1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Nós passaremos em branco (Luís Henrique Pellanda)

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Meia Palavra, 6 Set 2011.

  1. Meia Palavra

    Meia Palavra Usuário

    Para quem sempre leu crônicas, contos e romances ambientados em Porto Alegre – culpa do grande número de autores gaúchos na minha estante –, o livro Nós passaremos em branco, de Luís Henrique Pellanda, veio para me apresentar um lugar que pouco conheço: Curitiba. A capital paranaense, que eu sempre considerei exemplo de cidade limpa, [...]

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Anica

    Anica Usuário

    parece ter um que de dalton trevisan, não?
     
  3. Izze.

    Izze. What? o.O

    aí não sei te dizer pq nunca li o Trevisan xD
     
  4. Anica

    Anica Usuário

    eu pensei nisso por causa desse negócio que você comenta de ele não ir pro lado clichê de curitiba-cidade-modelo, mas narrando mais as personagens comuns do dia-a-dia, a poeira q se esconde embaixo do tapete, digamos assim. fiquei bem curiosa sobre o livro :think:
     
  5. Izze.

    Izze. What? o.O

    é um livro bem bacana mesmo
    A crônica que mais gostei foi justamente a que fala "mal" do Natal do HSBC
    Lembro que quando era pequena fui no escritório da fábrica onde minha mãe trabalhava, e tinha lá um cartaz enorme com o prédio com as crianças cantando e aquele laço vermelho gigante e eu achei o mááááximo. Queria ser uma das crianças lá cantando hahahaha Gostei da visão do curitibano que mora lá perto e do quanto isso inferniza ele no Natal =P
     
  6. Anica

    Anica Usuário

    era legal nos primeiros anos, lembro que cheguei a ver a apresentação de uma janela da falecida mesbla ali da XV. mas cresceu e se eu não me engano nem são mais criancinhas de orfanato que cantam lá. acho que os únicos curitibanos que curtem de fato o natal no palácio avenida são os batedores de carteira, que fazem a festa ali.
     

Compartilhar