1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

NÚMENOR É A "ATLÂNTIDA"?...

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por N'liärien, 3 Jan 2006.

  1. N'liärien

    N'liärien Banned

    Cavalheiros e damas, na Carta 144 (p/ Naomi Mitchison, 25/4/1954) Tolkien diz
    “Mas todos os nomes em Gondor, com exceção de alguns de origem supostamente pré-histórica, são de forma Élfica, uma vez que a nobreza Numenoriana ainda usava um idioma Élfico, ou poderia usar. Isto era porque eles tinham sido aliados dos Elfos na Primeira Era, e a eles tinha sido concedida a ilha Atlantis de Númenor por essa razão. Duas das línguas Élficas aparecem neste livro."

    Assim, eu pergunto: Númenor era a Atlândida?...
     
  2. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    O termo equivalente a "Akallabêth" em quenya é Atalantë. Não tem como ser coincidência, né? Númenor é a versão tolkieniana do mito de Atlântida.
     
  3. _Eldariel_

    _Eldariel_ Usuário

    Sim Maglor, pode sim ser coincidência ( na minha opinião é, assim como existe a ilha de Avalónë [da mitologia anglicâna], a ilha próxima a Eressëa, que também existe na mitologia de Tolkien e seria coincidência demais com a história de Rei Arthur e a ilha mistica de Avalon).
     
  4. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Hum, MUITO difícil de ser coinscidência, Fairy, embora eu deteste admitir isso. "Atlantis de Númenor"? Acho que Tolkien realmente se inspirou em Atlântida pelo menos para a Akallabêth.
     
  5. Parisio

    Parisio Usuário

    Você pode ver algumas especulações no tópico "Ascendência de Númenor", N'liärien, nesse mesmo setor do fórum.
     
  6. Almië

    Almië cute as a button

    Bom... se foi uma inspiração ou não.. não há como saber, mas que a história das duas ilhas é mt parecida.. com certeza!!!! :lol: :joy:

    >>O declínio dos padrões éticos e morais, a perda da harmonia e o distanciamento da essência e da dimensão espiritual da existência foi o principal motivo do desaparecimento desta civilização. Em Timeu, Platão discorre sobre o fato: "Impressionantes terremotos e inundações ocorreram ...e sobrevieram um dia e uma noite horríveis quando Atlântida foi tragada pelo mar e desapareceu...". Prevendo a destruição, os sábios atlantes emigraram juntamente com alguns grupos para o Egito, a América Central, originando a civilização Maia, e para a Grã-Bretanha, possibilitando o surgimento dos Celtas.<<

    Que eu saiba, a história de Atlântida, já foi relatada em 26.000 livros aproximadamente. :hanhan:
    É bem possivel que o Tolkien, apaixonado por mitologia, tenha acreditado em Platão ou e, outros escritores neh?!?!! E se baseado nesse mito da ilha de Atlântida para compor a Ilha de Númenor... :cerva:
     
  7. Deriel

    Deriel Administrador

    Na verdade Atlântida é Númenor. Tolkien só relatou a "história real" (dentro do tempo alternativo do Silmarillion e SdA) por trás dos mitos. Parece brincadeira, mas é uma afirmação séria =]
     
  8. N'liärien

    N'liärien Banned

    Cavelheiros, permitam-me o "momento viagem na maionese": e se Tolkien for a reencarnação de um espírito daqueles que habitaram na Atlântida?

    Digo isto, porque li - há dua semanas - uma das Cartas (não lembro-me de qual, pois tenho lido tantas...) de Tolkien, onde ele diz mais ou menos o seguinte: EU TENHO ESSA LEMBRANÇA, esse INSTINTO de ATLANTE e sempre TINHA UM SONHO COM UMA ILHA DESTRUÍDA POR UM MAREMOTO. Mas DEPOIS QUE ESCREVI A QUEDA DE NÚMENOR O SONHO SE FOI e não o tive mais...

    Não estou pregando religião alguma; estou apenas fazendo uma pergunta.

    Mas a reencarnação não é algo estranho em Tolkien; ao contrário, Vejamos o diálogo entre Finrod e Andreth.

    Grato a todos pelas respostas.
     
  9. Goba

    Goba luszt

    Eu acho que ele era um cara apaixonado por lingüística e mitologia, mas apaixonado mesmo, não acho que ele seja reencarnação de ninguém.
     
  10. Deriel

    Deriel Administrador

    Reencarnação não é algo estranho à Cosmogonia da Obra de Tolkien, mas o é à religião de Tolkien =]
     
  11. Marco

    Marco may the force be with... wait

    Acho que foi só inspiração ou apenas lógica pura, Afinal todas as culturas e religiões tem uma catástrofe desse tipo destruindo uma cidade. Acho que é mais uma lição de moral mesmo... tipo "EI, vcs meio que perderam as estribeiras rapaziada... então a galera aqui de cima decidiu que basta pra vocês..."

    Pura e simples justiça divina aplicada... :lol:
     
  12. Parisio

    Parisio Usuário

    Pertencer a uma religião não significa concordar com ela, cegamente, em todos os pontos. Grande parte dos católicos hoje não acredita em Paraíso e Inferno, Adão e Eva, senão como alegorias.
     
  13. Deriel

    Deriel Administrador

    Bom, se você acredita em reencarnação simplesmente não é Católico. E Tolkien era =]
     
  14. Aracáno Elessar

    Aracáno Elessar Nietzsche

    Creio que seja as vezes necessário separar as obras do escritor.
    Quanto a Atlântida, sendo ela históricamente, e em obras consideradas como "A ciência do que é oculto", têm-se a referência ao mito da origem dos povos bárbaros.
    Lembre-mos que o termo bárbaro senão refere-se ao fato da língua do povo assim referido ser diferente do que refere-se a ele.
    Sendo assim, a semelhança se dá ao fato dos Númenoreanos que chegam a Endor após a queda de Númenor serem bárbaros, com relação aos homens de Endor, e vice-versa.
    No contexto Atlântida vimos que após sua queda temos a chegada dos povos bárbaros como os hunos, não excluindo talves os godos, visigodos, etc. Mas esse paralelo é feito com demasiadas teorias encontradas em quase todos os povos. Um exemplo seria o apocalipse, encontrado em mitologias distintas como a Nórdica e a cristã [Ragnarök e o Apocalipse].

    Abraços.
     
  15. Deriel

    Deriel Administrador

    Tá bem confuso isso. Atlântida e hunos, godos, visigodos e todos os demais estão separado por milênios.
     
  16. _Eldariel_

    _Eldariel_ Usuário

    Na verdade a teoria que é fundamentada de Atlântida assim como Aracáno disse, é que daí vem a origem de todos os povos bárbaros, eles estavam separados segundo o tempo em que foram descobertos, mas assim como os estudiosos dizem, os povos que viviam em Atlântida migram para o norte da Europa, vivendo "juntos", e então invadem o sul da Europa.
     
  17. Deriel

    Deriel Administrador

    Continua confuso. Onde entram os hunos nessa história?

    By the way, essa idéia de invasão do sul da Europa (queda do Império Romano) é um factóide histórico. Tal invasão não aconteceu, a mescla foi em sua maior parte pacífica =]
     
  18. Aracáno Elessar

    Aracáno Elessar Nietzsche

    É um assunto delicado Deriel.
    Como historiador digo que os milênios não os separam.
    A teoria baseia-se no seguinte:

    Após a queda de Atlântida os ancestrais dos que mais tarde viriam a ser chamados de bárbaros em nossa cultura migraram para a Europa, vivendo a princípio como um único povo, e mais tarde dissipando-se pelas demais regiões.

    Essa é a lacuna de tempo que lhe faltou.
    Após a dissipação, ou mesmo podendo chamá-la de diáspora, estes povos viriam a se dividir entre os bárbaros hoje chamados de Sarmatas, Hunos, Godos e suas vertentes.
    Assim teriam seus primeiros contatos com Roma, milhares de anos depois, e mais tarde viriam a formar a sociedade Medieval.

    (Não tinha lido teu outro post, mas sim, a mescla pode-se dizer como pacífica, pois os Patrícios que iam contra os Homens Novos iniciaram a queda, com a Pax Romana. Porém, com relação aos Hunos não foi pacífica, e em sua grande parte sustentou o que mais tarde faria nascer os Feudos, a relação de Suserania e Vassalagem, pois os demais bárbaros pediam ajuda aos proprietários de terra, que não querendo perdê-las, acolhiam-nos afim de resistir aos hunos e ter como manter suas terras)

    Qualquer outra dúvida e só dizer meu amigo. =]
     
    Última edição: 10 Jan 2006
  19. Almië

    Almië cute as a button

    *Os dinossauros estão separados das nossas aves por milhões de anos, e no entanto, a maioria dos cientistas defende que eles são seus ancestrais... :lol:

    o que eu sei é que em Timeu, Platão descreve que antes da queda, alguns atlantes migraram para a Grã-Bretanha, possibilitando o surgimento dos Celtas...
    >>se atlantida existiu realmente, o que eu não acho improvavel (pois poderia facilmente ter sido destruida por um vulcão, e depois por ondas gigantes, provocadas pelo quantidade de terra depejada no mar, como ocorreu com parte da ilha de Creta...), essa migração, consequentemente criação de novas culturas baseadas nas originais da ilha, não seria impossivel de acontecer!! :cerva:
     
  20. Deriel

    Deriel Administrador

    Bom, considerando-se que Atlântida é uma lenda (principalmente a parte dos "moradores evoluídos") pode-se acrescentar qualquer coisa nela :cerva: E ainda não entendi o que os hunos têm a ver com a história, além de serem considerados "bárbaros" =]
     

Compartilhar