1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Nova entrevista do Christopher Tolkien

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Ilmarinen, 10 Jul 2012.

  1. Ilmarinen

    Ilmarinen Usuário

    Estou postando aqui a versão google traduzida
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    Tá, é ruim pra dedéu, mas, pelo menos, dá uma idéia do que está no original para aqueles que, infelizmente, como eu, não são fluentes no francês.


     
    Última edição: 10 Jul 2012
    • Gostei! Gostei! x 5
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    .

    Pessoa polêmica, basta procurar no Google e você encontrará "Christopher Tolkien é isto e aquilo" (sempre negativos), mas se há gente disposta a pagar para ler até os rascunhos mais toscos do pai dele, ele os publica, oras.

    Quem pode dizer que não faria o mesmo no lugar dele?

    .
     
    • LOL LOL x 1
  3. Ilmarinen

    Ilmarinen Usuário

    E graças a Deus que ele fez !!! Hauhau, quanto aos méritos e deméritos do CT, farei um post e uma blogada posterior pra discutir isso melhor. Mas, como ele mesmo disse no Contos Inacabados, Tolkien JAMAIS pensaria em publicar o material do jeito que ele fez, mas ele estava CERTÍSSIMO em comentar que a própria natureza da invenção de Tolkien tornava isso necessário no fim das contas.
     
    Última edição: 10 Jul 2012
    • Gostei! Gostei! x 2
  4. Hadriallë Malva

    Hadriallë Malva Usuário

    Sei lá, às vezes penso que Christopher só pensou em publicar os textos que seu pai não conseguiu fazer em vida. Pelas entrevistas e artigos que vejo, Tolkien parecia meio desorganizado e meticuloso com seus textos, sempre reescrevendo e nunca os achando prontos para publicação. Sendo certo ou não, foi por Christopher que conhecemos o Silmarillion. Sem este, Senhor dos Anéis e Hobbit não tem sentido.
     
  5. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    .

    É por isto que eu considero canônicos (no sentido de ter a plena aprovação do autor) apenas "O Hobbit" e o "SDA" (revisados pelo próprio Professor).

    As obras póstumas eu considero apenas complementares a estes dois, e, dependendo do tema (exemplo mór: origem dos orcs), meras curiosidades.

    .
     
    Última edição: 10 Jul 2012
  6. Hadriallë Malva

    Hadriallë Malva Usuário

    Concordo! Mas adoro estas curiosidades!
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  7. Ilmarinen

    Ilmarinen Usuário

    E, sim, IMO, as curiosidades "não-canônicas" são mais fascinantes , por uma larga margem do que SdA e Hobbit, meus preferidos sendo: Athrabeth Finrod Ah Andreth, De Tuor e da sua chegada a Gondolin e Narn I Chîn Húrin.

    E, BTW, devido ao próprio fato de que não são histórias feitas por um escritor onisciente, mas, sim, transcrições de obras escritas por cronistas do Mundo Subcriado e, no caso do Hobbit, pelo fato dele ser, ainda por cima, originalmente, ambientado numa cópia da ambientação da Terra Média do mesmo jeito que a Terra de Superamigos, o desenho dos anos setenta,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , nem o Hobbit nem o SdA são, a rigor, "canônicos" na forma com que estão redigidos e publicados.

    Ou seja, na literatura de Tolkien, o conceito de "cânone" não é de todo aplicável sem gerar mais prejuízo do que ganho.Vide aí discussão onde eu esclareci como e porquê os fanfics ajudam a desmistificar essa noção de cânon strictu sensu.

     
    Última edição: 18 Jul 2012
    • Gostei! Gostei! x 1
  8. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    .

    Você tem razão, Ilmarinen, não dá para falar de cânone em Tolkien como, por exemplo, falamos de cânone em Star Wars. Reconheço isto, apesar de odiar a segunda trilogia.

    Mas as revisões do Professor, ao menos, concedem certa "precedência" principalmente ao "SDA", em relação às obras póstumas. Ou seja, em caso de contradição, o texto do "SDA" prevalece.

    .
     
    Última edição: 10 Jul 2012
  9. Ilmarinen

    Ilmarinen Usuário



    Usualmente sim, mas NEM SEMPRE e nem sobre todos os assuntos. O próprio Tolkien questionou,por exemplo, a ancestralidade do Celebrimbor depois do SdA e as condições pra vinda da Galadriel pra Terra Média, e
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , de forma que o SdA, principalmente os apêndices, não são canônicos porque contêm erros ou esquecimentos do autor. A própria etimologia do nome Moria é um desses casos, como explicada nesse tópico aqui,inclusive o próprio texto do SdA e não somente os apêndices ficou comprometido nesse caso. Pertinente duplamente porque aborda a noção de cânon e também a de
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

     
    Última edição: 6 Dez 2012
    • Gostei! Gostei! x 2
  10. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    .

    Então recorremos aos complementares, oras. Mas eu, amistosamente, prefiro Celeborn a Teleporno (isto é nome de canal xxx-rated).

    .
     
    Última edição: 11 Jul 2012
    • LOL LOL x 5
    • Gostei! Gostei! x 1
  11. Tilion

    Tilion Administrador

    • Gostei! Gostei! x 5
    • Ótimo Ótimo x 1
  12. Anwel

    Anwel Nazgûl Cavaleiro

    Ilmarinen e Tilion, muito obrigado por terem publicado aqui a entrevista!

    Eu sempre me perguntei o que o Tolkien acharia das obras do P.J., e creio que consegui vislumbrar a opinião do Professor nas palavras do filho:

    Que pena, mas entendo perfeitamente!
    Opinião coerente com todo o background e "zeitgeist" da obra e dos autores.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
    • Ótimo Ótimo x 1
  13. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    .

    Infelizmente, o cinema é a mais cara das artes e se levarmos em conta que a trilogia custou mais de 300 milhões de dólares (em valores atualizados), chegamos à conclusão que as coisas não poderiam ter sido feitas de forma diferente.

    Quando havia liberdade de criação (fim dos anos 60 e década de 70), não havia tecnologia para filmar a obra maior da alta fantasia do século XX; quando a tecnologia se tornou disponível, a liberdade, havia muito, já tinha acabado.

    Só nos resta lamentar.

    .
     
  14. Anwel

    Anwel Nazgûl Cavaleiro

    Não sei se lamento Mairon.
    Acho que se houvesse um filme totalmente fiel aos livros de Tolkien, seria um filme chato pra cacet* pra se assistir!
    Imagina 20 minutos da Floresta Velha na tela do cinema?

    Eu já estaria dormindo antes dos 5 min! :lol:

    Eu realmente acho que o P.J. fez um trabalho homérico pra adaptar as obras, e não consigo imaginar uma adaptação melhor.
     
  15. Slicer

    Slicer Não estava vivo no Dilúvio, mas pisei na lama.

    O CT tá muito próximo das obras para ter uma opinião neutra sobre o assunto. Francamente, até em 1955 O Senhor dos Anéis poderia ser chamado de "um livro de ação para jovens entre 15 e 25 anos", motivo provável pelo qual os críticos "odiavam de ódio odiado" o livro. O fato de que alguém mais velho consegue se divertir com o SdA é mais devido ao fato dessa pessoa mais velha ter um espírito jovial do que pelo livro ser voltado para pessoas mais velhas. Se o livro era desse tipo, por que o filme seria diferente?

    Outra coisa é: enquanto cinematógrafo, o CT é um comprovado talento em analisar textos do pai dele. Eu adoro esse velhinho de paixão, se encontrasse ele algum dia eu traria pra ele uma fatia de cuca, uns biscoitos e uma xícara de chá. Mas pensar que ele conhece algo além de "lhufas" ou "menos do que zero" das dificuldades em fazer uma adaptação de um livro para um filme é não encarar a realidade. Talvez ele pudesse conversar com o Kevin Costner, que tentou colocar 100% do Dança com Lobos na tela, e acabou com um monstro de 5+ horas que ele teve de picotar mais tarde.
     
    • Gostei! Gostei! x 4
  16. Aster

    Aster Usuário

    “Para mim, as cidades do Silmarillion são mais reais do que a Babilônia”. Putz, imagina isso, crescer “dentro” de Valinor e da Terra Média...

    Adorei a entrevista e o texto da jornalista e, cara, dá muito pra entender as ranzinzisses do CT; quem não reagiria de forma polêmica ao ver o trabalho de uma vida (duas vidas, no mínimo) tomando vida “própria” e ganhando uma identidade dada pela indústria cinematográfica que, pra ajudar, foi de uma escrotidão vergonhosa com o Tolkien State. Eu acho que ele exagera porque nem tudo que foi adaptado e derivado da obra original é ruim e nem todos os fãs são a massa que não compreende “the beauty and seriousness of the work”. O que ele não enxerga, imo, é que os filmes funcionaram como uma porta de entrada para o universo todo, e não só para os novos fãs (para os antigos fãs, como eu, serviram para reavivar a paixão pela obra, oras). Mas dá pra entendê-lo, sim. No más, thanks to Eru pelo Christopher.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
    • Ótimo Ótimo x 1

Compartilhar