1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O canto da Sereia - um noir baiano (Nelson Motta)

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Excluído046, 11 Jan 2013.

  1. Excluído046

    Excluído046 Banned

    Nunca se viu nada parecido na Bahia. O assassinato da musa do carnaval, em plena terça-feira gorda, eletrizou Salvador - quem teria motivos para matar a linda Sereia, que aos 22 anos se tornara uma estrela exuberante do pop nacional? A princípio ninguém, mas a lei do suspense clássico também vigora nesta trama. Incluindo o mordomo, são todos suspeitos - os produtores artísticos, a fiel empresária, o compositor dos hits de Sereia e a mãe de santo mais poderosa da Bahia. Em 'O canto da Sereia - um noir baiano', o autor desvenda a indústria do disco sob um ponto de vista divertido e original - o olhar de Augustão, o investigador particular, o detetive que não vive sem sexo, drogas e afro-jazz. (
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    )

    Como comentei, no facebook, a minha paixão pelos orixás tá rodando o mundo. Eu falo que tô assistindo "O canto da Sereia" e todo mundo diz "é claro que está, a Sereia era filha de Iemanjá". Agora tô com vontade de ler o livro, mas isso é culpa do Nelson Motta. Lembro que li, há algum tempo, o primeiro capítulo, e gostei do que li, mas não comprei o livro porque ele estava muito caro, quarenta reais. Eu gosto de literatura policial (Salve, Poirot!), eu gosto dos orixás, enfim, é o tipo de livro que, sim, chama a minha atenção. E, claro, a única coisa que eu espero desse tipo de livro é diversão, e, geralmente, eu alcanço o meu objetivo.

    Do pouco que li de "O canto da Sereia", a escrita parece ser bem despretensiosa, e o Augustão, narrador, é bem direto no que fala. Ele não se demora muito em contar, por exemplo, a história do nome de Sereia, que lhe foi dado em homenagem à Iemanjá por causa de um sonho que sua mãe teve com a Rainha do Mar enquanto estava grávida. No sonho, Iemanjá dizia que a menina nasceria com cabelos de ouro e olhos de mel, que seria rica e famosa e se chamaria Sereia. Quando a criança nasceu, consultaram uma mãe de santo que falou que Sereia conquistaria fama e fortuna, mas não seria feliz por muito tempo.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Bel

    Bel Moderador Usuário Premium

    To morrendo de vontade de ler este livro, já que não consigo ver a minissérie.
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  3. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Êêêêê, um "O Chão Que Ela Pisa" que se passa na Bahia. :lol:

    Brincadeira, também quero ler - sem chance de conseguir ver a minissérie. :P
     
  4. Excluído046

    Excluído046 Banned

    A microssérie tá muito legal, Belzinha e Bruce. Ísis nem DCpcionou na hora de fazer o sotaque baiano. E eu pensei que seria muito estranho eu conseguir gostar dela interpretando o sotaque baiano, porque já sou familiarizada com o sotaque mineiro dela. Ela ficou muito foda como Sereia. E, claro, é óbvio que ela desafina bastante e o timbre de voz dela não é nada legal, mas o que ela sabe fazer de melhor, ser atriz, está perfeito.

    Gente, gente, gente, vou ganhar o livro de presente de aniversário. Progenitora acabou de me informar. Ela falou "sei que você quer ler o livro, mas sei que, como está desempregada, não poderá comprar... pode comprar, fica como seu presente de aniversário, você merece". :joy:
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 4

Compartilhar