• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Novas Regras Ortográficas

Crispy

Valkyrie, grant me power!
Boa notícia para os preguiçosos de plantão!

Ao que parece, a partir de 2008 vigorará a nova reforma gramatical da Língua Portuguesa, que retirará acentos, tornará algumas palavras mais fáceis de serem escritas e fará com que hajam menos regras a serem decoradas ¦D

Notícia na íntegra:



Com a adesão de São Tomé e Príncipe ao acordo que unifica as regras gramaticais da língua portuguesa, em março de 2008 entram vigor as alterações propostas em 1990, por inspiração do filólogo Antonio Houaiss.

Tão logo as regras sejam incorporadas ao idioma, inicia-se o período de transição no qual ministérios da educação, associações e academias de letras, editores e produtores de materiais didáticos recebam as novas regras ortográficas e possam, gradativamente, reimprimir livros, dicionários, etc.

O português é a terceira língua ocidental mais falada, após o inglês e o espanhol. A ocorrência de ter duas ortografias atrapalha a divulgação do idioma e a sua prática em eventos internacionais. Sua unificação, no entanto, facilitará a definição de critérios para exames e certificados para estrangeiros.

Com as modificações propostas no acordo, calcula-se que 1,6% do vocabulário de Portugal seja modificado.

No Brasil, a mudança será bem menor: 0,45% das palavras terão a escrita alterada. Mas apesar das mudanças ortográficas, serão conservadas as pronúncias típicas de cada país.

O que muda.

As novas normas ortográficas farão com que os portugueses, por exemplo, deixem de escrever “húmido” para escrever “úmido”. Também desaparecem da língua escrita, em Portugal, o “c” e o “p” nas palavras onde ele não é pronunciado, como nas palavras “acção”, “acto”, “adopção”, “baptismo”, “óptimo” e “Egipto”.

Mas também os brasileiros terão que se acostumar com algumas mudanças que, a priori, parecem estranhas. As paroxítonas terminadas em “o” duplo, por exemplo, não terão mais acento circunflexo. Ao invés de “abençôo”, “enjôo” ou “vôo”, os brasileiro terão que escrever “abençoo”, “enjoo” e “voo”.

Também não se usará mais o acento circunflexo nas terceiras pessoas do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo dos verbos “crer”, “dar”, “ler”, “ver” e seus decorrentes, ficando correta a grafia “creem”, “deem”, “leem” e “veem”.

O trema desaparece completamente. Estará correto escrever “linguiça”, “sequência”, “frequência” e “quinquênio” ao invés de lingüiça, seqüência, freqüência e qüinqüênio.

O alfabeto deixa de ter 23 letras para ter 26, com a incorporação do “k”, do “w” e do “y” e o acento deixará de ser usado para diferenciar “pára” (verbo) de “para” (preposição).

Outras duas mudanças: criação de alguns casos de dupla grafia para fazer diferenciação, como o uso do acento agudo na primeira pessoa do plural do pretérito perfeito dos verbos da primeira conjugação, tais como “louvámos” em oposição a “louvamos” e “amámos” em oposição a “amamos”, além da eliminação do acento agudo nos ditongos abertos “ei” e “oi” de palavras paroxítonas, como “assembléia”, “idéia”, “heróica” e “jibóia”.

Fontes:

William Roberto Cereja - Mestre em Teoria Literária pela USP, Doutor em Lingüística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

Marcia Paganini Cavéquia - Professora graduada em Português e Literaturas de Língua Portuguesa; Inglês e Literaturas de Língua Inglesa pela Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Cassia Garcia de Souza - Professora graduada em Português e Literaturas de Língua Portuguesa pela Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Colaboração: Pedro Luis

Foto: autor não identificado

Eu duvido que vá escrever desse jeito xD
"Aquilo me deu muito enjoo" wth, lol.

o/
 

Silenius

Ehre und Stolz
Re: Novas Regras Gramaticais

Eu li isso há uns 2 dias. Simplesmente não acreditei em algumas mudanças. Ainda que aqui o impacto seja bem menor, simplesmente não entendo a razão para algumas mudanças, ao meu ver, esdrúxulas... Úmido, pqp.

Faço 5º período de História, me lembro que na 8ª série minha profª já falava que há anos tentavam tirar o trema do "u". E agora vem essa revolução gramatical. Acho um absurdo uma mudança tão drástica.

É mudar todo o costume de um povo que já escreve mal, e fazê-los se adaptar com outro tipo de escrita. Olhe...
 

ShidoSan

Traí o mov. vegetariano véio
Re: Novas Regras Gramaticais

Na verdade, a mudança não será na gramática, e sim na ortografia... Anyway, tava demorando a sair isso. Vou comemorar aqui isso, descomplicaremos a nossa língua, porque pqp, tem cada idiotice... Só faltava mudar os "porquês" que terminava de consertar a nossa ortografia.
 

Crispy

Valkyrie, grant me power!
Re: Novas Regras Gramaticais

Na verdade, a mudança não será na gramática, e sim na ortografia... Anyway, tava demorando a sair isso. Vou comemorar aqui isso, descomplicaremos a nossa língua, porque pqp, tem cada idiotice... Só faltava mudar os "porquês" que terminava de consertar a nossa ortografia.


De certa forma você está certo, mas me referi a "gramática" no sentido de conjunto de regras, já que a regra de acentuação referente a acentuação de ditongos abertos "Éi", ´"Éu" e "Ói" por exemplo sumirá, é uma representação ortográfica sim, mas não deixa de estar colocada na gramática.

Mas são detalhes que acho que não têm muita relação com a notícia em si, sobre o que é gramática ou não ¦D
 

Crispy

Valkyrie, grant me power!
Re: Novas Regras Gramaticais

Certeza absoluta que isso não é spam? Qual a fonte?


As fontes da matéria estão colocadas na mesma.
A matéria foi retirada deste link: http://blogdocejunior.wordpress.com/2007/04/14/lingua-portuguesa-novas-mudancas/

Outro link mais "oficial": http://ultimosegundo.ig.com.br/educ...contecer_a_partir_de_2008_diz_mec_789914.html

Caso queira mais informações, uma busca rápida no Google e você encontra vários outros links ¦D
 

Regente

Serenity Painted Death
Re: Novas Regras Gramaticais

Caso queira mais informações, uma busca rápida no Google e você encontra vários outros links ¦D
Desnecessário. Você já me convenceu =P

Silenius sintetizou bem o que eu acho:

Silenius disse:
Simplesmente não acreditei em algumas mudanças. Ainda que aqui o impacto seja bem menor, simplesmente não entendo a razão para algumas mudanças, ao meu ver, esdrúxulas...

A trema eu acho que deveria ficar, ela tem seu papel.
 

Cildraemoth

Usuário
Re: Novas Regras Gramaticais

Alguém por favor corrija o título do tópico para "Regras Ortográficas".

Grato.
 

Décimo

The Swanson Code
Re: Novas Regras Gramaticais

As novas normas ortográficas farão com que os portugueses, por exemplo, deixem de escrever “húmido” para escrever “úmido”. Também desaparecem da língua escrita, em Portugal, o “c” e o “p” nas palavras onde ele não é pronunciado, como nas palavras “acção”, “acto”, “adopção”, “baptismo”, “óptimo” e “Egipto”.

Isso é totalmente falso. Certamente já teria ouvido falar se fossem operar uma mudança tão drástica. Nem há razão nenhuma para ser feito.

Algumas mudanças, como o "pára" se escrevendo do mesmo modo que "para", seriam até incorrectas. Na maior parte das vezes acabar com os acentos seria errado e complicaria a leitura, mesmo que tornasse a escrita mais fácil (mas sinceramente, mudar a ortografia de modo a adaptá-la à incompetência não tem cabimento).
 
Última edição:

Sano

Porque né
Re: Novas Regras Gramaticais

Eu também não concordo com isso, mas por motivos diferentes: a própria unificação em si.

Está mais do que claro que o Português do Brasil está se afastando do Português de Portugal. Então por quê não deixar simplesmente eles virarem duas línguas diferentes, ora? Essa unificação entre a ortografia portuguesa e a brasileira criará uma diglossia desconfortável para os dois lados.

Daqui a cem anos ou um pouco mais o português brasileiro vai se separar definitivamente do português de portugal, e todos esses esforços serão inúteis. :yep:
 

Décimo

The Swanson Code
Re: Novas Regras Gramaticais

Eu também não concordo com isso, mas por motivos diferentes: a própria unificação em si.

Está mais do que claro que o Português do Brasil está se afastando do Português de Portugal. Então por quê não deixar simplesmente eles virarem duas línguas diferentes, ora? Essa unificação entre a ortografia portuguesa e a brasileira criará uma diglossia desconfortável para os dois lados.

Daqui a cem anos ou um pouco mais o português brasileiro vai se separar definitivamente do português de portugal, e todos esses esforços serão inúteis. :yep:

Que grande exagero Sano. Se mesmo após 500 anos de evolução divergente as diferenças não são assim tão notórias não estou a ver porque dentro de 100 anos serão duas línguas completamente diferentes. A verdade é que as diferenças entre os dois "tipos" de português são principalmente a nível da oratória (dicção e sotaque); a nível escrito as diferenças são mínimas.

É o mesmo que dizer que o Inglês Britânico e Americano darão origem a duas línguas diferentes num futuro próximo, o que obviamente não vai acontecer.
 

Sano

Porque né
Re: Novas Regras Gramaticais

Que grande exagero Sano. Se mesmo após 500 anos de evolução divergente as diferenças não são assim tão notórias não estou a ver porque dentro de 100 anos serão duas línguas completamente diferentes. A verdade é que as diferenças entre os dois "tipos" de português são principalmente a nível da oratória (dicção e sotaque); a nível escrito as diferenças são mínimas.

É o mesmo que dizer que o Inglês Britânico e Americano darão origem a duas línguas diferentes num futuro próximo, o que obviamente não vai acontecer.

Para você entender melhor o meu argumento eu irei lhe falar sobre a teoria que é mais aceita pelos lingüistas hoje em dia para explicar o porquê das línguas mudarem.

É simplesmente algo como uma moda: um grupo de pessoas favorecidas usa o Português de uma determinada maneira. Aí a maioria da população "segue" a maneira deles de falar, o que causa uma ligeira mudança na língua como um todo.

O motivo da língua portuguesa no Brasil não ter mudado tanto é que por muito tempo o Brasil era colônia de Portugal, e todo o tipo de "moda" vinha de Portugal, juntamente com as tais "pessoas favorecidas". O português brasieliro se manteve, então, bem próximo do português de portugal. Porém, com a Independência, essas pessoas passaram a ser do próprio Brasil, não de Portugal, e assim a língua foi evoluindo de uma maneira diferente da de Portugal. Com os movimentos hippies, tropicalistas, etc. Que aconteceram no século passado, essas mudanças passaram a se acelerar em um ritmo maior. :yep:

E são justamente as diferenças no "sotaque" que você citou que geram novas línguas, não a escrita. Veja o Francês, por exemplo.

Agora, o Inglês Norte-Americano já é diferente do Inglês da Inglaterra, só que as diferenças, por uma série de motivos (uma ligação cultural ainda forte nos dois países, mais troca de pessoas que entre Portugal e Brasil, etc.) ainda não são fortes o suficiente para gerar duas línguas diferentes. Mas o Inglês em áreas de fronteira com o México pode muito bem gerar uma pequena língua decorrente da mistura do Inglês com o Espanhol, mas só naquela área, e a língua não atingirá uma área suficientemente grande para ser considerada pelos Norte-Americanos ou pelos Mexicanos. :yep:
 

Tek

Girls tend not to like me
Re: Novas Regras Gramaticais

(mas sinceramente, mudar a ortografia de modo a adaptá-la à incompetência não tem cabimento).
É exatamente o que eu penso! É muito mais fácil mudar regras ortográficas que ensinar às pessoas o Português correto.
Bem, meus comentários: sobre a mudança naquelas palavras de Portugal, é ridículo! Há alguns membros portugueses aqui que escrevem "acto" e eu entendo perfeitamente!
"Abençoo"? Nunca achei aquele acento necessário (já que não tem como eu dar tonicidade a outra sílaba), mas a palavra fica tão vazia...
Para "leem", a mesma coisa.
Trema é extremamente necessário!! Sem comentários....
Acento em "pára" é desnecessário, tanto quanto as letras k, y e w.
Tirar o acento de ditongo aberto também considero errado. Acento em "amamos" é feio e não ajuda na língua falada.
 

LatinoAmericano

Aqui jaz Alcarecco
Acho que essas mudanças vão acabar não acontecendo, algumas poderiam até facilitar, mas como já foi falado, não tiraria nenhum acento de lugar nenhum não, porque eles têm um papel importante na língua portuguesa, por mais que esse papel passe despercebido.
 
Está mais do que claro que o Português do Brasil está se afastando do Português de Portugal. Então por quê não deixar simplesmente eles virarem duas línguas diferentes, ora? Essa unificação entre a ortografia portuguesa e a brasileira criará uma diglossia desconfortável para os dois lados.
Acho que o globalização acaba ajudando muito mais a unir do que a separar as línguas. As expressões passariam mais rapidamente de um país para o outro, e não o contrário. No inglês mesmo, as expressões que eram mais de um país do que do outro se tornam comuns a ambos.

Acho que um pouco de resistência é sempre normal, basta ver o que aconteceu na Alemanha recentemente, mas vai acabar ficando assim mesmo.
 

Sano

Porque né
Está mais do que claro que o Português do Brasil está se afastando do Português de Portugal. Então por quê não deixar simplesmente eles virarem duas línguas diferentes, ora? Essa unificação entre a ortografia portuguesa e a brasileira criará uma diglossia desconfortável para os dois lados.
Acho que o globalização acaba ajudando muito mais a unir do que a separar as línguas. As expressões passariam mais rapidamente de um país para o outro, e não o contrário. No inglês mesmo, as expressões que eram mais de um país do que do outro se tornam comuns a ambos.

Acho que um pouco de resistência é sempre normal, basta ver o que aconteceu na Alemanha recentemente, mas vai acabar ficando assim mesmo.

A globalização se dá principalmente por meio da internet, e como até agora não se consegue teletransportar uma pessoa por meio dela ainda há diferenças na pronúncia, que, como eu disse antes, é o que define uma língua, não sua escrita. Até por que, se fosse a escrita que determinasse a língua, o que seria das inúmeras línguas que passaram milênios sem nenhuma forma escrita, algumas das quais não têm até hoje?

Além do mais, Portugal e Brasil estão bem mais separados culturalmente do que EUA e Inglaterra, o que interfere na "moda de falar" que eu disse anteriormente.
 
O objetivo principal de tais mudanças, ao visto, será simplificar a língua portuguesa, para uma unificação ou antes, uniformização da ortografia a todos os países que fazem uso da língua portuguesa. Não sei ainda se é bom ou ruim, mas sei q vai dar trabalho de monte, e levar tempo até se efetivar, eu diría anos talvez...
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$2.120,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo