1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O arquiteto do esquecimento (Marcos Bulzara)

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Marcio Scheibler, 11 Out 2011.

  1. Marcio Scheibler

    Marcio Scheibler Usuário

    Sinopse:

    Conheça a impressionante história de Doran Visich. Ele sobreviveu milagrosamente aos campos de concentração nazistas e transformou-se no gênio por trás da maior criação da indústria farmacêutica mundial: uma droga capaz de apagar a memória humana. Mesmo depois de vencer inúmeras barreiras, ganhar milhões e conquistar posição de destaque no mundo da ciência, ainda existe uma culpa que o prende ao passado e o impede de ser feliz. Até o dia em que ele finalmente conhece a verdade que buscou por mais de cem anos! O Arquiteto do Esquecimento revela uma trama visceral e emocionante. Você será arrebatado numa história de ódio e perdão; de perseverança e resgate; de esperança e salvação.

    Opinião:

    Sem dúvida uma das melhores obras da literatura nacional que já li.

    Uma narrativa que vai da década de 30, no período anterior ao da Segunda Guerra Mundial, até o ano de 2038, mostrando detalhes da vida de pessoas que passaram pelos horrores dos campos de concentração nazistas e que mais tarde reaprenderam a viver.

    O texto nos traz lições de vida e mostra o quanto somos pequenos diante de certos acontecimentos que surgem em nossas vidas e mudam o rumo de tudo. Pessoas próximas saem de nosso convívio para, talvez, nunca mais voltar. Mas elas estão com a gente o tempo todo, instintivamente nos guiando e mostrando que a vida é bem mais que uma simples brincadeira de criança, uma namoro de adolescência, um primeiro emprego, um diploma.

    O personagem principal, Doran, é emblemático e carrega consigo uma emoção fortíssima, que transcende as páginas e toma conta do leitor. Vivemos com ele as angústias página por página.

    Aquela faixa amarela lá no topo esquerdo superior da capa não é exagero: BEST SELLER.
     

Compartilhar