1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O capote e outras histórias (Nikolai Gógol)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Meia Palavra, 9 Jul 2011.

  1. Meia Palavra

    Meia Palavra Usuário

    “Todos nós viemos do Capote de Gógol”, disse Dostoiévski, aludindo ao mais famoso conto daquele escritor russo, também um dos contos mais famosos da literatura mundial. Com a palavra de recomendação do mestre de um dos mestres do romance russo, lá vou eu em busca do famigerado conto, quando encontro esse bem acabado volume da editora 34, com uma seleção de trabalhos do autor que, pelo posfácio, almeja trazer uma visão abrangente de sua obra. Influenciado pelo que conhecia dos livros de Dostoievski, esperava um trabalho sóbrio, mas estava redondamente enganado.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. DenyYourMaker

    DenyYourMaker Usuário

    O autor com mais senso de humor da Rússia, nunca ri tanto quanto com Almas Mortas. Esses contos tem um que de Kafka, aliás, o Kafka tem um que de Gogol.

    No mais, deveriam colocar uma moratória sobre essa frase do Dostoiévski.
     
  3. Spartaco

    Spartaco James West

    Recupero este tópico para dizer que adquiri o referido livro da Editora 34, sendo um dos melhores livros de contos que li ultimamente.

    Realmente é uma pena que são poucas histórias, uma vez que são apenas cinco; no entanto, há um lado positivo, pois ficamos querendo conhecer outras obras de Gógol.
     
  4. Marcio Scheibler

    Marcio Scheibler Usuário

    Acabei de ler O CAPOTE SEGUIDO DE O RETRATO!

    Os dois contos presentes no livro satirizam a Rússia do século XIX. Mostra a real posição das pessoas na sociedade. O autor satiriza o sistema, não perdoando sequer a polícia no primeiro conto, O CAPOTE.

    Como a maioria das obras de autores russos, os contos apresentam uma leitura carregada, tanto do lado emocional quanto psicológico, com forte poder crítico. O vocabulário não é rebuscado, mas é necessário paciência para interpretá-lo.

    O segundo conto, O RETRATO, é mais monótono, mas não de menor qualidade. Cito abaixo uma passagem interessante desse conto:

    "O pintor-criador é tão eloquente no insignificante como no sublime; o ínfimo nele já não é desprezível, pois através dele transparece imperceptivelmente o maravilhoso espírito do que foi criado, e o insignificante recebe uma expressão sublime, pois fluiu pelo purgatório da sua alma".
     
  5. Vinnie

    Vinnie Usuário

    Também lili Gógol este ano.... o Nariz é realmente uma obra-prima surreal no trabalho de metonímia "o nariz" pelo cara... o diário de um louco tb.... com o cara falando com os cachorros... Gógol esculacha.
     
  6. lavoura

    lavoura Usuário

    Concordo com tudo oque você disse!
    Os cinco contos que compõe o livro são geniais!
    Várias passagens hilárias.
    Eu to louco para ler as outras obras do Gógol, já tinha o Teatro completo da editora 34 e comprei o Taras bulba, que já está escalado como meta de leitura deste mês. Ai não aguentei e fui num sebo, onde achei Almas mortas a preço de pinga. O bom do Almas mortas é que não tem tradução indireta. Então pode-se comprar qualquer edição que será direto do russo!

    Foi um dos melhores livros que li esse ano.
     

Compartilhar