1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Nota média do Enem sobe dez pontos em relação ao ano anterior, diz MEC

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por ricardo campos, 11 Set 2011.

  1. ricardo campos

    ricardo campos Debochado!

    Mariana Oliveira Do G1, em Brasília





    Nota média do Enem sobe dez pontos em relação ao ano anterior, diz MEC.


    O Resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2010 mostra que o desempenho médio dos alunos regularmente matriculados naquele ano melhorou em relação ao ano de 2009, conforme dados do Ministério da Educação. A nota média nas provas objetivas passou de 501,58 pontos para 511,21 pontos em 2010.
    A nota leva em conta a média obtida nas disciplinas de ciências da natureza, ciências humanas, matemática e língua portuguesa. As notas de redação, segundo o ministério, não são comparáveis com as dos anos anteriores porque falta “respaldo metodológico”.
    A nota média de cada escola do país no Enem 2010 será divulgada nesta segunda-feira (12).
    O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou que o resultado é "positivo", mas "dentro do esperado". "Atendeu nossas expectativas, mas é compatível com a evolução que tem se verificado na educação brasileira. [O aumento] é coerente", disse Haddad em entrevista com jornalista realizada na quinta-feira (8) na sede do ministério.
    Haddad destacou, porém, o fato de o desempenho ter melhorado mesmo com o aumento da participação de alunos no exame. Em 2010, 56,4% dos estudantes concluintes do ensino médio regular fizeram o Enem, contra 45,8% dos concluintes de 2009.
    "Pode acontecer de a nota cair e a taxa de participação aumentar, então você não sabe muito bem. Agora, quando acontece de a participação aumentar e de a nota aumentar, você tem uma grande confiabilidade de que os resultados mostram uma evolução consistente da qualidade. (...) Nós sabemos que a educação é um processo, que nós temos que trabalhar muito, tem muito por fazer", analisou Haddad.
    Substituição de vestibulares
    O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse também que a substituição dos vestibulares pelo Enem em todo o país tem ocorrido com "processo natural de adesão" e com "debate interno". Ainda conforme o ministro, o Enem é importante porque "organiza" o trabalho escolar, enquanto o vestibular "desorganiza".
    "Essa é nossa pregação. De que nós precisamos continuar esse processo para transformar o ensino médio. [O Enem] organiza e, ao organizar, dá impulso a uma ação de melhoria. E os vestibulares, como foram constituídos, desorganizam a atividade da escola pela irracionalidade do processo. Cada instituição tem um processo próprio, tem sobreposição de conteúdos que ninguém, em sã consciência, consegue cobrir em três anos."
    Enem 2011/2012
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . Conforme o Ministério da Educação, se inscreveram para a prova 5.367.014 pessoas, 16% mais do que os 4.626.094 que se inscreveram em 2010 - destes, 3.242.776 fizeram a prova - cerca de 30% foram os concluintes do ensino médio regular.
    A partir de 2012, o governo passará a aplicar duas provas por ano,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . O Ministério da Educação ainda não sabe qual critério será usado para calcular as notas das escolas e as médias com dois exames mas, conforme o ministro Fernando Haddad, "provavelmente" só será considerada a segunda prova, aplicada no último trimestre do ano.



    Fonte:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. ricardo campos

    ricardo campos Debochado!

    Segundo o Ministro o ENEM organiza o trabalho escolar. Isso também depende dos estados e municípios. Mas a proposta do Enem é boa. Sair daquela proposta conteudista dos vestibulares. Pelo menos a intenção é essa.
     
  3. imported_Shiryu

    imported_Shiryu Yippie-ki-yay...

    Quando fiz o vestibular, o Enem foi a coisa mais inútil que fiz. Gastei 30 reais ainda pra fazer uma prova que qualquer ignóbil iria bem, errei 2 de 63. Não sei como está agora, mas não confio nada, sou mais vestiba.
     
  4. Pescaldo

    Pescaldo Penso, logo hesito.

    O ENEM mudou muito nos últimos anos. Digamos que ela está atingindo seu grau de maturidade.
     
  5. Nadz

    Nadz Usuário

    Comigo foi assim também, mas acho que paguei mais caro. Mas considerei a prova bem fácil na época (2004).

    Atualmente eu apenas escuto polemicas em relação a prova, o que tira um pouco de sua credibilidade e intenção.
     
  6. Lizzie

    Lizzie Usuário

    mas o enem está MUITO diferente desse que voce fez. agora, com 180 questões, virou prova de resistência física e paciência.
     
  7. ricardo campos

    ricardo campos Debochado!

    Colégio Tiradentes-MG os alunos tiraram uma boa nota no ENEM. Uma Escola Estadual do vale do Jequitinhonha (também em Minas) a nota foi baixa. Todas duas são públicas. A primeira conta com laboratórios de informática, professores com pós e até doutorado, quadra esportiva. A segunda não conta com nenhum laboratório, professores sem graduação e com apenas o ensino médio, sem acesso a internet, sem quadra poliesportiva. Dá para entender perfeitamente o motivo da disparidade.
    Por que o ensino fundamental e médio público nos estados da federação são sofríveis, enquanto as universidades federais são consideradas a cereja do bolo em termos de educação no país? Não são mantidas com dinheiro de impostos? Por que a disparidade ? O Brasil não possuiu nenhum prêmio Nobel em nenhuma área do conhecimento humano, a Argentina têm cinco ( Se não estiver enganado lá não há vestibular e nem cotas etc.). Há alguma coisa errada no ensino do nosso país.
    Acho que está na hora de uma mobilização pelo ensino público de qualidade no Brasil.
     
  8. Calib

    Calib Visitante

    Acho que o mais urgente é repensar o currículo todo do colégio antes de melhorar o ensino para isso que está aí.
     
  9. imported_Mel

    imported_Mel Usuário

    Sobre errar apenas 2 de 63, te garanto que isso é coisa do velho Enem. Um estudante acima da média costuma acertar 70% no novo Enem, apenas alguns poucos com facilidade em conhecimento científico/línguas acerta mais do que isso. Existem as questões fáceis, até as óbvias pode-se dizer, pois pessoas de níveis de conhecimento muito variados fazem a prova, mas agora eles "lembraram" de adicionar as questões mais difíceis. Posso dizer sobre a minha área (física) que existem questões realmente difíceis e trabalhosas. O Enem está melhorando e muito, na minha humilde opinião uma das melhores coisas já feitas em termos de educação por aqui.
     
  10. imported_Shiryu

    imported_Shiryu Yippie-ki-yay...

    Aff, 180 questões é de foder... Sou mais o vestibular normal mesmo, 80 questões + redação + específicas.
     
  11. imported_Mel

    imported_Mel Usuário

    Entendo seu ponto de vista, mas o vestibular normal nivela por baixo. Alguns, como a Fuvest por exemplo, tem um nível melhor, mas tem vários por aí que não dá pra confiar. E até a própria Fuvest acaba nem sempre privilegiando quem tem mais aptidão. Sem falar que o sistema, mais rústico, faz com que seja possível ganhar pontos "chutando".
     
  12. imported_Shiryu

    imported_Shiryu Yippie-ki-yay...

    É por isso que deveria ser acerta uma questão +1 ponto, erra -1 ponto, daí o chute não iria adiantar muito - é o que acontece em concursos e em exames de seleção pra pós (na ANPEC, pra economistas, meu professor tava comentando que uma matéria teve média de 2,5 pontos). Ou coloca questões de somatória (1+2+4+8+16+32), pra mim as mais fodas se você que colocar só os melhores.
     
  13. imported_Mel

    imported_Mel Usuário

    Concordo. O sistema TRI também é bem interessante. Questãozinha de a, b, c, d, ou e não dá mais. Claro que o ideal seria prova discursiva para todos, mas isso só nos meus sonhos maléficos (questões impossíveis de física com resposta aberta para todos, muahahah) :chibata:
     
  14. ricardo campos

    ricardo campos Debochado!


    Mudança na grade curricular é de extrema urgência. Uma das medidas que precisam ser avaliadas pelas autoridades de ensino e professores do país. Esse é um dos pontos.


    [FONT=&amp]
    A UFMG adotou o ENEM só na primeira etapa. Na segunda as provas são discursivas[/FONT]. TRI (Teoria da resposta ao Item)é bem interessante mesmo. Questões mais difíceis tem peso maior do que as consideradas mais fáceis.Os estadunidenses adotaram o SAT a mais de 50 anos, é o ENEM deles.Mas em Cuba e na Argentina não há vestibular.Como eles conseguiram?
     

Compartilhar