que, em nome do respeito as leis e do estado democrático de direito, o certo era antes mudar legalmente a constituição, é 'legalista reacionário'.

    Em suma, há como ter uma postura fraterna na questão dos homossexuais e ainda sim liberal, apostando nas leis que protegem o homem de forma geral, sem correr para o Estado pedindo leis específicas e secretarias especiais, e sim apostando no enxutamento, clareza e eficiência das leis e do Estado em garantir os direitos humanos de forma geral.
     
    Última edição: 7 Fev 2013
    • Gostei! Gostei! x 2
  4. G.

    G. Ai, que preguiça!

    Re: O caso Malafia

    Assim, não quero defender pessoa alguma aqui, até pq não concordo com a maioria do que o Malafaia diz e o modo como ele o diz, mas, assim, acho que, quando, tanto ele como esse seu amigo do fb, meio que comparam a homossexualidade com outros pecados, como assassinato - pra pegar um exemplo já usado - creio que eles o fizeram não pra dizer que, sei lá, uma pessoa homossexual irá, tbm, matar, ou que essa pessoa é tão horrível quanto um assassino, porém vejo mais como uma forma de dizer que, tanto o primeiro quanto o segundo pecado são condenáveis - reparem que digo o pecado, não a pessoa...

    Em geral, acho ridículo esse cara, o Malafaia, aparecer por aí como que um porta-voz do cristianismo, já que ele parece estar mais interessado na exposição de sua prórpia pessoa... o ruim é que muita gente vê de tudo o que ele fala e 1)acredita no que ele diz como sendo verdade absoluta; ou 2)Acabam pensando que, já que ele está no meio cristão, logo todo o ideal cristão tbm é assim =/

    Confesso que não tenho esse conhecimento de se a homossexualidade é ou não genética, mas, pensemos, por exemplo, no início do mundo(de acordo com a bíblia): tinha lá Adão e Eva e os bichinhos todos e a vida era perfeita - e isso incluía uma perfeita condição de saúde, um contato direto com Deus, a inocência, um lugar ideal para se viver, enfim... - até que entrou o pecado no mundo e o ser humano passou a ter uma vida com cada vez mais problemas(antes não havia dores no parto, antes o homem não precisava trabalhar para o seu sustento, não havia doenças etc). Quem sabe a homossexualidade não seja, tbm, um dos resultados desse primneira ruptura entre homem-Deus? (eu falei ali sobre antes não haver doenças, mas isso não quer dizer que considero a homossexualidade uma doença, ok? Só pra constar, antes que venham rebater usando isso...). Não penso que, com o que disse, quis ofender ninguém, e realmente não é minha intenção... vc, Igor, quis saber a opnião de nós, e por isso estou respondendo... por favor, não vamos transformar isso em um tópico-batalha :D
     
    Última edição: 7 Fev 2013
    • Ótimo Ótimo x 2
    • Gostei! Gostei! x 1
  5. Liv

    Liv Visitante

    Re: O caso Malafia

    Eu não vi a entrevista, porque acho o Malafia um idiota. A política (política? não sei se o termo certo é esse, mas enfim) que as igrejas pentecostais e neo-pentecostais tem para os adolescentes e jovens adultos é uma piada, o que torna essa geração preconceituosa. Eu não concordo com a opinião do Malafaia, mas posso explicar mais ou menos a visão religiosa da coisa.

    Quando participava do grupo de jovens da IURD, era pregado que o homossexualismo era errado (leia-se pecado) porque Deus fez o homem para a mulher e a mulher para o homem. Qualquer coisa que contrarie isso, é errado. E vamos incluir na fogueira os bissexuais também, portanto o único relacionamento "permitido" é homem x mulher e só após o casamento.

    E beijo de língua também não pode. Só dar as mãos, abraços e conversar. Qualquer contato mais íntimo é só depois do casamento. MESMO.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
    • LOL LOL x 1
  6. Mercúcio

    Mercúcio Well-Known Member

    Re: O caso Malafia

    Por onde começar? É possível que eu me perca na organização do que quero dizer, mas vamos lá...

    Primeiramente acho que o Malafaia é um idiota sem credibilidade (para o seu rebanho, infelizmente, não é assim), que quis legitimar algo que está presente em diversos segmentos do cristianismo - a condenação moral da homossexualidade - no campo científico. Falou bobagem e foi desmentido por quem tem propriedade para falar do assunto.

    Em nossa história recente, vimos por todo o ocidente o avanço na conquista de direitos por homossexuais. E isso, naturalmente, esbarrou nos setores mais conservadores das sociedades, com destaque para a questão religiosa. E não dá pra tratar isso de uma maneira uniforme. Há divergência mesmo no meio cristão.
    A Igreja Católica vive uma crise sem precedentes em razão de sua não adaptação às demandas que a modernidade crescentemente lhe coloca. Quando é que vimos o Papa ser recebido por protestos no Reino Unido e na Espanha? As bandeiras? Sacerdócio feminino, respeito à diversidade sexual, entre outras questões.
    O Papa Bento XVI vem de uma ala conservadora da ICAR. Mas há setores mais progressistas dentro do catolicismo e que caminham mais no sentido da tolerância.
    O discurso é exatamente esse que aqui foi mencionado: não condenam os homossexuais e sim a homossexualidade. Parece mero artifício de retórica, mas é preciso lembrar que há um ideal de amor universal no cristianismo e, tampouco estão excluídos desse amor aqueles que, em sua concepção, estão em pecado.

    De minha parte, me incomoda como alguns movimentos neo-ateístas tornaram o Malafaia no porta-voz da cristandade, quando pra mim talvez lhe fosse mais cabível o título de "falso profeta". Não por alguma noção de Verdade, que como cristão tenho por relativa. Mas por sua prática e por sua conduta. E apesar do relativismo a que me filio, é possível apontar as deformações que essa Teologia da Prosperidade contém. Acho, enfim, que essa vinculação acrítica da figura de Malafaia a todos os segmentos cristãs é desonesta e oportunista.

    Falando do meu lugar como religioso: sou espírita (chamariam-me kardecista). E mesmo no Espiritismo a questão da homossexualidade é ponto polêmico, embora seja discutida com abertura muito maior. Como reencarnacionista, tenho minhas crenças quanto às causas espirituais da homossexualidade, que acredito não cabe discutir aqui. Há espíritas que defendem que a prova do homossexual é resistir à tal condição, abstendo de viver a homossexualidade. E há espíritas que, como eu, acham que isso é reflexo do condicionamento cultural e do estágio em outras doutrinas que a condenam. A crença no Espiritismo pressupõe a crença na construção de uma família universal e acho despropositado colocar empecilhos e constrangimentos àqueles que vivem o amor de uma forma diferente. Existe bibliografia para essas duas "vertentes". E diga-se de passagem, conheço diversos homossexuais espíritas que estão na condição de evangelizadores.

    Acho que não há um posicionamento do Espiritismo quanto ao tema, mas há posicionamentos dos espíritas. A doutrina, conforme elaborada por Kardec, assenta-se na valorização da razão e, seguindo o princípio da revelação progressiva, se pretende não dogmática. O codificador conclama-nos a submeter tudo ao crivo da razão e há mesmo como elemento importante no corpo doutrinário uma valorização da ciência. Chega a dizer que se a ciência desmentir algum ponto doutrinário, que abandonemos o ponto em questão e incorporemos os esclarecimentos trazidos cientificamente. Acho que tal configuração faz do movimento espírita algo mais heterogêneo.

    Enfim, tenho uma orientação política de esquerda, sou historiador atualmente dedicado ao século XVIII, sou espírita e, portanto, cristão... e não partilho das posições defendidas pelo MalaFAIL. Como foi dito, ele tem direito a elas. Mas como disse acima, foi uma varada n'água tentar legitimar a condenação moral da homossexualidade no campo científico. De minha parte, o vejo como um "vendilhão do templo", um representante da corrupção do sagrado e... é isso. Desculpem a mistureba que acabei fazendo aqui... :mrgreen:
     
    • Gostei! Gostei! x 4
    • Ótimo Ótimo x 1
    • LOL LOL x 1
  7. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    Re: O caso Malafia

    Mas nessa questão do homossexualismo o Malafaia é sim um representante fiel do cristianismo: a Igreja e os protestantes em sua grande maioria concordam com a posição dele em sua totalidade. A posição contrária é defendida apenas por alguns anglicanos e kardecistas (e é bastante questionável se estes são cristãos, estão bem mais próximos do pessoal da umbanda, só que com uma linguagem mais cientifizada e 'européia').
     
  8. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Re: O caso Malafia

    Se ele se mantivesse em argumentos religiosos, eu discordaria mas manteria seu direito de falar. Afinal, nesse ramo ele é autoridade. Pelo menos mais autoridade que eu.

    Mas facilmente se identifica um salafrário quando ele começa a se utilizar de argumentos de ramos em que ele é completamente leigo para justificar sua posição. Isso significa que ele mesmo dá mais credibilidade às ciencias do que a sua crença religiosa para debater o assunto, mas o distorce a seu bel prazer. Ele mesmo não acredita no que está falando, ele mesmo acha insuficiente os argumentos religiosos apenas. Não há um viés religioso nas posições que defende, é puro cretinismo mesmo para enganar pessoas e ganhar poder/dinheiro.

    Nesses casos, eu acho que tentar arrancar argumentos dele é perda de tempo. Temos apenas que denunciar cada bobagem que é dita sobre assuntos que ele desconhece.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  9. Mercúcio

    Mercúcio Well-Known Member

    Re: O caso Malafia

    Com relação à questão da condenação moral da homossexualidade eu concordo que seja algo presente de maneira muito forte nos diversos cristianismos. Ainda assim a questão não é tão homogênea como se supõe. E há mesmo questionamentos quanto a isso sendo elaborados no âmbito de diversas confissões cristãs. Além disso, mesmo entre as que condenam, há diferença quanto à "radicalidade" na forma que lidam com a questão.
    Mas o que quis passar em minha primeira postagem, é que tenho um problema com esse neoateísmo militante que tem por premissa a vinculação entre fé e ignorância e aproveita as bobagens que o Malafaia falou para transformá-lo num "espécime representativo".

    Bom, quanto ao Espiritismo ser ou não cristão, eu entendo que seja, na medida em que tem a figura de Jesus como guia e modelo, sendo apresentado pelo O Livro dos Espíritos como o Espírito mais perfeito que reencarnou na Terra. Não é à toa que uma das obras básicas da Codificação é o Evangelho Segundo o Espiritismo, em que é oferecida uma leitura própria a determinadas passagens do Novo Testamento.
    De minha parte, eu me reconheço como espírita e como cristão.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  10. Omykron

    Omykron far above

    Última edição por um moderador: 6 Out 2013
    • LOL LOL x 2
  11. Grimnir

    Grimnir Usuário

  12. Lindoriel

    Lindoriel Saurita Catita

    Religião é um negócio BEEEEEM complicado, pois se por um lado as pessoas crêem no que querem, por outro elas deveriam não tocar em certos assuntos mais "delicados"...

    Até porque eles crêem que para "os outros" é assim também, ou seja, tentam impor... e é isso que eu acho errado.

    E meu... sobre 10 mandamentos... ninguém mais guarda o SÁBADO hoje em dia... e esse negócio de "Não cobiçarás a mulher do próximo", não tem equivalente pra mulher? Cobiçar o homem da próxima tá valendo?? :lol:

    Se for levar tudo ao pé da letra, não dá pra seguir.
     
    • LOL LOL x 2
  13. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Não sei, eu sou simpatizante da causa GLBTXYZ, vou em boates GLS, aliás prefiro porque acho o ambiente bem mais tranquilo do que a maioria das baladas hetero. Eu acho que o Silas é um político religioso, e acho que ele sabe muito bem disso, e adoraria desenvolver este assunto mirabulosamente mas quando penso no ponto de vista desta pessoa discutindo com a Marília Gabi Gabriela eu automaticamente penso em...
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    E perco totalmente minha linha de raciocínio...

    ^_^

    Se todos os preconceituosos fossem como o Falcão, que maravilhoso o mundo seria.

    By Raphael S
    or not
     
    Última edição por um moderador: 5 Out 2013
    • Fail Fail x 1
    • LOL LOL x 1
  14. Lindoriel

    Lindoriel Saurita Catita

    Uma vez fui a uma igreja (não direi qual rs) onde o pastor falou em alto e bom som: se vc tiver algum amigo homossexual, traga ele aqui pra gente curar...

    oO

    Esse tipo de coisa ainda não dá processo não?!
     
    • Gostei! Gostei! x 1
    • LOL LOL x 1
  15. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Uma rápida enquete:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Quem viu o vídeo do debate na Câmara sobre esse assunto, deve ter percebido que o foco foi quase que integralmente na determinação do que é homossexualidade. Será que nesse caso específico esse deveria ser o cerne do debate? Embora a discussão na Câmara tenha convergido para a busca da verdade sobre esse assunto, o argumento central da proposta era, segundo o autor, o seguinte:

    Será que essa proibição seria uma "proibição do bem" (se é que existe tal coisa)? Quanto mais esclarecida se tornar a sociedade (e o movimento LGBT tem papel fundamental nesse sentido), menor será a procura por psicólogos que prometam curas para algo que não é doença e que portanto não precisa de cura.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
    • LOL LOL x 1
  16. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    só se ele ñ conseguir curar, pelo código d defesa do consumidor é propaganda enganosa, :lol:
     
    • LOL LOL x 5
    • Ótimo Ótimo x 1
  17. Ainurian

    Ainurian Visitante

    Re: O caso Malafia

    Silas Malafaia envergonha o Evangelho.

    Mas isso não é geral de TODAS as igrejas. O grande problema do cristianismo é esse. É ninguém falar a mesma língua. E cada um pegar sua interpretação do que "é pecado" e do que "não pode" e criar uma doutrina em cima disso, mesmo com a Bíblia sendo uma só.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  18. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Re: O caso Malafia

    Entendi sua colocação, Gabrielzinho, e eu mesmo acho que o problema sobre relacionar homossexuais com assassinos foi de má expressão - embora eu não duvide que o Malafaia os odeie. É basicamente aquela famosa regra que deveria ser seguida por todo cristão: odeie o pecado, não o pecador.

    Enquanto as demais igrejas não se manifestarem contra a forma pela qual ele realiza sua "pregação", sim, a exposição que ele procura o tornará um "representante" do cristianismo - ou dos protestantes, pelo menos.

    Sobre Adão e Eva... é nessas horas que eu penso que não dá pra ler e interpretar aquilo de forma literal. Desse apelo à literalidade surge a defesa mais imbecil já desenvolvida pelos criacionistas: "é Adão e Eva, não Adão e Ivo". :rofl:

    - - - Updated - - -

    Eu já digo que o grande problema do Cristianismo é se fiarem mais em alguns pontos que outros. Para uma religião que surgiu graças à reinterpretação de Cristo dos Dez Mandamentos - ele ressaltou que a Mensagem principal de tais leis era basicamente o Amor Ágape e o Amor Philia -, temos muitos aí que gostam de usar trechos do Velho Testamento para justificar crenças e ideias retrógradas.
     
  19. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Re: O caso Malafia

    Exato. Ninguém se entende, cada um faz sua interpretação, e todos acham que estão certos. Depois de anos me achando certo, cheguei a conclusão que todos estavam enganados. :lol:

    Sobre crente falando homofobias na igreja, lá dentro eles podem, até onde eu sei. A constituição defende essa livre-expressão em lugares fechados e templos religiosos. EU ACHO.

    Mas já falei, pra mim Malafia é propaganda pra ateísmo. Sério.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  20. Yehonatan

    Yehonatan My Redeemer Lives!

    Re: O caso Malafia

    ué, vc também acha que a sua interpretação da Bíblia é a correta, certo? ou pelo menos a sua visão de mundo, caso opine por não interpretar a Bíblia. Isso é natural, por mais que fira o orgulho ou vá de encontro com as opiniões de algumas pessoas.
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar