1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Notícias Futebolísticas

Tópico em 'Esportes' iniciado por Finrod, 4 Set 2003.

Situação do Tópico:
Fechado para novas mensagens.
  1. Thangorodrim

    Thangorodrim Usuário

    Nedved fica com a Bola de Ouro

    da SoccerAge.com

    23/12/2003. E a Bola de Ouro, prêmio concedido anualmente pela revista “France Football” ao melhor jogador da Europa, foi para o tcheco Pavel Nedved, da Juventus.

    Nedved teve um grande ano vestindo a camisa do clube de Turim. Ele foi um dos principais protagonistas do bicampeonato italiano e também levou a Juve à final da Liga dos Campeões (não disputou a decisão por estar suspenso).

    Na eleição, o tcheco somou 190 pontos e ficou na frente do francês Thierry Henry, do Arsenal (128), e do defensor Paolo Maldini, do Milan (123).

    Com o prêmio, Nedved entrou para a história do futebol tcheco. Ele foi o segundo atleta do país a ficar com tal honraria (o primeiro havia sido Josef Masopust, em 1962).

    SoccerAge Itália
     
  2. Thangorodrim

    Thangorodrim Usuário

    Carlos Tevez vence Diego e é o novo "Rei da América"

    Montevidéu, 31 dez (EFE).- O atacante argentino Carlos Tevez, do Boca Juniors, foi eleito hoje, quarta-feira, o novo "Rei" do futebol da América, segundo a pesquisa que o jornal uruguaio "El País" organiza há 18 temporadas consultando os jornalistas do continente.

    Tévez derrotou o brasileiro Diego, do Santos e que ficou na terceira colocação, atrás também do paraguaio José Cardozo, do Toluca.

    Outros brasileiros na lista são Alex, do Cruzeiro, na sétima posição e Robinho, logo atrás, em oitavo.

    Na pesquisa opinam cerca de 300 chefes e encarregados de páginas esportivas de jornais, revistas e agências de notícias de 20 países da América.

    Os dez jogadores mais votados foram: .1.- Carlos Tevez (ARG) 73 votos.

    .2.- José Cardozo (PAR) 39.

    .3.- Diego (BRA) 33.

    .4.- Sebastián Battaglia (ARG) 26.

    .5.- Clemente Rodríguez (ARG) 18.

    .6.- Rolando Schavi (ARG) 17.

    .7.- Alex (BRA) 16.

    .8.- Robinho (BRA) 14.

    .9.- Roberto Abbondanzieri (ARG) 14.

    10.- Marcelo Sosa (URU) 13

    UOL Esportes
     
  3. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    não há muito a se dizer....
    a pesquisa foi feita no Uruguai e quem ganhou foi um Argentino...qual a novidade???
    os uruguaios não são muito fãs do Brasil mesmo....
     
  4. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Gols de pênalti e de placa dão ao Brasil vitória contra o Paraguai

    João Henrique Médice
    Enviado especial do UOL
    Em Concepción (Chile)

    Dois gols de pênalti da dupla Diego e Robinho e um gol de placa do lateral-direito Maicon garantiram ao Brasil, nesta sexta-feira, a vitória por 3 a 0 contra o Paraguai, em partida válida pela segunda rodada do grupo A do Torneio Pré-Olímpico do Chile.

    Com o resultado, a seleção brasileira sub-23 lidera a chave, com seis pontos, desempenho idêntico ao do anfitrião Chile, mas com vantagem no saldo de gols. Os donos da casa venceram por 3 a 0, também nesta sexta-feira, a Venezuela, adversário batido pelo Brasil na primeira rodada por 4 a 0.

    A seleção brasileira volta a campo no domingo, contra o Uruguai, às 17h (horário de Brasília). Às 19h10 duelam paraguaios e venezuelanos, ambos sem nenhum ponto conquistado.

    Apenas os dois primeiros colocados de cada grupo estão automaticamente classificados para a fase final do Pré-Olímpico. As equipes que ficarem em segundo e terceiro lugares disputarão uma repescagem.

    A competição no Chile leva os dois primeiros colocados para os Jogos Olímpicos de Atenas, na Grécia. As Olimpíadas são o único evento de relevância mundial nunca vencido pela seleção brasileira.

    A seleção brasileira dominou o jogo, apesar de repetir nesta sexta-feira o ocorrido na partida contra a Venezuela quando, após um primeiro tempo com dificuldades, não teve problemas em fazer gols na etapa final.

    "O time começou bem, com muita movimentação. Depois o Paraguai apertou a marcação, até com uma certa violência", avaliou o técnico Ricardo Gomes em entrevista à TV Globo. No intervalo, o treinador pediu maior aproximação do meio-campo ao ataque. "É o mesmo que o final do primeiro tempo com a Venezuela", afirmou.

    De fato, a seleção sub-23 começou o jogo em ritmo frenético. Tanto que logo aos dois minutos teve a chance de abrir o marcador.

    Elano apoiou pela direita e cruzou. A bola cruzou a área e acabou nos pés de Diego, que dominou, girou em cima do marcador e chutou para grande defesa de Barreto. Na sobra, Robinho chutou à direita do gol.

    Sem dar possibilidade para o Paraguai sair do seu campo de defesa, o Brasil seguiu a ameaçar. Aos oito minutos, Diego fez a jogada que originou o primeiro gol.

    O meia do Santos invadiu a área pela direita e foi derrubado por Devaca. O árbitro marcou pênalti, convertido pelo meia do Santos com um chute rasteiro no canto direito de Barreto.

    Aos 14min, a primeira oportunidade para o Paraguai. Torres recebeu lançamento e, mesmo pressionado, chutou forte. Gomes fez boa defesa, mandando a bola para escanteio.

    Cinco minutos depois, o Brasil perdeu boa chance para ampliar. Elano cobrou falta da intermediária. Alex ajeitou com o peito para Dagoberto que, mesmo livre, chutou em cima do goleiro paraguaio. Aos 21min, Robinho recebeu de Elano e arriscou de fora da área. Barreto defendeu em dois tempos.

    Aos poucos, os paraguaios superaram a pressão brasileira, e começaram a criar jogadas de ataque. Numa cobrança de escanteio, a defesa brasileira afastou mal e a bola sobrou para Torres. O atacante, porém, pegou mal na bola, facilitando o trabalho de Gomes.

    Aos 32min, começou a sucessão de alterações. O técnico Carlos Jara tira o meia Irala e põe em campo o atacante Gonzalez. No minuto seguinte, Elano, que se machucou em dividida no ataque, deixou o campo para a entrada de Wendell. E Diego por pouco não segue o mesmo caminho. O meia sofreu falta dura de Devaca e precisou de atendimento médico.

    Aos 43min, Robinho enfiou na medida para Maicon. O lateral reserva do Cruzeiro, já dentro da área, tentou o toque para Diego. A cortou parcialmente e, na sobra, Robinho chutou sobre o travessão.

    O Brasil tentou reeditar no início do segundo tempo seu ritmo dos primeiros minutos de jogo. Robinho arriscou passe rasteiro para Dagoberto, a zaga paraguaia falhou e por pouco Diego não se antecipou a Barreto, se saiu do gol para fazer a defesa.

    Aos cinco minutos, Robinho tentou jogada individual em cima de Martínez e foi puxado. Gilberto Hidalgo marcou o segundo pênalti para o Brasil no jogo. Desta vez, Robinho bateu. E fez 2 a 0 para o Brasil.

    O terceiro gol não demorou a sair. E foi um belo gol. Maicon pegou a bola no campo de defesa do Brasil, driblou cinco jogadores, incluindo o goleiro Barreto, e tocou para o gol vazio.

    Aos 13min, Robinho bateu de fora da área, a bola desviou na zaga e Barreto não segurou. Na sobra, Dagoberto se chocou com o goleiro, mas o árbitro considerou lance normal. Cinco minutos depois, Diego, de cabeça, perdeu a chance de marcar o quarto em cruzamento de Fábio Rochemback.

    Aos 31min, em rápida triangulação entre Diego, Robinho e Wendell, este pôs Marcel livre de marcação, mas a revelação do Coritiba adiantou demais a bola e permitiu a saída de Barreto. Aos 43min, Daniel Carvalho, que substituiu Robinho, fez jogada individual pela direita e, mesmo sem ângulo, tentou surpreender Barreto. O goleiro paraguaio jogou para escanteio.

    BRASIL
    Gomes; Maicon, Edu Dracena, Alex e Maxwell; Paulo Almeida, Fábio Rochemback, Elano (Wendell) e Diego; Robinho (Daniel Carvalho) e Dagoberto (Marcel)
    Técnico: Ricardo Gomes

    PARAGUAI
    Barreto; Martínez, Manzur, Devaca e Velázquez (Villaldo); Irala (González), Barreto, Bareiro e Figueiredo; Torres e Díaz
    Técnico: Carlos Jara

    Local: estádio Municipal de Concepción
    Árbitro: Gilberto Hidalgo (CHI)
    Auxiliares: Luis Avila (COL) e Carlos Sierra (COL)
     
  5. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Arte
    18h21 11/01/2004

    Copa SP: Flu goleia e se classifica

    Tricolor empata em pontos com o Atlético-PR, mas se classifica após os 6 x 0 sobre o Taboão e pega o São Paulo.

    Do Pelé.Net

    RIO DE JANEIRO - O Fluminense garantiu uma vaga na segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior ao vencer por 6 x 0 o Taboão, em Taboão da Serra, neste domingo. O destaque da goleada foi o atacante Rodrigo Tiuí, autor de quatro gols. O Tricolor pegará na segunda fase o São Paulo, vencedor do Grupo N.

    A missão do Fluminense não era das mais fáceis. O Tricolor estava empatado em quatro pontos com o Atlético-PR antes da terceira e última rodada e o time paranaense surpreendeu, fazendo 9 x 1 no Cachoeiro-ES, na preliminar. Dessa forma, o time carioca precisava vencer por cinco gols de diferença para se classificar.

    A tarefa ficou mais fácil quando Danilo, do Taboão, foi expulso aos nove minutos do primeiro tempo após entrada violenta em Juliano. A partir de então o Fluminense pressionou o adversário e chegou aos 4 x 0 ainda no primeiro tempo. Toró abriu o placar aos 16 minutos, em cobrança de falta, e Rodrigo Tiuí marcou três gols, aos 20, 33 e 38 minutos.

    O Tricolor voltou para o segundo tempo precisando de mais um gol, e conseguiu aos 14 minutos, novamente com Rodrigo Tiuí. Mesmo classificado, o Fluminense não diminuiu o ritmo, fazendo 6 x 0 aos 22 minutos, com Toró em cobrança de pênalti. O meia, entretanto, logo depois recebeu cartão vermelho.

    Classificado como primeiro lugar do Grupo M, o Fluminense enfrentará na segunda-fase o São Paulo, vencedor do Grupo N. A partida será na próxima quarta-feira.

    RUMO AO TÍTULO!!!!! :mrgreen:
     
  6. Beregond

    Beregond Usuário

    Em relação a contratações:
    Flu: Espinosa espera por Edmundo e Ramon

    O Globo

    RIO - JUIZ DE FORA. Pequenos detalhes separam o Fluminense de Edmundo, que pode ser anunciado hoje ou amanhã como jogador do clube. De Ramon, a diretoria aguarda apenas o sim, ou o não, já que, de acordo com o vice de futebol Celso Barros, o apoiador ainda alimenta expectativas que podem levá-lo para longe das Laranjeiras. Em Juiz de Fora, onde permanece até o próximo sábado, o Fluminense vive dividido entre a expectativa da chegada de reforços e a realidade em que a estrela-solitária Romário trabalha duro com o jovem grupo tricolor.

    - Todos estamos ansiosos para que as contratações se concretizem, principalmente por se tratarem de jogadores de qualidade, mas não me deixo levar por isso. Se vier a bê ou cê, ótimo. Do contrário, não posso desanimar - diz o técnico Valdyr Espinosa, confirmando mudança no planejamento: - Está na hora de pensar numa equipe com os que estão aqui. Vamos partir para a realidade.

    Espinosa tem poucas dúvidas para armar a equipe

    Entre os dirigentes, o acerto com Edmundo, que sinalizou positivamente à proposta do clube mas precisa se desvincular legalmente do Vasco, é dado como favas contadas. Depois das frustrações com Euller e Marcelinho, no entanto, manter a cautela virou questão de ordem. O nome de Edmundo monopoliza as conversas em Juiz de Fora. A dúvida é se valeria a pena reativar no Fluminense uma parceria que, no Flamengo e no Vasco, foi minada pelo conflito de egos e não trouxe resultados.

    - Conheço muito bem os dois e acredito que a relação entre eles não seria problema - atesta o gerente de futebol Paulo Angioni.

    Por enquanto, a única certeza que se tem é que não adianta ter Romário e Edmundo sem um homem que os municie no ataque. Este seria Ramon, cuja fama de bom jogador é proporcional a de complicado na hora de decidir sua vida. Espinosa torce pelo desfecho feliz da novela:

    - Precisamos de um jogador de meio-campo que ajude a marcar e faça a ligação com o ataque, enfiando bolas para o Romário e seu companheiro.

    O técnico vai comandar o primeiro coletivo em Juiz de Fora na quarta-feira. Ele tem dúvidas na lateral-esquerda, entre Juan e Júnior César, e no meio-campo, entre Marciel e Esquerdinha, para jogar com Marcão, Juca e Tiago. A zaga terá Antônio Carlos e Rodolfo.
     
  7. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Ramón e Edmundo confirmaram agora...vão p o Flu mesmo.....

    Time Base:
    Kléber, goleiro excelente
    Leo Moura, muito bom lateral só q gosta muito da night....
    Antonio Carlos, zagueiro de futuro mas inexperiente
    Rodolfo, um dos melhores zagueiros do BR na atualidade
    Juan, ?????
    Marcão, marcador exemplar
    Juca, marcação e chute de longe
    Esquerdinha, um passe de qualidade e muita correria
    Ramón, o cérebro do time...
    Edmundo, doido, maluco, é craque mas pode chutar o balde
    Romário, outro craque q tb pode chutar o balde

    o time não é ruim não..... :wink: :mrgreen:
     
  8. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Fluminense contrata Edmundo e Ramon

    Do Pelé.Net
    No Rio de Janeiro

    O Fluminense vai anunciar nesta terça-feira dois reforços de peso para a temporada de 2004. Segundo o vice de futebol, Celso Barros, não há mais nada a ser discutido em termos financeiros e só falta o atacante Edmundo e o meia Ramon assinarem seus contratos com o Tricolor. Logo depois a dupla segue ainda para Juiz de Fora, onde a equipe carioca está realizando a sua pré-temporada.


    Edmundo voltará a jogar com Romário
    O acerto de Edmundo com o Fluminense dependia apenas de uma questão jurídica para que ele pudesse assinar contrato com o Tricolor e ser apresentado oficialmente à torcida. Nesta terça-feira isto deve acontecer, pois será concedida uma liminar que vai garantir ao jogador o direito de se transferir para qualquer clube.

    O advogado de Edmundo, Luiz Roberto Leven Siano, entrou com o pedido de liminar, já que o jogador tem uma ação contra o Vasco na Justiça de Trabalho, pedindo o pagamento de uma dívida cujo total é R$ 14 milhões. Em dezembro do ano passado, o atacante pediu demissão publicamente depois que o presidente cruzmaltino, Eurico Miranda, admitiu que o clube não teria condições de cumprir o compromisso.

    Já o caso envolvendo o meia Ramon era bem mais simples. O jogador estava na Rio, esperando acertar com o Fluminense ou com o Vasco, mas na semana passada, o clube cruzmaltino saiu da disputa e acertou com Marcelinho e a diretoria tricolor correu para não perder a chance de contar também com Ramon.

    Esta será a segunda passagem de Ramon pelo Fluminense. O meia defendeu o Tricolor no primeiro semestre de 2001, disputando o Campeonato Carioca e a Copa do Brasil. Naquela oportunidade, ele trabalhou com o técnico Valdir Espinosa e chegou à Seleção Brasileira, quando disputou a Copa das Confederações.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  9. Heruost

    Heruost Banned

    Mais um furo da CHN (Central Heruost de Noticias :lol: ). Ramon e Edmundo já assinaram e estão seguindo ainda hoje a tarde para Juiz de Fora e o proprio Celso Barros confirmou agora a pouco no progama Rio Esportes que ambos estão liberados, clinicamente, para jogar e tambem confirmou o interesse tricolor com relaçào ao zagueiro Bruno Quadros (ex-Guarani) e o meia/lateral André Luis (ex-Corinthians).
     
  10. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    o Bruno Quadros não é o meio defensivo q jogou no Fla???
     
  11. Heruost

    Heruost Banned

    Ele foi volante no Falmengo mas no ultimo brasileiro jogou como zagueiro no Guarani com relativo sucesso... :wink:
     
  12. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    ahhhhh.....q bom, então ele entra no lugar do antonio Carlos....
    e o Andre Luis entra no do Esquerdinha.... :wink: :mrgreen:
     
  13. Sir Devil

    Sir Devil Usuário

    acho que este não é o lugar certo pra eu faze essa pergunta mas tudo bem
    alguém sabe quando começam as vendas dos ingressos para o jogo Atlético Sorocaba x Corinthians,o jogo é dia 21 mas eu queria sabe quando começam as vendas dos ingressos
     
  14. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    00h58 - 16/01/2004

    Brasil empata com o Chile e vai disputar a repescagem do Pré-Olímpico

    João Henrique Medice
    Enviado especial do UOL
    Em Concepción (Chile)

    Na partida mais esperada do Torneio Pré-Olímpico até o momento, a seleção brasileira teve um bom começo, mas caiu de rendimento e ficou no empate por 1 a 1 com o Chile, na noite desta quinta-feira, no estádio Municipal de Concepción.

    Com o resultado, o Brasil terminou no segundo lugar do Grupo A, com oito pontos. A equipe comandada por Ricardo Gomes vai disputar a repescagem, a partir de domingo, em Valparaíso, contra o terceiro time da outra chave, para garantir uma vaga nas finais da competição. Os possíveis rivais são Equador, Colômbia e Argentina.

    Para esta partida, a seleção brasileira não contará com volante Fábio Rochemback e o meia Diego. Os dois jogadores receberam o segundo cartão amarelo contra os chilenos e serão obrigados a cumprir suspensão.

    Já o Chile, que ao lado de Brasil e Argentina é apontado como um dos favoritos à classificação para as Olimpíadas, encerrou a primeira fase como primeiro do Grupo A, com dez pontos. A seleção está assegurada no quadrangular final, que começa na próxima quarta e definirá os dois classificados para os Jogos de Atenas.

    Este foi o nono encontro entre brasileiros e chilenos na história do Pré-Olímpico, de acordo com dados divulgados pela CBF. O retrospecto é favorável ao Brasil, que nunca perdeu para o rival, com cinco vitórias e quatro empates. O Brasil marcou 13 gols, contra seis do adversário.

    O jogo
    A partida começou sem emoções. O time chileno não se arriscava, enquanto o Brasil mantinha a posse de bola, mas encontrava dificuldades em criar no campo de ataque.

    A primeira chance clara saiu apenas aos 14min. Elano chutou de dentro da área e obrigou o goleiro Claudio Bravo a fazer grande defesa no canto direito. No rebote, Robinho ajeitou e Diego bateu rasteiro, mas a bola saiu à direita do gol.

    Aos 19min, o Brasil abriu o placar. Fábio Rochemback cobrou escanteio da direita na cabeça de Alex. O zagueiro desviou com precisão e a bola foi no canto esquerdo alto, sem chances para Bravo.

    Dois minutos depois, a seleção brasileira quase ampliou, em cobrança de falta de Rochemback, que Bravo realizou segura defesa no canto direito. O troco chileno veio aos 23min, quando Figueroa arriscou de fora da área, mas Gomes espalmou no canto esquerdo.

    O ritmo da partida caiu e o técnico chileno, Juvenal Olmos, surpreendeu ao queimar suas três alterações ainda com 32min. Contreras e Millar foram substituídos por Fierro e Valdivia, respectivamente. Anteriormente, por contusão, Villanueva deixou o campo, dando lugar a Beausejour.

    As mudanças tiveram resultado: o Chile adiantou a marcação e a seleção brasileira não conseguia mais chegar ao ataque. Além disso, principalmente com os laterais Fierro e Aceval, o time da casa pressionava em busca do empate, mas não criava problemas para o goleiro Gomes.

    O Chile voltou pressionando na segunda etapa. Logo aos 2min, Fierro recebeu em posição ilegal pela direita e, na saída de Gomes, marcou o que seria o empate chileno. No entanto, a jogada foi bem anulada pelo árbitro argentino Claudio Martín.

    Apoiado pela torcida, o time chileno pressionava e, aos 18min, empatou a partida. Depois de escanteio da direita, Beausejour cabeceou, a bola bateu na zaga e, novamente de cabeça, colocou no canto direito, vencendo Gomes.

    Dois minutos depois do gol de empate, o Chile perdeu o meia Carrasco. O chileno fez falta violenta em Dagoberto e acabou expulso, deixando o time da casa com um a menos.

    Mesmo com a vantagem numérica, o Brasil não encontrava espaços para chegar com perigo ao gol chileno. Com isso, o técnico Ricardo Gomes colocou em campo Dudu Cearense, Marcel e Daniel Carvalho nas vagas de Paulo Almeida, Fábio Rochemback e Elano, com o objetivo de deixar a equipe mais ofensiva.

    A tática não deu certo. A seleção brasileira pressionou até os minutos finais, mas não conseguiu marcar o gol da vitória. A última chance clara saiu aos 46min, quando Diego cobrou falta e Edu Dracena desviou de cabeça rente à trave direita chilena.

    CHILE
    Claudio Bravo; Contreras (Fierro), Ismael Fuentes, Miguel Riffo e Aceval; Mark González, Figueroa, Carrasco e Millar (Valdivia); Joel Soto e Villanueva (Beausejour)
    Técnico: Juvenal Olmos

    BRASIL
    Gomes; Maicon, Alex, Edu Dracena e Maxwell; Paulo Almeida (Dudu Cearense), Fábio Rochemback (Daniel Carvalho), Elano (Marcel) e Diego; Robinho e Dagoberto
    Técnico: Ricardo Gomes

    Data: 15/01/2004 (quinta-feira)
    Local: estádio Municipal de Concepción (Chile)
    Árbitro: Claudio Martín (Argentina)
    Auxiliares: Juan Rebollo (Argentina) e Arol Valda (Bolívia)
    Cartões amarelos: Millar (C), Fábio Rochemback (B), Fuentes (C), Diego (B), Valdivia (C)
    Cartão vermelho: Carrasco (C)
    Gols: Alex, aos 19min do primeiro tempo; Beausejour, aos 18min do segundo tempo
     
  15. Heruost

    Heruost Banned

    Essa já tá nos jornais mas eu sabia antes... :mrgreen:

    André Luiz e Fabio Bilica já esatão acertados com o Flu,. Ambos devem assinar com o clube amanhã.
     
  16. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    dois reforços muito bons, o André entra no lugar do Esquerdinha e o Fabio no lugar do Antônio Carlos..... :mrgreen:
    o time vai ficar muito bom!!!! :D :mrgreen: :obiggraz:
     
  17. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    O Brasil deu mole e perdeu p Argentina q só tinha um jogador bom de bola, o Tevez, mas como foi dito perdeu gols demais, principalmente o Marcel...


    Brasil abusa das chances perdidas e é derrotado pela Argentina no Pré-Olímpico

    Da Redação
    Em São Paulo

    A seleção brasileira não começou bem o quadrangular decisivo do Torneio Pré-Olímpico. Apesar de ter feito uma boa partida, o time comandado por Ricardo Gomes não soube aproveitar as diversas oportunidades criadas e acabou perdendo por 1 a 0 para a arqui-rival Argentina.

    Mais objetivo em campo, o Brasil teve o domínio das ações em grande parte do jogo e levou mais perigo ao gol de Caballero, mas esbarrou nos erros de finalização, principalmente com o atacante Marcel.

    Os argentinos começaram mal, mas conseguiram se recuperar com as alterações do técnico Marcelo Bielsa e logo equilibraram a partida. O gol, no entanto, só veio em uma jogada de bola parada, completada de cabeça pelo zagueiro Rodríguez.

    O resultado levou a Argentina à liderança do quadrangular final, ao lado do Paraguai, com três pontos. Brasil e Chile dividem a lanterna sem nenhum ponto. Na sexta-feira, argentinos e paraguaios fazem o duelo de líderes, enquanto brasileiros e chilenos farão o jogo dos desesperados.

    O jogo
    Com uma marcação eficiente na saída de bola argentina, a seleção brasileira dominou a partida nos 30 minutos iniciais. Logo aos 4min, Dudu Cearense lançou Marcel na área adversária. O atacante matou no peito e bateu por cima do gol de Caballero.

    Aproveitando os espaços deixados pela defesa argentina em seu setor direito, o Brasil criou várias chances de abrir o placar. Aos 6min, Robinho apareceu livre na área pelo lado esquerdo, mas o chute cruzado saiu em cima do goleiro.

    Quatro minutos mais tarde, Diego lançou Daniel Carvalho na esquerda. Ele foi até a linha de fundo e cruzou na medida para Robinho, que cabeceou para fora.

    A primeira oportunidade da Argentina só aconteceu aos 14min, em chute de González na entrada da área que saiu por cima do gol de Gomes.

    A seleção brasileira voltou a ameaçar aos 18min, quando Wendell recuperou rebote do goleiro Caballero e bateu da entrada da área. A bola desviou na zaga e saiu. No lance seguinte, Daniel Carvalho fez boa jogada individual e arriscou de longe, mas o chute foi muito alto.

    O panorama da partida começou a mudar aos 29min, quando o técnico Marcelo Bielsa tirou Mascherano para a entrada de Clemente Rodríguez, que corrigiu a falha no setor direito da defesa argentina.

    Logo em sua primeira participação ofensiva, aos 32min, Rodríguez foi lançado por Delgado e chegou a driblar o goleiro Gomes, mas perdeu ângulo e não conseguiu finalizar.

    Mesmo com a disputa mais equilibrada, o time brasileiro ainda conseguiu uma grande chance aos 43min. Dudu Cearense tabelou com Marcel, invadiu a área e, no momento da finalização, foi travado pelo goleiro adversário.

    Assim como na primeira etapa, o Brasil começou o segundo tempo em ritmo acelerado. Aos 2min, Diego fez jogada individual e arriscou da intermediária, obrigando o goleiro Caballero a se esticar todo para defender.

    Um minuto depois, o meia do Santos fez outro grande lance e colocou Marcel na cara do gol, mas o atacante bateu em cima do goleiro argentino. A resposta da Argentina veio aos 5min. Delgado tabelou com González e invadiu a área, mas parou na grande defesa de Gomes.

    O Brasil desperdiçou outra boa oportunidade aos 11min. Maicon recuperou a posse de bola e foi à linha de fundo. Robinho se antecipou à defesa argentina e desviou, mas o goleiro Caballero, atento, defendeu.

    Quando a Argentina saiu mais para o jogo, a seleção brasileira passou a ameaçar nos contra-ataques. Aos 21min, Marcel foi lançado, invadiu a área e tocou na saída do goleiro, mas mandou para fora.

    O castigo pelas chances perdidas veio aos 33min, em lance de bola parada. Ferreira cobrou falta pela direita, Rodríguez subiu mais que a zaga brasileira e desviou de cabeça, sem chance para Gomes, para fazer 1 a 0.

    Em desvantagem, o Brasil ainda buscou o empate. Maicon teve uma grande chance aos 46min, mas bateu por cima de dentro da pequena área argentina.
     
  18. Jogador morre em jogo da Superliga.

    O Hungaro Feher, de 24 anos, atacante hungaro do Benfica, teve uma paragem cardiaco-respiratoria durante o jogo contra o Vitoria de Guimaraes e morreu as 23h10 no hospital.
    O jogador sentiu-se mal depois de levar um cartao amarelo, dobrou-se e caiu no chao perdendo os sentidos. Os medico ainda tentarem reanimalo mas acabou mesmo por morrer.
    Esta noticia me impressionou muito, mesmo não sendo fa do Benfinca (muito plo contrario sou fa do Sporting o maior inimigo do Benfica). Quer as imagens do jogador a cair no chao e a ter o ataque, quer as dos jogadores da sua equipa a chorar desesperados sao impressionantes.
     
  19. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Espinosa destaca atuação de Ramon

    Técnico do Fluminense afirma que meia assumiu a responsabilidade na vitória por 3 x 1 sobre o Caxias-SC.

    Do Pelé.Net

    RIO DE JANEIRO - Ramon foi o grande nome do Fluminense na vitória por 3 x 1 sobre o Caxias-SC, que classificou o Tricolor para a segunda fase da Copa do Brasil. E a boa atuação do jogador foi reconhecida pelo técnico Valdir Espinosa.

    "O Ramon recebeu marcação individual e sentiu dificuldade, principalmente no primeiro tempo. Mas ele estava numa noite especial e partiu para dentro da marcação, assumindo a responsabilidade", disse.

    Espinosa elogiou também a atuação dos jogadores que substituem os astros Romário, Edmundo e Roger, contribuindo para o bom desempenho da equipe. O treinador ainda lembrou ainda que o grande mérito do Fluminense contra o Caxias foi a tranqüilidade.

    "Aconteceu tudo o que esperávamos. Encontramos um adversário que lutou muito, com muita marcação, nas não nos desesperamos. Levamos o gol depois de uma desatenção, mas tínhamos que manter a tranqüilidade. Tomamos conta do jogo depois que o Caxias não agüentou mais o ritmo forte", afirmou.
     
  20. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Vitória anuncia Vampeta nesta sexta

    MBPress
    Em São Paulo

    Sexta-feira, dia seis de fevereiro, deve ser o dia de um grande anúncio no time do Vitória. O jogador Vampeta, pentacampeão mundial pela seleção brasileira, irá defender o rubro-negro baiano.

    Vampeta volta ao Vitória em 2004
    Vampeta esteve mais uma vez reunido com a diretoria do Vitória nesta quinta-feira à noite, acertando os últimos detalhes de seu contrato com o clube baiano. A apresentação oficial do volante no Vitória deve acontecer na próxima segunda.

    Com isso, o jogador retorna ao clube que o revelou há 12 anos. Do Vitória, Vampeta foi para o PSV Eindhoven, da Holanda. O jogador também defendeu Fluminense, Internazionale (ITA), Fluminense e Flamengo.

    No entanto, o maior sucesso na carreira do jogador foi defendendo o Corinthians. Pelo alvinegro paulista, o atleta conquistou vários títulos, entre eles o Mundial Interclubes da Fifa, em 2000, no Brasil.

    Em 2002, Vampeta fez parte do elenco da seleção brasileira que conquistou a Copa do Mundo na Coréia e no Japão. Na sua volta ao Brasil, o volante machucou-se e ficou bom tempo afastado do Corinthians.

    Na última temporada, com problemas para receber no time paulista, o jogador acabou entrando em atrito com a diretoria e foi dispensado no final do ano. Desde então, Vampeta descansa em Nazaré das Farinhas, no interior baiano.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
Situação do Tópico:
Fechado para novas mensagens.

Compartilhar