• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Nos EUA, livrarias se vestem para a guerra contra a Amazon

Béla van Tesma

Blood-sucker
Nos EUA, livrarias se vestem para a guerra contra a Amazon
PUBLISHNEWS, REDAÇÃO, 16/10/2020

Campanha lançada pela Associação Americana de Livrarias quer alertar para o perigo que a gigante de Seattle representa para o setor


572x314xzEdTByVxpeuKVylurkF3X7WkjCdePARVN9Bl4EwEWaIibi1AoI4iEsXA8rGUipEDGiFIeK6ESNQBnxXR.png.p...png
Fachada da McNally Jackson, de Nova York, adesivada para a campanha | © Redes Sociais da ABA

Nesta semana, quando a Amazon realizou o seu “Prime Day”, campanha de altos descontos para os clientes que pagam pelo serviço de fidelidade da gigante de Seattle, seis livrarias independentes nos EUA surgiram vestidas para a guerra como parte da campanha #BoxedOut, encabeçada pela American Booksellers Association (ABA).

As vitrines das livrarias foram adesivadas com dizeres como “Books curated by real people not a creepy algorithm” (“Livros curados por pessoas reais e não por algoritmos assustadores”); “Buy books from people who want to sell books, not colonize the moon” (“Compre livros de pessoas que querem vender livros, não colonizar a lua”) ou, indo mais direto ao ponto, “Amazon, please, leave the dystopia to Orwell” (Amazon, por favor, deixe a distopia para Orwell”).

Em comunicado, Allisson K Hill, CEO da ABA, disse que as pessoas podem não entender os custos e as consequências das conveniências da Amazon, mas “Mais de uma livraria independente foi fechada por semana desde o início da crise provocada pela pandemia do covid-19, ao mesmo tempo, um relatório prevê que a Amazon vai gerar US$ 10 bilhões em receitas durante o ‘Prime Day’”. “Ligando os pontos, está claro que essa ‘conveniência’ tem um custo e uma consequência. O fechamento de livrarias independentes representa perda de empregos, de impostos locais e de oportunidades para que leitores descubram livros e se conectem com outros leitores”, completou.

As seis livrarias que serviram de piloto da campanha estão localizadas em Washington, Nova York e Los Angeles, mas a ideia é que mais associados usem as peças publicitárias em suas lojas e redes sociais.

Fonte:
PublishNews
 

Focr_BR

Usuário
Apesar de ser comodo comprar nas lojas virtuais e esperar chegar, pelo menos antes do coronavirus, estava dando preferencia para comprar na loja fisica.

Como ja disse em outro post, minha experiencia com e-readers também não foi boa, li muito livros, mas a maioria entrou por um ouvido e saiu pelo outro, então estou dando preferencia para livros fisicos também.

Sobre a campanha, é bem interessante, com o crescimento dessas lojas gigantes virtuais, o comercio local tem sido afetado, por tanto, acho bem valido que exista uma campanha que incentive a compra nas livrarias locais.
 

Neoghoster Akira

Brandebuque
Não surpreende que uma hora ia ter atrito do mercado virtual com o mercado real. Pela propaganda que a Big Tech fazia no começo dos anos 2000s eles definitivamente não conseguiram entregar o que anunciavam para os dias de hoje (os carros voadores do Back to The Future, que nunca vieram, são um exemplo piada engraçado mas tem seu fundo de verdade).

De drones de entregas (manutenção de robôs continua cara e falta infra-estrutura) a internet das coisas com roupas com chips (usadas para propósitos de guerra) tudo tem dado problema. E o problema está justamente em quem domina essas cadeias de logística porque visam construir apenas um modelo que pensa o lado globalista mas esquece do equilíbrio do lado localista pra contrabalançar e evitar que as grandes empresas fiquem relaxadas demais. É um esculacho que acaba virando tirania quando não tem competição.

Não vejo que "o justo pagar pelo pecador" funcione sempre. Na hora que a sobrevivência bater na porta vai restar apenas a guerra.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.920,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo