1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Notícias: o quanto vemos e somos na verdade cegos

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Primula, 22 Nov 2004.

  1. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Olhem isto aqui.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Ah, primeira vista é bonito... e é mesmo. Fascinante e belo não acham?

    Algum tempo atrás falei que temos uma mania de achar que somos inteligentes, informados e cultos, mas dificilmente conseguimos ver além do que está escrito na notícia.

    Em diversos assuntos, as pessoas que discutiam comigo não foram capaz de falar mais do que o lugar comum, de ver mais do que estava na frente.

    Esta notícia é uma dessas coisas importantes do mundo que aparecem como nota de rodapé no jornal. Dizem que a mídia nos mantém no escuro: não é verdade. Não existe um Big Brother bão o suficiente para filtrar todas as notícias no mundo para nos manter no escuro. Esta foto é exemplo de que ao disseminar burrice demais, o Big Brother tem subalternos igualmente burros que não serão capazes de ver o quanto a informação é importante de ser "escondida".

    Aliens o escambaú. Isso é fácil de perceber que deve ser "escondido".

    E o que tem de mais essa notícia que acabei de postar? É exemplo de que a gente pode sim, saber de "informação secreta" se soubermos ler o jornal. (como disse os Men in Black :obiggraz:)

    Uma aurora boreal só pode ser vista em locais lá perto do Pólo Norte. E mesmo assim só com muita sorte.

    Ver uma aurora Boreal em Michigan é impossível. Ou não, se algo já está terrivelmente ruim para o planeta Terra... tipo algo como os filmes catástrofes bem chulé e mequetrefes.

    Existem as informações importantes no jornal... senão Paulo Maluf não leria mais de 5 jornais por dia no café da manhã para saber o que anda acontecendo no mundo (senão ele estaria na prisão já faz muito tempo... ele é do tipo que lê as notas de rodapé, aquelas que falam sobre um sujeitinho que ninguém nunca ouviu falar dando uma fuçada numas fábricas que ninguém nunca ouviu falar... aí o Maluf que já sabe que ligações tem com as fábricas, limpa tudo antes que o filhote chegue no ouro e no nome dele)

    É muita coisa? Infelizmente é... mas não ficamos no escuro só por conta da quantidade de informação... é porque a gente não aprendeu ainda a ler.
     
  2. Bellcross

    Bellcross Ei, Ó o Auê aí ó !

    Eu li uma coisa no "Stupid White Man" que ficou meio que gravada na minha cabeça até agora....

    Numa cidade "tal" dos EUA durante 20 dias fez um calor elevado... sendo que aquele era pra ser o mes mais frio do ano... os moradores acharam lindo. Mas peraê... se essas coisas acontecem não é presentinho de Deus mas é sim um indicio que as coisas não estão certas !!

    As pessoas não tem noção da realidade das coisas que ficam a sua volta !!!
     
  3. harmien

    harmien Usuário

    Há um historiador com um discurso parecido, o Mario Schmidt. Ele nos pede que não fiquemos restritos ao superficial ou definições como certo ou errado, pq na história, com todas as suas contradições, não há espaço para isso. Não sei se viajei um pouco, mas, enfim, é isso. E o poema do Brecht, que é mais ou menos na sua (nossa) linha de raciocínio.


    Nada É Impossível De Mudar

    Desconfiai do mais trivial ,
    na aparência singelo.
    E examinai, sobretudo, o que parece habitual.
    Suplicamos expressamente:
    não aceiteis o que é de hábito como coisa natural,
    pois em tempo de desordem sangrenta,
    de confusão organizada, de arbitrariedade consciente,
    de humanidade desumanizada,
    nada deve parecer natural nada deve parecer impossível de mudar.
     
  4. Itarillë

    Itarillë Usuário

    Eu estranhei o fato de ser nos EUA! :mrgreen:

    Mas então, a gente não precisa ir longe quando se trata dessas coisas... aqui mesmo está um clima muito estranho. As pessoas acharam maravilhoso aquele solão que fez no inverno (pelo menos em Santos). E agora em novembro todo mundo reclama do friozinho e das chuvas incomuns.

    Mas ninguém se toca de que pode ser alguma coisa mais grave...

    E não é só com o clima, mas as pessoas estão se tornando mais frias. Não, não é aquele papinho de "Ai, você deve amar todo mundo" e tal. Mesmo que antigamente as pessoas se vissem mais entre a vizinhança, elas eram extremamente fofoqueiras, maldosas e falsas. Mas hoje não se conhece mais nem o vizinho do lado. Isso não reflete um medo mórbido dos outros? Algum "fenômeno anti-social"?
     
  5. Bellcross

    Bellcross Ei, Ó o Auê aí ó !

    É o fenomeno da valorização a auto-preservação !!
     
  6. Night Owl

    Night Owl Usuário

    Concordo...

    É importante ler...

    É mais importante saber interpretar o que ler :wink:
     
  7. Itarillë

    Itarillë Usuário

    Mas esse medo anda meio exagerado ultimamente. Isso indica que as pessoas estão cada vez mais se afastando por causa da violência crescente.

    Isso também indica alguma coisa de "anormal", não?

    Em outro tópico eu disse que não achava que estaríamos perto de um cataclisma moral. E não estamos mesmo. Mas as pessoas andam realmente MUITO anti-sociais ultimamente.

    Sempre houve violência. Mas talve por a densidade demográfica ter aumentado, a violência aumentou e o medo também.
     
  8. Vela- o Rousoku

    Vela- o Rousoku Sirius Black

    Não sou eu quem vai julgar a veracidade destes argumentos - falo por hipóteses apenas - mas não me custará informar:

    Argumento isolado 1: Os maias, que eram exímios estudantes dos astros, documentaram que o sol (e por extensão o sistema solar) faz um giro de translação na via láctea, e esse ciclo foi dividido em 5 partes, cada uma de duração de 5125 anos, tendo o ciclo total a duração de 25625 anos. Disseram também os maias que toda vez que passamos pelo período de transição de um ciclo ao próximo, ocorre a extinção de uma civilização humana, reconstruindo-se uma nova logo depois. Eles previram também o que seria o próximo período de transição, que no nosso calendário se situaria entre 1992 e 2012. Ainda segundo eles, nesse período o centro da galáxia cessaria de enviar "sinais vitais" ao Sol, que portanto cessaria de repassá-los aos planetas, e isso reduziria o campo magnético da Terra¹.

    Argumento isolado 2: Todos sabemos muito bem que no fim da Bíblia há um espaço reservado ao fim da nossa sociedade e renovação do mundo, a se chamar "Apocalypse"². Grande parte dos teólogos afirma que esse período está muito próximo, se não já começado, e a atual decadência de nossa sociedade seria um reflexo claro disso.

    Argumento isolado 3: Segundo documentário apresentado em TV por assinatura, num canal entitulado "Infinito", a NASA publicou certos estudos afirmando que o campo magnético da Terra têm mostrado variações a partir do começo da última década.

    Argumento isolado 4: Muitos místicos e alguns cientistas falam da possibilidade de uma "grande onda", uma Tsunami que varreria as populações das cidades costeiras do mundo inteiro, proveniente de oscilações no eixo de rotação da Terra, e que isso se passaria entre os próximos 5 ou 10 anos.

    Argumento isolado 5: O pessoal do
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    fala de uma catástrofe mundial prevista para 2011.

    Argumento isolado 6: Estudiosos da polêmica Atlântida falam que a segunda extinção de seus habitantes (foram 3 ao todo) ocorreu por cataclismas provenientes de mudanças no eixo da Terra, e que isso se passou há mais ou menos 25.000 - 28.000 anos.³

    Argumento isolado 7: Estudiosos da Lemúria falam que sua extinção se deu por cataclismas causados pelo deslocamento do eixo da Terra - sendo o resultado inundamento.

    Então, tipo assim... foi bom teclar com vocês. :osigh:
    ___

    ¹- Acredito que o termo "campo magnético" não seja sinônimo de "campo gravitacional". Refere-se, portanto, a outra forma de energia magnética, provavelmente mais sutil.

    ²- Do grego, "revelação".

    ³- A extinção atlante que fez submergir o continente teria sido a terceira, datando de 12.000 - 10.000 anos. Esses estudiosos afirmam que as datas da nossa pré-história oficial são ridiculamente incoerentes - e nesse argumento específico eles têm argumentos científicos respeitáveis.
    ___

    Editado: Olha que coincidência pitoresca... num sábado escrevo sobre o sábado do mundo...
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  9. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Campo magnético é o negócio que faz polo norte e polo sul serem como ímãs. Por isso a bússola funciona.

    Deixando de lado as Atlântidas, eu vejo isso mais como uma faxina quando o sistema não guenta mais e pode ruir.

    Minha crença pessoal é que o clima está em colapso, mais porque a Terra está no limite (do que a teoria de que um sinal de alguém lá de fora do espaço que mandou o campo parar). As auroras boreais são um fenomeno que depende de fatores como campo magnético, claro, mas também de bombardeamento de partículas solares, clima.

    Qualquer população quando fora de controle se torna uma praga/cancer. (Cancer é uma população de células que tem crescimento fora de controle)

    Uma característica fascinante de qualquer grupo animal face à extinção é a necessidade premente de procriação, fundando-se em quantidade para ter uma chance de sobrevivência. O ponto é que exatamente por isso, o frágil equilíbrio fica mais frágil ainda. (sabe que tem algo de errado, e o medo não permite que escolha um bom caminho que afaste do perigo).

    :twisted:
     
  10. TT1

    TT1 Dilbert

    Bom, melhor pagar tudo no cartao de credito entao :think:
     
  11. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    e repetir o fiasco do Halley? (onde todo mundo pensou que era o fim do mundo e vendeu tudo, gastou tudo etc., e depois... )
     
  12. Bellcross

    Bellcross Ei, Ó o Auê aí ó !

    Misticos, cientistas e afins só podem fazer teoria... a prati mostra (Pelomenos Para mim) que os seres humanos(Atualmente) tem capacidade de sobreviver SIM em qualquer adversidade... a nossa adaptabilidade é o nosso maior dom. :wink:

    O ser humano é um "Deus"... muito mais dificil de extinguir do que qualquer outra coisa que eu conheço !! :twisted:

    E... ao contrario de muitos eu acho que o ponto positivo dessa tendencia de auto-preservação é um bom "primeiro passo" para um mundo melhor, pois as historia nos prova que a séculos o ser humano se destrói por coneceitos que dentro de um coletivo formentam preconceitos e sentimentos ruins. :tsc:
     
  13. Vela- o Rousoku

    Vela- o Rousoku Sirius Black

    Bem, alguns trechos/citações desse assunto entre místicos (lá alguns são coerentes, outros infelizmente não. todos os cestos têm suas maçãs...):

    "(...) A grande onda é uma das possibilidades de futuro da Terra. Mas não é a única. Tudo depende da quantidade de energia que se dá a elas. A mudança de terceria para quinta dimensão que já começou e deve ser finalizada ao redor de 2012, pode ocorrer sem catastrofes. A grande onda já deveria ter acontecido em 1997 e não aconteceu. A guerra do Iraque poderia ser a terceira guerra e não aconteceu. (...)"

    [nota minha: o termo "dimensão" foi usado incorretamente, já que não é referência às dimensões físicas. O termo convencionado é plano ]

    "(...) Para 2006 está previsto uma erupção vulcanica no fundo do Pacifico com a força de várias bombas nucleares... Está previsto mas não quer dizer que aconteça... (...)"

    "(...) Que vai haver a mudança de terceira para quinta dimensão é um fato, mas como essa passagem vai acontecer depende muito de como nós nos posicionamos, de como tratamos o nosso planeta (...)"

    [nota minha: mais uma vez, leia-se plano]

    "Todas religiões, seitas e filosofias convergem para a mesma afirmação: que o planeta Terra e com ele todos os seres vivos estão passando por um processo evolutivo. Apesar da linguagem diferir, todos acreditam que esta passagem poderá ser bem difícil. Porém, não há um acerto em relação as datas. (...)"

    "O calendário das civilizações inca, asteca e maia pára por volta dos anos 2011/2012, os budistas não prevêem mais nascimentos de outros dalai lama depois de 2009, ou algo assim, o pessoal focado no portal 11:11 fala em 2011, alguns povos indígenas apontam tb para essa época, etc.
    Mas o detalhe é que isso tudo é expressão de um ciclo natural, gigantesco, de mais de 20 mil anos e que agora se finda, e como todos os ciclos naturais já começa outro novo dessa mesma magnitude.
    Mas tudo é apenas a natureza fazendo seu ritmo, assim como os dias, as luas, as estações, os meses, esse é um movimento natural e cíclico. Não tem, a princípio, algo com karma planetário ou megafatos escritos com antecedência. Particularmente, eu estranho muito isso, pois o karma se faz hoje, não há nada pré-determinado. (...)"

    "(...) Qto à destruição material, em princípio nada é bom ou ruim. Bem e mal são noções culturais. Mas a gente deve confiar na sabedoria da mãe natureza e no princípio de Perfeição do universo, então, seja o que houver, com onda ou sem onda, se o pólo magnético da Terra se deslocar como tb falam por aí, se houver maremotos e terremotos colossais, etc, essa destruição material certamente vai forçar um novo modo de convivência e até de compreensão da vida. Será para o bem evolutivo da humanidade, será algo espiritual. Mas cada minuto de nossas vidas também é. Não importa, talvez não haja absolutamente nada lá em 2011, mas todo o tempo é espiritual, toda matéria é manifestação do espírito, cada sílaba que digito aqui é expressão de minha alma querendo chegar à tua."

    "(...) O que importa na real é que nesse tempo, seja em que calendário e em que cultura, estaremos concluindo um ciclão de 26 mil anos, e que o planeta estaria se aproximando vibratoriamente da próxima dimensão. Atualmente vivemos manifestados num planeta de 3 dimensões, mas há outros andares energéticos, há outros planetas e povos em níveis vibracionais mais sutis do que o nosso, em vários andares acima. No caso, nosso planeta vai subir um degrau vibracional.
    E é só se ligar, estamos mesmo, nunca tantas pessoas se ligaram em espiritualidade, nunca tantas buscaram terapias holísticas ou tiveram tantos insights, canalizações, sincronicidades, sonhos proféticos, premonições, viagens astrais, passeios por vidas passadas, etc, etc. etc.
    Estamos, sim, nas bordas dessa transição e somos testemunhas desse momento da evolução de nossa Mãe Terra.
    (...)
    Estamos vivos!!!!!!
    Não importa qual nome a gente dê para esse ano e esse tempo, estamos vivos e presenciando o ingresso numa nova dimensão!!"

    [nota minha: mais uma vez, onde está "dimensão" leia-se "plano" - que é sinônimo de "andar vibracional", ou "nível vibracional"]

    "(...) O que EU vejo para o futuro é que não haverá nada de apocaliptico, mas sim uma conscialização do ser humano enquanto ser integrante de um universo feito de luz e energia..."

    [nota minha: ainda estou tentando entender se "conscialização" é "conscientização" escrito errado ou se é outra coisa... :roll: ]

    "(...) Eu, particularmente não acredito na grande onda, não acredito em cataclismas purificadores (e olha que sonhei com ela por anos seguidos!).
    Acredito que quem não está pronto para passar pra outra dimensão não passará. (...)
    Mas o salto é inevitável. O universo inteiro espera nosso salto para poder saltar tb. Estamos "segurando" a fila. (...)"

    [nota minha: ah, cansei de escrever para se ler "plano". Vocês sabem, etc. Uma quantidade grande de pessoas afirmaram ter sonhado com a grande onda - e eu acredito que boa parte não seja verdade, sendo outra parte mera coincidência. A isso a seguinte resposta:]

    "Gente, o planeta não manda avisos "morais", não fica premeditando um golpe mortal na humanidade se a gente continuar se comportando mal.
    Se algumas pessoas captam "A" grande onda é porque elas têm consciência muito sutil e saem fora dos limites do nosso mundo 3D, colhendo informações que estão no futuro, como tb estão no passado e tudo mais.
    Mas a natureza não manda recadinhos, a natureza é o que é, ela não tem concepção ética e moral, ela apenas reage a nossas atitudes.
    Se - e eu disse SE - a tal grande onda vier, vai ser tão natural qto talvez a hipotética colisão de um astro com a Terra que tirou uma lasca gigantesca e formou a lua, ou o provável gigantesco meteoro que caiu aqui e dizimou os dinossauros, nada disso eram golpes moralizadores.
    Outra coisa é: o que a humanidade vai fazer consigo mesma se boa parte das cidades desaparecerem, se os sistemas de comunicação sucumbirem, se os alimentos ficarem escassos, etc, etc... A natureza é neutra, ela não faz coisas boas ou ruins, isso é só um valor que a gente fabrica na nossa cultura.
    Afinal, a onda não passou e tem muita gente no planeta sem acesso a alimentos ou telefone ou luz elétrica ou sequer um teto.
    Ou paz."

    "A origem do movimento rotacional da Terra é a mesma do movimento rotacional do Sistema Solar (como um todo), do Sol e de cada um dos planetas! O fato é que, a poeira cósmica que deu origem ao Sistema Solar estava em rotação quando a "compactação" (em planetas e estrela) aconteceu. Então, por conservação de momento angular, os planetas, luas/satélites, o Sol, todos continuaram girando, não só ao redor de si mesmos (rotação), mas assim como ao redor do Sol (movimento de translação, com o Sol em um dos focos da elipse que os planetas descrevem - o círculo sendo um caso especial duma elipsse aonde os focos coincidem). Já, quanto a inalterabilidade desse movimento... depende um pouco. A Lua, por exemplo, tem seu movimento de translação ao redor da Terra alterado (em 2 graus) a cada 100 anos! Mas, a Terra... pelo menos desde que a gente tem notícias... continua com o mesmo tamanho de "dias" e de "noites", quer dizer, se houvesse alguma alteração no movimento de rotação da Terra, haveria uma alteração na distribuição de horas entre o dia e a noite. O que, aparentemente, não há...
    Claro, que como a <omitido> disse, o futuro não é fixo, e algum efeito catastrófico pode mudar isso, mas ai seria só especulação."

    "(...) Até pq a tal Grande Onda é cientificamente explicável, pq o efeito estufa está derretendo as calotas polares árticas em rápida velocidade...ou seja, realmente o mar vai engolir muitos lugares...

    Eu tb creio q estejamos numa passagem para uma nova era e vejo esta Grande Onda como um tempo de reconstrução. (...)"

    "Pois é, gente, no gigantesco degradê entre o pensamento científico ortodoxo e a fé pura e simples há muitos pontos intermediários. Antes eu era um cara que só acreditava naquilo que compreendia, depois aprendi a acessar outra fonte de conhecimento que é a intuição e a <omitido>.
    Hoje eu não creio, porque crer exige fé, e fé é um leque em que cabe TUDO, e sem comprovação. Não creio, eu VEJO!! Por exemplo, há alguns anos descobri a radiestesia e com o pêndulo dá pra ver a energia da natureza, os pólos de cada objeto, dos seres vivos, dá pra ver a energia que as pessoas deixam nos lugares, etc, etc. Eu coloco o pêndulo pra fora, na janela, e ele começa a girar feito doido em dias de sol, e trazendo pra dentro de casa ele vai progressivamente parando. Ou seja, a gente percebe nitidamente a energia da natureza.
    Embora funcione a ponto de a polícia russa contratar radiestesistas para localizar desaparecidos e criminosos, a radiestesia no entanto não pode ser explicada pelos conhecimentos científicos que conhecemos hoje.
    Então, usei um exemplo apenas, para mostrar que não creio, eu vejo. Idem a auras. Se falássemos sobre elas no século passado seríamos tidos como místicos usando o termo como pejorativo. Hoje a foto kirlian já consegue fotografar a aura. Mas eu não creio em auras, eu vejo elas, e não consigo explicá-las.
    Idem aos crop circles, aqueles círculos enormes que aparecem nas plantações, sobretudo na Inglaterra. Tem gente que afirma que é fraude, tem gente que simplesmente se recusa a "acreditar", mas os estudos radiestésicos mostram que as plantas atingidas ficam mais energizadas do que o normal, durante meses, nenhuma morre, e os campos vibracionais atingidos por esses enormes "carimbos" ficam completamente alterados energeticamente (...)"

    "pelo calendario maia, o ano eh 2012, mais precisamente 22 de dezembro.. no site
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , existem varios topicos explicando o assunto..
    a verdade eh que a comunidade holistica tem trabalhado incansavelmente para que os efeitos sejam amenizados, ou ateh adiado..mas as mudancas no eixo da Terra acontecerao mais dia menos dia..
    devemos estar preparados para evoluir espiritualmente, esse eh o grande objetivo disso tudo..a Terra precisa evoluir..
    muitos seres estao aqui no planeta, tais como ufos, criancas indigo, cristais , etc, sao seres evoluidos que estao aqui para nos ajudar..basta que estejamos prontos para fazermos tambem a nossa parte.."

    [nota final: como disse, todo cesto tem suas maçãs, e não sou eu quem vai dizer quais desses aí piram na batatinha, e quais não. Era só pra mostrar que é fácil encontrar pessoas discutindo esse assunto. Hoje mesmo, na faculdade, comentei com um amigo "vc já ouviu alguma coisa a respeito de 2012?", ao que ele respondeu "o fim dos tempos no calendário maia?". Se esse assunto for besteira, é a besteira com mais alibi que já vi...]
     

Compartilhar