• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Novo Capitão América das HQs é gay e protetor dos desabrigados

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Capa de The United States of Captain America #1, com o herói Aaron Fisher - Reprodução

Capa de 'The United States of Captain America #1', com o herói Aaron Fisher Imagem: Reprodução


Um novo Capitão América está na área: a Marvel anunciou hoje que "The United States of Captain America", série de quadrinhos criada para celebrar os 80 anos do personagem, vai introduzir o primeiro herói gay a utilizar o escudo e o símbolo do Capitão.

Marcada para 2 de junho, a primeira edição da série de HQs servirá como introdução de Aaron Fisher, um jovem gay que usa um traje inspirado pelo Capitão América e protege uma das populações mais vulneráveis dos EUA: os desabrigados e moradores de rua.

Um levantamento do governo norte-americano aponta que entre 20 e 40% dos desabrigados no país se identificam como LGBTQ+. A ONG True Colors United, enquanto isso, estima que jovens LGBTQ+ tem 120% mais chance de perderem sua casa (inclusive por serem colocados na rua por pais homofóbicos) do que jovens heterossexuais.

Fisher, oficialmente batizado de "Capitão América das Ferrovias" (os trilhos abandonados pelos EUA viram a casa improvisada de muitas pessoas desabrigadas pelo país), foi criado pelo roteirista Josh Trujillo, que é gay; e pela artista Jan Bazaldua, uma mulher transgênero.


I can't wait for you to meet Aaron Fischer! Working with @obazaldua has been a dream, and I'm beyond honored to introduce him into the Marvel Universe.

THE UNITED STATES OF CAPTAIN AMERICA comes out in June! Check out this @ArtofNickRobles cover!! 🏳️‍🌈💕🇺🇸 https://t.co/76qmxVCue9
-- Josh Trujillo! 🏳️‍🌈 (@losthiskeysman) March 15, 2021

Para criar Aaron, eu me inspirei nos heróis da comunidade queer: ativistas, líderes, e pessoas comuns que estão lutando por uma vida melhor. Ele protege os oprimidos e os esquecidos. Eu espero que sua história de estreia ressoe com os leitores, e ajude a inspirar a próxima geração de heróis."Joshua Trujillo, roteirista que criou Aaron Fisher

"The United States of Captain America" terá um total de cinco edições, cada uma introduzindo um novo herói inspirado pelo Capitão. Na trama, Steve Rogers, Sam Wilson, Bucky Barnes e John Walker partem em uma viagem para procurar o escudo icônico do personagem, que sumiu misteriosamente.
Arte conceitual do personagem Aaron Fisher, o novo Capitão América - Reprodução/Twitter - Reprodução/Twitter


Arte conceitual do personagem Aaron Fisher, o novo Capitão América
Imagem: Reprodução/Twitter

 

Elring

Depending on what you said, I might kick your ass!
Usuário Premium
Misericórdia. E muita falta de criatividade na Marvel. Criaram um personagem baseado em estatísticas duvidosas que usa desabrigados e mendigos como fonte de inspiração de um Capitão gay? Vão distribuir gratuitamente entre os moradores de rua para saber o que acharam ou sairá em vendas online e distribuição setorizada?
 

Reverendo

Usuário
O Capitão (pelo menos o Steve) sempre foi conservador. Glenn Miller, torta de maçã, Babe Ruth, saudosismo... como os velhos tempos eram melhores.
Vamos ver no que vai dar.
 

Béla van Tesma

I’m hoping to do some good in the world!
Não é nem mesmo o Capitão América oficial, como se o Steve Rogers tivesse passado adiante o escudo e o posto dele. É um personagem novo que se espelha no Capitão e faz uma fantasia de cosplay de pobre para patrulhar na vizinhança, é isso? Ok. Ao menos não é uma realidade paralela, na Terra X-2099, pra forçar a barra; mas por que ele não poderia simplesmente bancar o vigilante do bairro sem nenhuma menção a outro herói? Por que não simplesmente criar um uniforme e identidade visual próprios? Enfim. A eterna covardia dos selos americanos de apostar em coisas realmente novas...
 

Elring

Depending on what you said, I might kick your ass!
Usuário Premium
Antes fosse covardia. Grande parte das cabeças criativas saíram da Marvel e DC para publicarem obras por conta própria ou em selos pequenos alternativos. Nem o Jason Fabok aguentou continuar e pegou seu chapéu e se mandou.

O que sobrou nas duas editoras foi o refugo saído do Pinterest ou Deviantart via indicação de algum executivo que sabe nada de quadrinhos.

Qualquer um aqui da Valinor consegue bolar um personagem do zero em poucas linhas mais interessante do que está em publicação nas editoras.
 

Jhulha

Voltando a caverna
Deveriam criar um personagem novo e não ficar reciclando uma marca. As chances de dar errado são grandes.
Concordo, é exatamente por continuarem a fazer isso que os quadrinhos norte americanos não estão vendendo tão bem, querem agradar uma parcela que não curti quadrinhos para ganhar mais dinheiro e terminaram perdendo os fãs que possuíam antes, eu mesma não lembro a ultima vez que comprei algo que venha da Marvel.

Li uma reportagem a umas semanas que falava sobre a queda nas vendas por usarem temáticas lgbt, tentei achar novamente, mas realmente não achei.
 

Paganus

Judeu macumbeiro
Misericórdia. E muita falta de criatividade na Marvel. Criaram um personagem baseado em estatísticas duvidosas que usa desabrigados e mendigos como fonte de inspiração de um Capitão gay? Vão distribuir gratuitamente entre os moradores de rua para saber o que acharam ou sairá em vendas online e distribuição setorizada?
FB_IMG_1626027201880.jpg
 

Elring

Depending on what you said, I might kick your ass!
Usuário Premium
Se tu não tivesse postado esse meme, nem saberia que tinha terminado o mês do arco-íris. Posta a tua resenha do capitão gay e diz o que achou. Já que o Ilmarinen não tá mais aí, assume o escudo.
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$400,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo